MARTINS, Helen Fernanda Alves. Título do post. Goiânia, 20 nov. 2011. Disponível em: <http://www.meutedio.com.br/…>. Acesso em 05 fev. 2017.

domingo, 2 de dezembro de 2007

Forme-se antes, forme família depois

Muito me entristece saber que tantas mulheres da minha geração ainda se entregam ao casamento antes de terminar a faculdade, de ter uma profissão, de ter como principal fonte de renda o próprio trabalho. Tenho certeza de que não é por ingenuidade, toda nossa geração, de mulheres nascidas na década de 80, sabe muito bem que um relacionamento que começa assim em pleno 3° milênio tem tudo para dar errado. Acho que é mesmo uma mistura de ignorância com complexo de Cinderela.

Meus cosméticos de cada dia

Sou compulsiva por cosméticos. Revendo três marcas diferentes, mas uso também marcas de supermercado. Como nunca fui da classe média, nunca usei O Boticário ou qualquer outra marca que só seja vendida em loja própria.

Não gosto de maquiagem, mesmo porque, apesar de tantas propagandas falsas, ainda não inventaram maquiagem para quem tem acne. Só uso mesmo no olho e na boca, porque nessas áreas não tenho acne.

Outra coisa que aumenta a acne, mas eu preciso usar, é o filtro solar facial. Existem várias marcas que juram que sua fórmula não tem óleo, que só tem gel, que não obstrui os poros, ti, ti, ti, blá, blá, blá… Mas de todas que experimentei, todas me deixam com a cara preta, não por causa do sol, mas por causa dos cravos. O pior é que os cravos pretos são aqueles que ficam "enterrados" na pele e quando saem deixam buracos, diferente dos cravos brancos, que saem com um bom sabonete de enxofre. Se você souber de algum filtro solar que não cause acne, me conte!

Batons - Meus batons favoritos são os das marcas de revistas, porque são bonitos e baratos. Como sou revendedora, prefiro comprar amostras, já que não consigo usar um batom inteiro antes dele vencer.

Olhos - Maquiagem de olho eu prefiro da Natura porque rende muitas aplicações, mas gosto das máscaras da Avon.

Cabelos - No cabelo eu prefiro as marcas de supermercado, porque são baratas e eficientes, apesar de ter gostado muito do resultado de Avon Naturals para cabelos cacheados. Usei xampu e creme para pentear da Natura, mas só gostei do cheiro. O único creme sem enxagüe que deixa meu cabelo com os cachos definidos é Seda. Xampu e condicionador eu mudo bastante e misturo marcas, mas algumas delas eu não pretendo voltar a usar. Garnier Frutis, Pantene, Aquamarine e Monange deixam meu cabelo ainda mais seco, opaco e sem cachos. Creme de hidratação (ou máscara) eu uso de qualquer pote de 1Kg de marca barata e vou variando para manter o efeito.

Sabonetes - Sabonete no rosto e nas costas eu tenho que usar com enxofre e ácido salicílico, fedido até! No resto do corpo não tenho exigência, mas se for da linha Natura Todo Dia o perfume do sabonete vai ficar na pele por muito mais tempo. Para lavar as mãos no banheiro, o mais higiênico é sabonete líquido. Compro as versões Erva Doce, Pêssego e Neutro em embalagens de 24L e uso para repor a saboneteira da Avon que tenho em casa, é muito mais econômico e ecologicamente correto. Geralmente embalagens grandes assim você encontra em drogarias. A saboneteira pequena pode ser de outra marca de sabonete e/ou do R$ 1,99.

Acne - Para o rosto e outras partes do corpo com acne, além de sabonete com enxofre e ácido salicílico, uso um gel noturno que só deve ser vendido sob prescrição médica. Nas partes expostas ao sol, filtro solar. Ruim com ele, pior sem ele.

Hidratantes - Cremes hidratantes bons são os de supermercado. Os da Natura e da Avon ganham nos perfumes, mas a hidratação não dura muito tempo. Gosto da consistência e das fragâncias de Monange, Paixão, Corpo a Corpo, Leite de Aveia e outras, mas por causa do preço eu estou usando Hidramais que rende, hidrata e tem uma fragância suave que não disputa com os cheiros do xampu, do desodorante, da colônia… Eu só encontro Hidramais nas Lojas Americanas, não sei se outras lojas vendem.

Pés - Nos pés eu uso um hidratante mais concentrado do que o do corpo, geralmente de uma das linhas para os pés da Abelha Rainha. Antes de usar calçado fechado eu passo desodorante spray da Avon ou da Abelha Rainha.

Desodorantes - Desodorante barato e bom é roll-on da Avon. Já experimentei todas as linhas da marca e só não gostei da Duration que, apesar do nome, é a que dura menos, tanto na pele como na embalagem. Também gosto de roll-on de supermercado: Rexona, Nivea, Dove, Moderato, mas só compro em último caso porque é caro. Desodorante spray e aerosol não fazem efeito em mim, nem mesmo das marcas caras. Desodorantes em creme eu nunca usei porque dá mais trabalho para aplicar.

Colônias - Para dormir e ficar em casa gosto das colônias refrescantes da Avon e da Abelha Rainha, principalmente das fragância de bebê, Jasmim e Lavanda. Para sair (trabalho, Igreja, escola, feira…) gosto de Águas de Natura, minhas favoritas são Banho de Lavanda, Cedro e Jasmim, Flor de Laranjeira e Campo de Violetas. Não gosto de usar diariamente colônias mais concentradas, mas quando tenho vontade uso Avon ou Natura.

Unhas - Não sou vaidosa com as unhas. Só uso base e escolho qualquer uma que custe R$ 1,00 ou menos.

Se você escrever um post sobre os seus cosméticos de cada dia, deixe comentário para eu linkar você caso você tenha me linkado. Não se esqueça de me indicar um filtro solar que não cause acne!

segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Endereço blogspot liberado

Liberei o endereço paulacoutinho.blogspot.com. Eu estava com esse endereço porque uma colega jornalista tinha pedido para eu criar um blog para ela, mas ela acabou escolhendo outro endereço e eu me esqueci de liberar.

Fiquem atentos ao marcador liberei porque vou utilizá-lo sempre que liberar um endereço de blog, site e/ou e-mail. Tenho muitos para liberar ainda, só não libero tudo de uma vez porque leva tempo e ainda estou dependendo de lan-house para acessar Internet.

sábado, 10 de novembro de 2007

Adicionando feeds aos clipes do Gmail

Este é mais um tutorial de ítens-úteis-que-quase-ninguém-usa. Novamente utilizarei o Plural Blog como exemplo. Para os menos atentos, os "clipes" do Gmail são aqueles links que aparecem no topo da caixa de entrada, acima dos botões "Arquivar", "Denunciar Spam" e "Excluir". Esses links são atualizações dos sites cadastrados pelo usuário ou pelo próprio Google. Se você não sabe o que é feed, clique aqui.

  1. Clique em "Configurações".
  2. Clique em "Clipes Web" (primeira guia da direita para a esquerda).
  3. Na coluna da esquerda aparecerá uma caixa de texto onde você colará ou digitará o seguinte endereço: http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default
  4. Clique em "pesquisar". Vai aparecer no quadro principal o seguinte texto:

    Resultados da pesquisa Plural Blog - Quem disse que cultura tem de ser chata? http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default

  5. Clique no botão "Adicionar".
  6. Para que as atualizações do Plural Blog apareçam com mais freqüência no seu Gmail, clique em "Meus Clipes" e remova aqueles que o Gmail já manda "de fábrica".

Obs. 1: Todos os feeds de blogs hospedados no Blogger.com seguem o mesmo padrão: http://endereco.blogspot.com/feeds/posts/default.

Obs. 2: Fique a vontade para fazer o mesmo com o feed do meu blog: http://www.helenfernanda.com/feeds/posts/default

Como adicionar o feed de um site ao orkut

Este recurso não existe mais no orkut.

Algumas dicas que podem parecer óbvias demais para internautas experientes rendem bons tutoriais. Se você já sabe adicionar feed ao orkut, não perca tempo lendo isso. Neste exemplo vou utilizar o Plural Blog, excelente site de Jornalismo Cultural que está sempre atualizado.

  1. Na sua página inicial do orkut (home), clique em "+ acessórios". Abrirá a página "Adicione feeds ao seu perfil".
  2. No campo de texto "URL" digite ou cole o seguinte endereço: http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default
  3. Clique em "adicionar". Na mesma página aparecerá na seção "Meus Feeds" o seguinte texto-link: Plural Blog - Quem disse que cultura tem de ser chata? http://pluralblog.blogspot.com/feeds/posts/default
  4. Clique no link gerado e perceba que você pode ler o Plural Blog no próprio orkut, só precisará entrar no blog para ler e deixar comentários.

Obs. 1: O feed do blog também ficará disponível para as pessoas que visitarem seu perfil. Funciona com qualquer outro feed.

Obs. 2: Todos os feeds de blogs hospedados no Blogger.com seguem o mesmo padrão: http://endereco.blogspot.com/feeds/posts/default.

Obs. 3: Fique a vontade para fazer o mesmo com o feed do meu blog: http://www.helenfernanda.com/feeds/posts/default

quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Goiânia, avisa aqueles olhos lindos que eu voltei!

Estou em Goiânia novamente. Uma loucura! Estou sem tempo para explicar agora. Segunda-feira de manhã tenho que estar em Brasília e espero voltar com todas as coisas que ainda deixei lá: computador, roupas, livros, apostilas, etc.

Depois eu conto mais!

quarta-feira, 29 de agosto de 2007

Helen Fernanda usando template pronto?!

Desculpe-me a vergonha que passei, mas é fato. Estou sem tempo para verificar os diversos erros no meu template, sem falar que meu photobucket expirou e não tenho tempo para trocar imagem por imagem. Sinto muito meu blog estar feio assim! Acontece com as melhores blogueiras.

quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Aspirando poeira em Goianésia

Esta cidadezinha já me deu tanta alergia que já perdi mais de um terço do meu nariz só assoando. Tá todo machucado!

O saldo é positivo: vi todos os/as tios(as) e primos(as) que moram aqui. Pedidos de tias, tios e vó para eu ficar morando aqui não faltaram, mas tenho que ir. Ainda há uma esperança: estou seriamente decidida a fazer uma segunda graduação e uma tentativa de fazer isso sem pagar mensalidade é prestar o vestibular da UEG para Sistema de Informação. Tenho tanta convicção que gosto mais de computadores do que de gente que não tenho dúvidas de que serei feliz fazendo esse curso, mesmo aqui em Goianésia.

Outro lado bom da viagem é que tenho muita roupa "nova" adquirida no brechó da minha avó. Só calças jeans são doze, além de muitas blusas e até um terninho básico.

O processo que estou movendo contra a última empresa onde trabalhei está "andando" e tenho que ir para lá para levar mais alguma documentação. O dinheiro que a empresa me deve está fazendo muita falta!

Ontem me ligaram para uma entrevista de emprego em Brasília, fui retornar, gastei mais de dez unidades do meu cartão e ainda não deu tempo da moça me dizer o endereço. Era uma vaga para digitadora e, modéstia de lado, nisso eu sou muito boa! A vaga seria minha, mas se não deu certo é porque Deus tem algo melhor reservado. Eu fiz o que pude!

Para vocês não dizerem que meu blog é fútil, um visitante conseguiu colocar em prática um tutorial que fiz sobre como usar seu domínio no Blogger. Confira: http://www.everaldovilela.com/. É verdade que ultimamente não tenho postado nada muito relevante, só tenho escrito sobre mim, mas é que, sem web todo dia e o dia todo, fica difícil mesmo.

Volto amanhã às 7h00. Vou madrugar. Ainda não descobri como vou levar/mandar todas as roupas que adquiri no brechó da vó, mas vou dar um jeito. No sábado lavo minhas roupas. No domingo compro jornal, leio os classificados e mando currículos. Na segunda espero ligações e entrego currículos pessoalmente. Na terça ou na quarta vou em Luziânia pedir isenção na inscrição da UEG. Vai ser uma semana corrida!

sexta-feira, 10 de agosto de 2007

Jornalista introspectiva

Os meus amigos e parentes têm dificuldade de me entender assim: introspectiva, anti-social e… jornalista. Eu sei muito bem que não é tão contraditório assim, o problema é que as pessoas têm uma idéia muito "colorida" e televisiva do jornalista. Mas já me cansei de explicar e tentar convencer as pessoas de que eu não sou de outro mundo. Talvez seja melhor as pessoas acharem mesmo que sou de outro mundo, assim me deixam em paz para eu sair do meu "mundinho" apenas para o que realmente me interessa.

Por que você não me contratou?

O título deste post é a pergunta que eu sinto vontade de fazer um dia após uma entrevista ou um teste para emprego. Infelizmente os entrevistadores e psicólogos não têm tempo para esse feedback e são poucos os que têm coragem de dizer olhando nos meus olhos porque eu não sirvo para a empresa e/ou para o cargo em questão. Se esse retorno sempre existisse e se os entrevistadores fossem sempre sinceros, fico imaginando quais frases eu mais ouviria…

  1. Vá procurar emprego na sua área! O que você está fazendo aqui?
    Ouvi isso pela primeira vez em Goiânia numa entrevista para telemarketing ativo quando eu estava no penúltimo período do curso de Jornalismo. Aqui, em Brasília, já perdi as contas de quantas vezes ouvi.
  2. Você mora muito longe! Queremos funcionários que possam ir e voltar a pé ou de bicicleta.
    Também ouvi isso em GYN City no penúltimo semestre da faculdade. A vaga era para telemarketing receptivo. Eu conseguia ir e voltar a pé, mas acho que não acreditavam, porque a empresa era alguns quilômetros distante da minha casa.
  3. Você se comunica bem com grandes platéias, mas é insegura no contato "olho no olho".
  4. Você não tem experiência o suficiente para o cargo em questão.
    Acontece muito quando procuro emprego na minha área.
  5. Você é feia, se veste mal e essas espinhas no seu rosto me assustam.
    Foi mal! É porque não recebi da última empresa ainda para comprar remédio para acne e muito menos para renovar meu guarda-roupa.
  6. Nós íamos ligar para você no dia seguinte, mas não encontramos seu telefone fixo. Nossa empresa não liga para celulares da sua operadora. Sinto muito!
    Ainda vou ter quatro celulares, um de cada operadora.
  7. Você é muito baixinha, desproporcional à grandeza de nossa empresa.
  8. Você não bebe?! Então não serve! Precisamos de mulheres que bebam todas para deixar as nossas festas de confraternização mais animadas.
  9. Somando empregos e estágios você já passou por quase dez empresas e em nenhuma delas chegou a completar um ano. Isso não nos transmite confiança.
  10. Você não tem inicitativa para ser repórter, serve, no máximo, para ser assessora de imprensa.
    Ouvi isso num estágio em Goiânia, mas até que gostei porque já no 2º ano de faculdade descobri que não queria ser repórter. Gosto mesmo é de criticar os repórteres, principalmente os da TV.

Meu monitor já está entre nós!

Meu computador está aqui… com monitor e tudo… e eu não sei o que fazer com ele. Na minha cabeça só vejo a minha tia reclamando que gasta energia, que isso, que aquilo.

O que eu quero mesmo é morar sozinha. Estou tentando dois empregos de telemarketing. Se eu tiver sorte nos dois dá pra pagar uma quitinete. Não posso desanimar. Não deixei minha família, minha paróquia, minha cidade em vão. Alguma coisa está reservada pra mim aqui. Vou continuar tentando. Mas acho que vou ter ainda mais ânimo pra tentar sozinha, sem ninguém me repreendendo por motivos tolos. Já que ninguém tem conselhos realmente relevantes para me dar (meu pai tem) nem colo para eu chorar quando me sinto mal (minha mãe tem), é melhor eu me virar sozinha.

Para não dizer que o PC está sendo de todo inútil, eu digito meus posts nele e na lan-house só "copio e colo" no blog. Este post, por exemplo, foi feito assim.

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Não estranhe tanto

Eu continuo escrevendo off-line para publicar no blog quando estiver ' on-line, então não estranhe se você receber hoje (via feed) um post com data de um mês atrás. Normal! Eu escrevo os posts num caderno, digito em casa e publico na lan-house. Todo esse processo leva tempo mesmo. E eu escrevo em vários lugares, onde eu estiver. Todos os posts de hoje, por exemplo, estou escrevendo em um posto do Sistema Único de Sufoco (SUS), na fila de espera do ginecologista. A consulta estava marcada para 7h00, o médico chegou às 9h00 e às 10h30 ainda não fui atendida.

Alguns posts, mesmo tendo escrito há algum tempo, eu deixo com data e horário atuais, dependendo do contexto.

08/08/2007 18h28 - Para completar a informação só fui atendida às 11h20.

Sem casa, sem rumo

Em setembro meus tios vão para Altamira e meu tio disse que eu não posso ficar na casa se não estiver trabalhando. É claro que minha pretensão é arranjar emprego antes disso, não só para poder ficar na casa, mas para poder me sustentar mesmo e, dependendo do salário, alugar um outro "esconderijo" para mim.

Mas, do jeito que está difícil, tenho que ter um plano B…

Ele (tio) quer que eu vá para Goiânia, mas, se tivesse noção do grau de alcoolismo da minha mãe, ele mandaria eu para o diabo, mas não para lá. A minha opção é Goianésia. É verdade que a cidade se torna entediante em menos de uma semana e haja criatividade mental para agüentar um mês inteiro, mas pelo menos minha avó não é alcoólatra, além disso ela mora sozinha e o máximo de estresse que vou ter é ela "brigar" comigo porque eu não lavei nem enxagüei a minha roupa direito, porque eu coloque pouco ou muito pó no café, porque eu não apaguei o fogo do arroz no segundo exato, etc. Idoso(a) já é cheio de mainas imutáveis, imagine quando mora sozinho(a)!

Eu sei que para a minha avó eu sou só mais uma descendente dentre os dez filhos, 38 netos e 38 bisnetos, mas para mim ela é a única e passar um mês com ela seria, sem dúvidas, uma fonte de lembranças e aprendizado para o resto da vida. Vale lembrar que na correria de final de faculdade, concursos, entra emprego, sai emprego, não tiro férias há uns dois anos. Tenho que saber se ela vai aceitar, vou aproveitar a "viagem do concurso" para perguntar.

Então é isso:

  • Plano A - Arranjar emprego até o final do mês.
  • Plano B - Passar um mês com a vovó.

Goiânia? Nem no plano F.

Decisões erradas?

Na atual situação em que me encontro, não é raro os outros (até mesmo aqueles que pouco ou nada pagam pelos meus erros) apontarem as decisões erradas que tomei, como se aquelas decisões fossem culpadas de tudo e que, se eu tivesse decidido diferente, tudo seria melhor, lindo, perfumado, perfeito. Mas não acredito nisso, ainda acho que, se estou aqui, é porque algo de bom está reservado para mim: um emprego, um cargo público, um mestrado, uma missão… Estou fazendo a minha parte e sei que não seria mais feliz se tivesse tomado essas mesmas decisões.

Você não deveria ter feito Jornalismo!

Confesso que, em partes, eu não deixo de concordar. Se eu tivesse feito Letras e/ou Matemática estaria feliz (porque amo as duas áreas) e empregada, mas provavelmente estaria acomodada e sem grandes pretensões para o futuro, morando em Goiânia, sem tempo para estudar para concursos… Não digo que seria pior, mas talvez fosse melhor eu não me acomodar, ter pouco para ter aspirações maiores e me movimentar. Se é que você me entende.

Também não duvido que estaria feliz e empregada se tivesse feito algum curso na área de informática. Sabem aquele ditado, "em casa de ferreiro espeto de pau"? Meu pai, que é técnico de informática desde muito antes de eu nascer, só começou a montar nosso PC (que hoje está comigo em Brasília) depois que eu já estava na faculdade de Jornalismo. Nesse ponto tenho muito a agradecer à faculdade de Jornalismo, porque foi lá que descobri que gostava mais de computadores do que de pessoas, assim como no Ensino Médio eu descobri que gostava mais de textos do que de pessoas.

Ainda vou completar 22, então não descarto a possibilidade de ser uma "jornalista letrada", uma "jornalista matemática", uma "jornalista programadora"… Mas, até para fazer outro curso eu preciso de um emprego, seja para pagar a própria graduação em faculdade particular, seja para pagar um cursinho pré-vestibular e tentar uma "segunda federal".

Já que fez Jornalismo, você deveria ter ido para o Rio ou para São Paulo!

Também concordo, mas não tenho contatos nessas cidades e muito menos dinheiro para pagar hospedagem. Para tentar a sorte nessas cidades eu teria que juntar uma grana primeiro e acumular duas férias no emprego (lembrando que ainda não tenho emprego nem para juntar o dinheiro e muito menos para acumular férias).

Você deveria ter ficado em Goiânia ou voltar para lá!

Para sofrer? Sem grandes expectativas? Fora caso de morte em família ou grave doença, existem três possibilidades de eu voltar para Goiânia:

  1. Minha mãe se internar em uma clínica de recuperação e/ou se recuperar milagrosamente.
  2. Eu ser nomeada em algum concurso público para lá e ter dinheiro para morar só.
  3. Eu conseguir um emprego e/ou trainee em multinacional na minha área de atuação e ter o dinheiro para morar só.
  4. Eu conseguir uma bolsa de mestrado lá e ter o dinheiro para morar só.
- E se você ganhar um prêmio milionário na loteria?
- Nem no Brasil eu fico, muito menos em Goiânia.

A primeira consulta

O título se refere à minha primeira consulta pelo Sistema Único de Sufoco (mais conhecido como SUS) em Brasília. Mais uma vez eu tive que usar o "jeitinho brasileiro": os especialistas dos quais realmente preciso com freqüência são o dermatologista (por causa da acne) e o neurologista (por causa da epilepsia), mas eu precisaria passar primeiro pelo clínico geral para ele me encaminhar para esses especialistas. No posto de saúde menos distante da minha casa, em Taguatinga Sul, a situação está tão caótica que não há previsão para marcação de consultas com clínico geral (tanto que nunca tinha me consultado lá), mas descobri que tinha vaga para ginecologista. Mesmo sem ter interesse nem necessidade de me consultar com o ginecologista, marquei só para pedir o encaminhamento para o neurologista.

Na verdade esse "encaminhamento" é o direito de ficar numa lista de espera aguardando vários meses (talvez anos) e ainda correr o risco de perder a oportunidade de marcar a consulta porque no dia em que ligaram o telefone que você deixou estava ocupado, bloqueado ou simplesmente ninguém atendeu (eles só anotam um telefone e só serve fixo). Como sou realista, nem vou perder tempo pedindo encaminhamento para dermatologista, vou deixar esse especialista para quem tem graves lesões cutâneas e precisa se consultar com freqüência maior e/ou cujos remédios são mais caros. Eu já sei o que eu preciso usar, só me falta dinheiro para comprar. Ao contrário da acne, a epilepsia, sem a medicação de controle, me traz riscos de vida.

terça-feira, 7 de agosto de 2007

Vou ver a vovó

No próximo final de semana vou ver minha avó. Eu sempre tenho um bom pretexto para ir a Goianésia, caso contrário a cidade parecerá entediante demais.

Da última vez que fui à cidade onde nasci, foi para assistir ao casamento da prima Lorena Patrícia que, órfã de mãe e criada pela nossa avó, foi uma das minhas melhores amigas na infância e na pré-adolescência, quando fazíamos até planos de um dia morarmos juntas em Goiânia e etc. Bons tempos!

Voltando à vida atual, eu ainda sou hóspede na casa de uma tia e, como "levei o cano" na última empresa onde trabalhei, estou muito constrangida por ainda não ter recebido nem conseguido outro emprego. Não tenho dinheiro nem para pagar ônibus para distribuir currículos.

Análise nada científica sobre o preço do vale-transporte em Brasília

Só para ilustrar, o preço da passagem de ônibus coletivo de onde eu moro para o Plano Piloto é R$ 3,00. Totalmente desproporcional à distância (menos de vinte quilômetros) e ao piso salarial dos trabalhadores do comércio do DF, que é de R$ 450,00. Muitas empresas de comércio ainda dão um "jeitinho" e se classificam como empresa de serviços e/ou indústria para pagar o salário mínimo de R$ 380,00. Considerando que um funcionário de Brasília trabalhe 24 dias no mês e ganhe salário mínimo, o vale transporte chega a 38% do valor de seu salário. Para um trabalhador de Goiânia, nas mesmas condições, essa proporção não chega a 23%. Vale lembrar que a média salarial do funcionário privado em Goiânia é maior do que em Brasília. Não interessa nessa análise o salário do servidor público, já que esse abençoado, na maioria dos casos, não precisa andar de ônibus, no máximo deixa o carro no estacionamento e pega o metrô para chegar mais rápido e não sofrer no engarrafamento.

Voltando à iniciativa privada, não é em vão que grandes indústrias e call-centers que já tiveram sede aqui estão "fugindo" para Goiânia e Anápolis, já que quem paga o vale-transporte do trabalhador é a empresa. Outro problema que existe aqui é a variedade de preços de passagens de ônibus: tem de R$ 1,50, R$ 2,00, R$ 2,50 e R$ 3,00, o que é um ponto a menos para quem "mora longe" dos grandes centros comerciais conseguir emprego, sendo que geralmente são esses que mais precisam. (*Os valores das passagens citados são apenas dentro do DF, não incluí o entorno. Dependendo da cidade do entorno é até mais barato do que entre Taguatinga e o Plano Piloto, por exemplo.)

Em Goiânia eu ía para a faculdade (mais de vinte quilômetros) pegando quatro ônibus e pagando uma única passagem, ou melhor, meia, porque eu era estudante. Aqui não existe integração e, dependendo de onde saímos e onde queremos chegar, é necessário pagar quatro ou mais ônibus. Não sei se você entendeu onde eu quis chegar, mas o fato é que uma das iniciativas necessárias para amenizar o desemprego no DF é unificar e diminuir o preço da passagem de ônibus coletivo, além de fazer estações de integração entre as linhas.

Falei, disse e repito se preciso!

Como eu estava dizendo…

Voltando ao assunto anterior ao adendo, por causa da minha situação fico com vergonha até de sair do "meu" quarto, de fazer as refeições com a família, de tudo mesmo.

Sempre que eu converso com meus pais ao telefone ou com meu pai no Messenger, eles pedem para eu voltar, mas sei que lá vou ficar mais entediada e constrangida ainda, sem falar que lá não se pode dormir, não tem cadeira para sentar, não tem porta para fechar e, geralmente, não tem comida para fazer/comer. Um caos! Aqui pelo menos tenho esperanças porque há algumas empresas de comunicação e muitos concursos públicos. Em Goiânia… sem comentários.

Não comecei esse post para falar sobre coisas que não deram certo, mas quando escrevo para meu blog sou muito obediente às minhas sensações e aos meus sentimentos, então vira essa salada digital.

Vou a Goianésia para…

Não sei se vocês se lembram, mas no primeiro parágrafo desse enorme post eu disse que tinha um pretexto para ir a Goianésia. Dessa vez é um concurso público daquele banco famoso que patrocina as seleções brasileiras de vôlei. Eu poderia ter me inscrito para Goiânia e/ou para uma das cidades goianas do entorno de Brasília, mas quando vi o nome da minha cidade natal piscando no edital parecia os olhos da Vó Bela piscando pra mim (dessa vez exagerei!). O casamento da Lorena (segundo parágrafo) foi em abril do ano passado. Planejei voltar para Goianésia em abril deste ano, na Páscoa, mas acabei indo pra Goiânia mesmo. Além do pretexto emocional eu tenho uma excelente justificativa de concurseira: os números comprovam que, no interior, além da concorrência ser menor, o ponto de corte também é porque os candidatos se preparam menos (não porque são mais relaxados, mas porque há menos cursinhos, menos bancas de revistas vendendo apostilas, menos tradição em prestar concursos, etc.) Como é uma empresa presente em todo o Brasil, nada impede que quem passar para Goianésia tente e consiga transferência para Goiânia, Brasília, Florianópolis, Fortaleza… Ter curso superior vai ser útil nessa hora. Ah! Que delícia esse Brasil!

Mas nem tudo são flores. Estou prestando concurso para cadastro de reserva, não para vagas abertas. Em abril do ano passado (uma semana antes do casamento da Lorena) eu prestei concurso para o mesmo banco, havia milhares de vagas e eu não passei. Tenho bastante dificuldade para entender conhecimentos bancários, talvez por falta de professor, já que até hoje só estudei essa matéria sozinha.

É melhor eu parar de escrever e voltar a estudar porque agorinha a faxineira chega ao meu quarto e não poderei mais estudar, nem escrever.

sexta-feira, 20 de julho de 2007

Um ano em Brasília: fracasso ou sucesso?

Que loucura! Já tem um ano que estou aqui nessa capital federal com clima de deserto, passagens de ônibus caríssimas e desiguldades sociais gritantes.

Clima de deserto acho que todos já sabem como é: quente de dia, frio de noite, tempo seco, muito vento, muita poeira. O clima aqui é tão seco que, mesmo nos dias mais quentes, dificilmente ficamos molhados de suor porque evapora rápido, muito antes de percebermos.

Em todo o Brasil há muita desiguldade social e Brasília é um espelho fiel desse fato que mantém o país no rol de subdesenvolvidos. Aqui a dicotomia entre ricos e pobres pode ser tranqüilamente exemplificada pela dicotomia entre servidores públicos e funcionários privados.

Concursos

Já não sei se compensa investir dinheiro em cursinhos para concursos. Não digo que não compense estudar, mas pagar cursinho. Ao invés de cursos para concursos eu poderia aperfeiçoar meu inglês, evoluir meu espanhol, aprender italiano, começar a programar, aprender libras… ou seja, me preparar mais para o mercado de trabalho, seja ele público ou privado. Nem sei porque estou escrevendo isso! Nem emprego eu tenho para pagar essas coisas. Ah! Deixa pra lá! Só queria desabafar mesmo.

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Via6 cada vez mais profissional

A rede profissional Via6 está cada vez mais incrementada e interativa, sem abandonar o delicioso layout clean e simples. Se você ainda não tem cadastro, vale a pena experimentar. Mesmo se não tiver interesses profissionais na rede (o que é muito raro nos dias de hoje), você poderá utilizar o Via6 para saber mais sobre assuntos do seu interesse, para ler seus feeds favoritos e para conhecer gente com interesses em comum, tudo isso sem todas aquelas propagandas e perfis falsos que nos irritam no orkut. Se você se cadastrar, me adicione à sua rede: www.via6.com/helen.

Pós-graduação na UFG

A Universidade Federal de Goiás publica editais de seleção para especializações, mestrados e doutorados nas mais diversas áreas. Clique e confira.

Fonte: www.ufg.br/page.php?noticia=3231.

quinta-feira, 12 de julho de 2007

Testando o meu PC

Meu computador chegou segunda-feira, mas só hoje (quinta-feira) o testei. Ainda não tenho monitor, então aproveitei que não tinha ninguém em casa para usar o monitor da minha tia. Agora mesmo tenho que colocá-lo de volta no lugar porque minha prima deve estar chegando. Também não tenho mesa ainda e está tudo no chão (monitor, cpu, teclado, mouse, caixas de som…). Ele tem Internet sem fio, mas pelo menos hoje não consegui captar nenhum sinal emprestado e continuo off-line. O HD é o mesmo que eu utilizava na casa dos meus pais, em Goiânia, então a maioria dos meus arquivos e programas já estão na máquina.

Passei boa parte da tarde fuçando no PC, conversando com meu pai no MSN (pelo celular) e agora a pouco liguei pra ele para esclarecer algumas dúvidas difíceis de detalhar naquela tela pequeninha do telefone móvel.

Ainda hoje vou participar da reunião da equipe de liturgia da Comunidade São Francisco de Assis. É aqui no meu bairro, só que não é perto nem seguro para ir a pé sozinha, sorte que tenho umas vizinhas motorizadas da quadra de cima que participam e talvez eu consiga carona.

segunda-feira, 9 de julho de 2007

Levando o cano adoidado

A minha cara de feia, pobre e analfabeta engana, tanto que todos querem "me dar o cano", "me passar rasteira", me fazer de otária.

Só fica difícil quando deixam de pagar os produtos que eu revendo e por isso não vendo fiado mais! Quanto às pessoas que já levaram sem pagar, vou ter que fazer uma pressão moral-psicológica. Acho que descobri mais uma utilidade para o orkut…

Quanto às empresas que não me pagarama ainda, vou ter mais trabalho para pressionar. Dizem que a justiça do trabalho é a mais célere, então, rezo diariamente para nunca precisar das outras. "Ô trem enrolado do caramelo!!!" A vida é curta demais ára desperdiçarmos tempo com advogados e juízes (a não ser que eu me case com um juíz, é claro!).


- Helen, você é muito contraditória! Num post diz que quer casar, noutro diz que não…
- Eu prefiro ser essa metamorfose ambulante do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo.
- Metamorfose ambulante? Você é a pessoa mais turrona que conheço. Nem os fatos te fazem mudar de idéia.
- Fatos? Que fatos? Tudo é ilusão, imaginação, fruto da individual construção.
- Ah! Tá!
- Além disso, eu não disse que quero me casar, eu disse "a não ser que eu me case(…)".
- Então há uma possibilidade?
- Uma em um trilhão, na prática isso é mais próximo de zero do que de um.
- Não consigo te entender…
- Não mandei você tentar!

Melancólica Asa Norte

Não sei se é só o lugar ou algo mais, mas não consigo ter simpatia por esta triste e feia Asa Norte. Talvez porque este lugar ainda não esteja associado a nenhuma lembrança feliz e divertida dos meus doze meses em Brasília, mas que é um lugar feio, ah! isso é!

domingo, 8 de julho de 2007

Estereótipos me irritam

O principal estereótipo que me irrita é o da mulher. Sou de famílias extremamente machistas onde as próprias mulheres se sujeitam a isso de forma que todas são ou querem ser financeiramente e emocionalmente dependentes de seus "maridinhos". Seria lindo se todas elas conseguissem ser felizes assim, mas depois de alguns anos de casamento, geralmente quando os filhos se tornam adolescentes, a maioria delas (dentre todas as quatro gerações) se lamenta por não ter estudado mais, por não ter se realizado profissionalmente, por não ter conquistado seus próprios bens materiais (só em "parceria" com o marido), por não ter aprendido bem outros idiomas, por não saber tocar bem nenhum instrumento musical, por não ter tempo para seu esporte favorito, enfim, por não terem vivido suas próprias vidas.

A maioria se casou e/ou engravidou antes dos 25 anos e daí deixou de ser ela própria para ser"a esposa de fulano", "a mãe de sicrano", etc. Só quando ocorrem as primeiras crises matrimoniais e/ou os problemas na educação dos filhos ela para para pensar e tenta se lembrar em que ponto de sua vida "se abandonou" em nome da "ordem familiar".

Acredito que uma pessoa possa ser feliz casada ou não, com filhos ou não, só não acredito que uma pessoa possa ser feliz "se anulando" e obecendo sem questionar os estereótipos que a sociedade impõe. Alguns exemplos do meu cotidiano são as frases infelizes que ouço quase todos os dias de meus familiares e outros(as) machistas com quem tenho que conviver para exercitar minha paciência e meu cérebro criando frases alternativas a esses chavões.

  1. Quando disserem que "mulher tem que saber cozinhar bem e sempre" respondo que:
    1. Homens e mulheres que gostam de cozinhar devem cozinhar sempre.
    2. Homens e mulheres que não gostam de cozinhar não devem ser obrigados(as) a fazê-lo.
    3. Homens e mulheres devem saber cozinhar para si próprios como precaução para que não passem fome.
    4. Homens e mulheres devem cozinhar para o próximo quando este for realmente impossibilitado (crianças, deficientes, doentes de cama, etc.).
  2. A mulher é a responsável pelos serviços domésticos da casa.
    1. A mulher pode ser a responsável pelos serviços domésticos da casa, desde que goste, queira e não fique sobrecarregada.
    2. O homem pode ser o responsável pelos serviços domésticos da casa, desde que goste, queira e não fique sobrecarregado.
    3. O ideal é que a responsabilidade seja dividida entre todos os adultos da família e que, nos melhores casos, dividam também o contra-cheque de uma empregada doméstica mensalista.
  3. Toda mulher tem que ser "doce", meiga e carinhosa.
    1. Toda mulher tem que ser o que é do jeito que quiser. Seja você e seja feliz!
  4. A mulher não sabe dirigir bem.
    1. A mulher pode dirigir tão bem quanto quiser e gostar.
    2. Há muito mais mulheres do que homens no volante e a maioria esmagadora dos acidentes são provocados por eles.
  5. Não escolha essa profissão. Isso é coisa de macho!
    1. Coisa de macho é ter pinto, mijar em pé, lambuzar todo o banheiro, não dar descarga e deixar a tampa do vaso aberta. O resto é unissex.

Falei, disse e repito se preciso!

Vomitando enquanto o salário não vem

Ontem à noite passei mal horrores. Nada grave, só conseqüência da minha teimosia. Senti muita dor-de-cabeça, chorei de medo de ter outra convulsão e de saudades da minha família de Goiânia.

Meu Gardenal acabou há uma semana e ainda não recebi meu salário de maio para pagar neurologista e comprar o remédio (que só é vendido com retenção de receita), mas não passei mal ontem por isso e sim por azia, tanto que vomitei depois que tomei Sonrisal.

Nunca percebo quando vou ter uma convulsão, só depois do desmaio é que acordo com dor de estômago e de cabeça. Na minha primeira vez convulsão, acordei vomitando.

Eu ía colocar neste post os nomes dos diretores da empresa que me meteram nessa enrascada e fazer um mini-resumo das principais incompetências de cada um, mas achei pesado demais, não por eles, mas porque eles têm família, pais, esposa, amante, filhos…

Dizem que é anti-ético e deselegante falar mal de uma empresa onde já se tenha trabalhado, que pode atrapalhar na busca por outro emprego, etc. Mas eu não vim ao mundo para ser igual e muito menos para seguir uma pseudo-ética hipócrita que só serve para preservar o culto brasileiro à desonestidade e a perseguição injusta àqueles que apontam e denunciam a corrupção e seus culpados.

Se uma empresa B deixa de me contratar porque eu disse que a empresa A não me pagou é porque a empresa B tem telhado de vidro e, assim sendo, é a empresa que não serve para mim e não o contrário. O nome da empresa que me registrou em CTPS é JNS Assessoria Empresarial e a empresa onde eu realmente trabalhava é AM Comunicação e Marketing.

No dia 08/08/2007 soube que a empresa passou a se chamar A4. Não gostei do novo nome, acho que D4 combina mais com eles.

Falei, disse e repito se preciso.

quarta-feira, 20 de junho de 2007

Só sei que nada sei

Estou numa fase "cabulosa" aqui em Brasília, não dá nem pra comentar. Espero em breve voltar a atualizar o blog com boas notícias. Escrevi isso só para vocês saberem que estou viva e que agora vocês podem adicionar o feed do meu blog no seu orkut, é só escrever www.helenfernanda.com.

terça-feira, 12 de junho de 2007

Será o Gardenal?

Um visitante que se identificou como Gilmar Coimbra comentou no meu último post:

Ô "minina", antes de mais nada, você DEVE baixar o facho, pois além de atrevidinha, é cega, surda e muda, espiritualmente. Você demonstra ser bem ingênua e fútil, além de preconceituosa e tacanha, ao fazer críticas e comentários sobre um povo, uma nação, uma raça. Tome mais cuidado ao fazer críticas descabidas. Você deveria, antes, fazer autocrítica e investigar quantas imperfeições, falhas e defeitos você tem, para "se achar" a tal. Você diz que é um monte de coisas, mas não percebe que fala apenas do seu pobre eguinho. ACORDA ÔÔÔ!!!

É claro que falo apenas do meu ego porque é essa a intenção do meu blog, mas não concordo que ele (meu ego) seja pobre, muito menos pequeno. Eu não me acho a tal, eu SOU A TAL e um monte de coisas. Imperfeições, falhas e defeitos eu tenho mesmo, graças a Deus, e não cabe a mim apontar meus próprios defeitos, mas sim aos visitantes, afinal de contas vocês têm que servir para alguma coisa. O próprio visitante Gilmar Coimbra, por exemplo, tem um defeito que eu abomino: covardia, não deixou nenhum dado para eu entrar em contato com ele novamente.

Não me lembro de quando eu fiz críticas e comentários sobre um povo, uma nação, uma raça. Se alguém souber em qual post foi, me avise. Será essa falta de memória efeito do Gardenal?

quarta-feira, 23 de maio de 2007

Vontade de virar estrelinha

Muito ruim!!! Muito ruim mesmo!!! Gripe é muito ruim!!! Principalmente aqui em Brasília, longe dos meus pais. Pelo menos quando fico doente sinto falta deles. Pelo menos para isso serviu, para eu sentir falta dos meus pais. Ontem de manhã eu tava tão mal que até disse pra minha tia que queria morrer. Ela me repreendeu com aquele discurso "catolicamente correto" de sempre. A tarde foi mais tranqüila porque tinha a Maria Eduarda (minha "prima-sobrinha" de 2 anos e 2 meses) para me fazer sorrir.

Obs.: Vontade de virar estrelinha é vontade de morrer, lembrando a tradição indígena que acredita que as estrelas são antepassados que já cumpriram seu papel na terra.

quarta-feira, 16 de maio de 2007

Demissão em massa de 28 jornalistas em Goiânia

Não sou repórter e nas tentativas de exercer essa função não demonstrei vocação nem prazer pela coisa, mas como jornalista goiana (entenda que nem todo jornalista é repórter) tenho que registrar o que ocorreu na última sexta-feira (11/05/2007) em Goiânia. Eu não estava lá nem conversei com nenhum dos 28 colegas demitidos (grande parte deles dividiu a sala de aula comigo), por isso vou colocar aqui um manifesto que foi divulgado no site do Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás:

Jornalistas também têm direito à liberdade de expressão

A Federação Nacional dos Jornalistas (FENAJ) e o Sindicato dos Jornalistas Profissionais no Estado de Goiás (SJPG) vêm a público protestar contra a demissão arbitrária de 28 jornalistas do jornal Diário da Manhã, de Goiânia, ocorrida na tarde de sexta-feira, dia 11/05. Protestamos também contra o constrangimento público e o assédio moral aos quais os profissionais foram submetidos.

Os jornalistas foram demitidos por terem exercido o direito de se expressarem livremente, previsto na Constituição brasileira e falsamente defendido pela maioria dos empresários da comunicação. Pacificamente, sem usar palavras, vestiram-se de preto para expressar seu descontentamente com o atraso no pagamento de seus salários. Autoritariamente, o senhor Batista Custódio, dono das empresas Unigraf e Centro-Oeste, mantenedoras do Diário da Manhã, mandou que os descontentes fossem demitidos.

Tão descabido quanto as demissões arbitrárias, foi o comportamento do dono do jornal e, infelizmente, de jornalistas ocupantes de cargos superiores, que se prestaram ao triste papel de assediar moralmente os colegas. Muitos jornalistas foram procurados por seus chefes imediatos para que trocassem de roupa e fossem se desculpar junto ao patrão. Era a forma de salvarem seus empregos. Todos foram obrigados a sair da redação imediatamente após o anúncio da demissão em massa.

Os jornalistas que não haviam aderido ao protesto e os que preferiram salvar seus empregos foram obrigados a usar um adesivo confeccionado pela empresa com o significado "Eu amo o DM" (a palavra amo foi substituída no adesivo por um coração). Os jornalistas que ocupam cargos de chefia foram obrigados, ainda, a assumir a responsabilidade pela demissão dos colegas, em nota publicada na primeira página do Diário da Manhã do dia 12.

Causou-nos espanto a reação despropositada e desproporcional da empresa, que reconheceu de público, na referida nota, que o protesto dos jornalistas era compreensível. De fato, ao trabalhador é facultado receber pelo seu trabalho. Os jornalistas do Diário da Manhã não receberam os salários de janeiro e fevereiro. Receberam o salário de março, mas foram informados de que não havia previsão para o pagamento do salário de abril.

Estranhamente, o dono da empresa não admite que seus funcionários sequer fiquem descontentes com os atrasos constantes do pagamento de salários. Age como se o errado fosse o trabalhador e não ele próprio, que deixa de cumprir suas obrigações legais e éticas. Batista Custódio tenta estabelecer uma relação de compadrio com os jornalistas, em vez de preservar a relação de trabalho. É prática constante da empresa pagar seus profissionais parceladamente, por meio de "vales", que não são adiantamentos, mas pagamentos de salários atrasados. Os "vales", concedidos pessoalmente como se fosse um favor, constrangem os jornalistas e obviamente não suprem suas necessidades materiais. Muitos são os que estão sem energia em casa ou sem telefone. Igualmente, são muitos os endividados.

A FENAJ e o SJPG repudiam essa situação constrangedora a qual os jornalistas do Diário da Manhã são submetidos, ao mesmo tempo em que prestam sua total solidariedade ao grupo que corajosamente decidiu lutar por seus direitos e que, por isso, foi covardemente demitido. As medidas legais para garantir os direitos dos jornalistas foram tomadas. Por fim, reiteramos a necessidade de todos jornalistas do Brasil lutarem contra a precarização das relações de trabalho no mundo do jornalismo e pelos direitos dos trabalhadores, incluído o direito à livre expressão.

Que loucura! Eu cheguei a fazer um teste nesse jornal, mas não passei (assim como não passei em nenhum dos testes para repórter que fiz até hoje). O Batista Custódio inventou uma história cabeludérrima para o evento, daria até novela das seis com participação do Paulo Coelho ou até um livro, quem sabe? Se tiver estômago clique aqui para ler.

Repercussão da demissão em massa nos blogs (alguns desses blogs são de jornalistas que estavam entre os 28): alice carlos emílio erika felipe fellipe frederico ludmilla marcio mosteiro paulo ricardo rodrigo thiago tiago.

terça-feira, 15 de maio de 2007

Cadastro de reserva para jornalistas em Ouro Preto (MG)

O prazo para as inscrições no concurso da Prefeitura Municipal de Ouro Preto se encerra no próximo dia 21. Para jornalistas o salário é R$ 1.600,00 e não há vagas abertas, os classificados ficarão no cadastro de reserva. O valor da inscrição para esse cargo é R$ 36,00.

Clique aqui para ver detalhes e as outras vagas do concurso (pdf).

Vagas para jornalistas na Câmara Municipal de São Paulo

Estou caridosa hoje? Não se engane, eu só estou divulgando vagas para as quais eu não vou concorrer. A Câmara Municipal de São Paulo está com edital pronto para concurso que preencherá várias vagas de nível fundamental, médio e superior. No dia 30 de abril as inscrições estarão abertas e as taxas variam entre R$ 21 e R$ 51,00. Para jornalistas são duas vagas com salário inicial de R$ 5.137,57.

Confira mais detalhes e as outras vagas aqui.

Vaga dos Correios para jornalista em Brasília

Se você já tem 5 (cinco) anos de experiência no exercício legal da profissão de jornalista pode entrar no CR (Cadastro de Reserva) do cargo de Técnico em Comunicação Social Pleno dos Correios cujo salário inicial é R$ 2.890,71. Caso você já tenha 7 (sete) anos de experiência na profissão pode concorrer à vaga de Técnico em Comunicação Social Sênior cujo salário é R$ 4.708,67. Não costumo divulgar vagas de concursos aqui, mas como são raras as vagas para jornalistas e não tenho experiência para concorrer a essas, divulgo e desejo boa sorte a você. As inscrições começam dia 28/05/2007 e a taxa é R$ 45,00.

Clique e veja mais detalhes e as outras vagas.

segunda-feira, 14 de maio de 2007

Experiências

Todas as minhas experiências relevantes estão linkadas no seguinte site:

meadiciona.com/helenfernanda

domingo, 13 de maio de 2007

Declaração de ódio

Não é necessariamente o que eu odeio sempre, mas o que eu odeio hoje.

Odeio ser e não ser jornalista. Odeio ser e não ser webdesigner. Odeio fazer sites em flash. Odeio ter trabalhado no telemarketing, mas odeio ainda mais ter tido tanto azar nos empregos que não eram telemarketing. Odeio não ter dinheiro para fazer as especializações e outros cursos que desejo. Odeio a mulher que está me devendo dinheiro de produtos Natura. Odeio revender cosméticos. Odeio não ter meu próprio computador para blogar. Odeio não ter máquina fotográfica. Odeio trabalhar oito horas por dia. Odeio trabalhar com pessoas enroladas e/ou indecisas. Odeio estudar para concursos a noite.

Odeio ter morado até os 21 anos com meus pais. Odeio morar com meus tios. Odeio nunca ter morado no litoral. Odeio o clima do Centro-Oeste. Odeio ter mãe alcoólatra. Odeio ter pai pessimista. Odeio ter alergias. Odeio ter epilepsia. Odeio ter narcolepsia. Odeio ter miopia. Odeio ter astigmatismo. Odeio não ter plano de saúde. Odeio ter acne. Odeio ter só 1,55m. Odeio meu cabelo ter enrolado na adolescência (apesar de eu ter desejado ardentemente por isso na infância). Odeio não ter namorado. Odeio não ter me casado. Odeio ser apenas uma ex-criança-superdotada que ainda não deu certo e se tornou uma adulta anti-social. Odeio não ter escrito nenhum livro inteiro ainda.

Odeio salão de beleza só porque ainda não tenho dinheiro para gastar com isso. Odeio ter que gastar dinheiro para ir à igreja (e por isso não fui à missa hoje). Odeio o preço do ônibus em Brasília. Odeio morar longe do ponto de ônibus. Odeio morar muito longe da estação do metropolitano. Odeio a greve do metrô de Brasília. Odeio não morar sozinha. Odeio a pessoa que me motivou a escrever isso.

É preciso lembrar…

13 de maio é uma data histórica e importante para todos os brasileiros, para todos os católicos (do mundo) e para mim. Olha só tudo o que tenho para comemorar neste dia:

  1. 1888 - Lei Áurea.
  2. 1917 - Primeira aparição de Nossa Senhora de Fátima. Faz 90 anos!!!
  3. 2002 - Meu primeiro dia na faculdade de Jornalismo da UFG. Há 5 anos atrás!
  4. 2007 - Último dia da primeira visita do Papa Bento XVI ao Brasil.
  5. 2007 - Dia das mães (não sou mãe, mas comemoro porque se minha mãe não fosse mãe eu não teria nascido, já que sou a primogênita. Cê entendeu?!)

sexta-feira, 11 de maio de 2007

XXVI Congresso Nacional da RCC e ECCLA 2007

Congresso_RCC

Para quem não conhece as siglas: 26º Congresso Nacional da Renovação Carismática Católica e Encontro Carismático Católico Latino-Americano 2007.

Outros eventos paralelos:

Mais informações:

Realmente será um encontro histórico. Geralmente cada um desses encontros paralelos ocorre em uma cidade diferente. Esse ano haverá uma grande interseção (nos dois sentidos) por ser o aniversário de 40 anos da RCC.

quinta-feira, 10 de maio de 2007

Mais uma alternativa para blogar

No Weebly você cria seu blog sem conhecimentos técnicos (html, css, javascript…), só não tente se sua Internet for lenta porque a confecção do blog e das página é toda feita em flash (eu odeio flash! Argh!) Ajax. Assim como o WordPress.com, utiliza PHP e permite a criação de várias páginas em um mesmo blog utilizando o mesmo leiaute. Pode ser considerado um servidor de blogs da web 2.0 porque você pode incorporar fotos do Flickr e vídeos do YouTube (só para citar alguns exemplos) sem editar nenhuma linha de código. Há várias e belas opções de templates, mas quem está acostumado a editar o código fonte vai ter a sensação de que está "engessado" ao trabalhar numa página assim. Foi assim que eu me senti quando criei helenfernanda.weebly.com. Outra vantagem do site é que o endereço de sua página não terá obrigatoriamente a palavra blog, o que aumenta o acesso já que essa, depois de sites pornográficos e de relacionamentos, é a expressão mais censurada e/ou bloqueada em empresas de médio e grande porte.

quarta-feira, 9 de maio de 2007

Dia das Mães do Yahoo!

Dia das Mães do Yahoo!

Senhor Ladrão

Teste sua situação no ambiente de trabalho


Resultado: 19 pontos

O Desconhecido

Você tem projetos pessoais que são mais importantes pra você que o trabalho. Você é um funcionário eficiente, mas não é um ícone da pró-atividade. Espera que os outros lhe deleguem funções, cumpre-as, e até gosta quando é elogiado... mas no fundo isso não lhe afeta. Você é bom no que faz, e sabe disso. Se tivesse as ferramentas certas o trabalho não seria tão penoso... e sobraria mais tempo pra se dedicar aquilo que realmente lhe importa; sua família e seus projetos pessoais. Teste sua situação no ambiente de trabalho

Oferecimento: InterNey.Net

Meu feriadão já era! :(

Eu estava tão feliz porque ía visitar a minha avó… Mas parece que desistiram do feriadão de Frei Galvão. No site do Senado Federal está escrito assim:


Especial
08/05/2007 - 20h25
Dia da canonização de Frei Galvão não será feriado

A próxima sexta-feira (11), dia da canonização de Frei Galvão, não será feriado. Frei Galvão, o primeiro santo nascido no Brasil a ser oficialmente reconhecido pela Igreja, será canonizado pelo papa Bento XVI, em sua visita ao Brasil, durante missa a ser celebrada na capital paulista.

Projeto do senador Francisco Dornelles (PP-RJ), aprovado em decisão terminativa pela Comissão de Educação (CE) do Senado, propunha que a data, apenas neste ano, fosse feriado. Na Câmara, entretanto, a proposta da instituição de um feriado neste dia 11 foi derrubada depois de um acordo entre os deputados para que se instituísse apenas um dia em homenagem ao santo.
Da Redação / Agência Senado
(Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

terça-feira, 8 de maio de 2007

O que fazer durante uma crise epiléptica

Eu tenho epilepsia e as pessoas sempre perguntam o que fazer (e principalmente o que não fazer) se eu tiver uma crise epiléptica (convulsão). Procurei algum texto que explicasse direitinho (didaticamente) para colocar no blog e encontrei um bem detalhado. Agora você sabe o que fazer se eu ou qualquer outra pessoa tiver uma crise perto de você (o que é pouco provável agora porque estou tomando o Gardenal direitinho).

Mantenha-se calmo e procure acalmar os demais. Ponha algo macio sob a cabeça do paciente. Remova da área objetos perigosos com os quais a pessoa eventualmente possa se ferir. Caso o paciente esteja usando gravata, afrouxe-a. Faça o mesmo com o colarinho da camisa. Deixe seu pescoço livre de qualque coisa que o incomode. Mexa a cabeça dele para o lado para que a saliva flua e não dificulte a respiração. Fique a seu lado até que sua respiração volte ao normal e ele se levante. Leve-o para casa, caso ele não esteja seguro de onde se encontra. Algumas pessoas ficam confusas após terem sofrido um ataque. Se você tem certeza de que a pessoa sofre de epilepsia e que o ataque não vai durar mais do que poucos minutos, é desnecessário chamar uma ambulância. Caso, porém, o ataque se prolongue indefinidamente, seja seguido por outros, ou a pessoa não volte a si, peça ajuda. Se a pessoa for diabética, estiver grávida, machucar-se ou estiver doente durante o ataque, chame uma ambulância. Não introduza nada em sua boca. Não prenda sua língua com colher ou outro objeto semelhante (não existe perigo algum do paciente engolir a língua). Não tente fazê-lo voltar a si lançando-lhe água ou obrigando-o a tomá-la. Não o agarre na tentativa de mantê-lo quieto.

Liga Brasileira de Epilepsia

Cubo de Cores Seguras

Passe o cursor sobre a cor para ver o código.

Caso prefira, a tabela de cores do blog também inclui cores seguras.

Até mais!

segunda-feira, 7 de maio de 2007

Novas cores no blog

Pelos mesmos motivos que me levaram a deixar de usar a mochila rosa estou mudando as cores do site. Rosa, durante muito tempo, foi a cor predominante no site, seja em combinação com o branco e/ou o preto, mas é hora de mudar para que as pessoas, principalmente os homens, tenham coragem de lê-lo. As pessoas entravam no meu blog e como viam tudo cor-de-rosa, piscando, mexendo, tinham uma visão torta de mim e muitas nem se davam ao trabalho de ler os posts. Muita gente na web acha que eu sou paty ou algo parecido. Escolhi tons de cores que lembram leite com chocolate e leite com café, minhas bebidas preferidas.

sexta-feira, 4 de maio de 2007

TPM? Eu? Pior que é!

Jesus! Fecha a porta e apaga a luz! Hoje de manhã tive drásticos sintomas da famosa TPM com direito a gritos e escândalo no trabalho. Que horror! Foi por uma boa causa, mas até eu me assustei com a minha reação a um péssimo e deseducadíssimo hábito de uma pessoa no escritório da empresa, prefiro não entrar em detalhes por motivos éticos, mas tenho certeza que você concordaria que foi por uma boa causa.

Eu nunca tinha percebido em mim e tão claramente os sintomas da famosa tensão, pensava que estaria livre disso pelo menos até ter minha primeira relação sexual por causa das mudanças hormonais. Eu percebi também que, ao contrário do que os especialistas dizem sobre as fêmeas espécie humana, eu tenho cio. Imagino que seja porque eu não tenho estímulos externos (namorado, marido, etc.) para ficar excitada a qualquer dia do mês, então nos meus dias férteis eu percebo que, mesmo sem homem por perto, eu fico. Muito engraçado! Acho que as aulas de veterinária para o concurso do Mapa já estão me influenciando demais! Ainda bem que já são as últimas.

quinta-feira, 3 de maio de 2007

Blogando na aula do Mapa

Isso foi postado muito depois de ter sido escrito, mas o Blogger tem um recurso safadinho que permite colocar a data e a hora que eu quiser no post, então coloquei a data e a hora em que escrevi isso.

Queria ter mais tempo para estudar o que gosto, trabalhar no que gosto, conviver com quem eu gosto. Estou com a sensação estranha de que estou vendo a vida passar. É só a sensação porque na prática é diferente.

Estou com um péssimo pressentimento no meu trabalho, parece que não tenho função definida. Na minha carteira de trabalho sou Web Designer, mas na prática sou mais uma auxiliar-de-qualquer-coisa: digitação, clipagem, revisão de textos, pesquisas, webdesign… Estão me tratando como se eu fosse uma estagiária. Humilhante!

Estou fazendo uma disciplina específica super-ultra-mega-power chata para o concurso do Mapa. Só fiz inscrição nesse concurso porque não tinha grana para me inscrever no concurso da câmara federal (que tem algumas vagas para jornalistas) e já tinha ganho o cursinho de um primo que foi pro exterior.

A aula está tão interessante e divertida que trouxe várias revistas, um livro e mesmo assim não agüentei de tédio: peguei papel e lápis para blogar, mesmo longe da web.

O que quero é fazer um curso de web no Senai. Em junho termina meu cursinho e vou emendar com algum curso realmente interessante e com conhecimentos que eu possa utilizar a curto prazo. Também estou com vontade de fazer outra graduação, só que dessa vez tecnológica e na área de informática. O problema é que para tudo isso preciso de dinheiro e, como já disse, estou com um péssimo pressentimento no meu emprego maluco. Também há uma vontade reprimida de fazer pós-graduação em Marketing e/ou Assessoria, mas a mensalidade é maior que o meu salário, só vai rolar quando eu tiver um emprego decente ou passar em um concurso.

O que preciso muito mesmo também é de um computador próprio para estudar, de preferência um notebook. Nem falo em Internet ainda porque na casa da minha tia é complicado…

Pelo MSN meu pai deixa no ar a possibilidade de vir morar em Brasília com a Herica

Gerador de nuvem de tags

Zoom Clouds

Acabei de descobrir um gerador de nuvens de tags que eu posso utilizar para concentrar todos os marcadores deste blog. Eu estava a procura de algo parecido há algumas semanas. Eu uso o template clássico do Blogger que ainda não é compatível com o widget que mostra os marcadores, então procurava que só uma louca um script que fizesse isso.

Esse site pode ser utilizado para nuvens de tags de qualquer feed: blogs, sites de notícias, bookmarklets, etc. O endereço é zoomclouds.egrupos.net.

quarta-feira, 2 de maio de 2007

Patinando no maior parque urbano do mundo

Ontem larguei a preguiça no sofá e fui verificar com minhas próprias pernas o tamanho do maior parque urbano do mundo. Já fazia tempo que eu me prometia ir patinar no Parque da Cidade, mas na hora dava uma preguiça, não por causa da patinação em si, mas sim por causa dos ônibus que demoram muito a passar nos fins-de-semana e feriados. Quanto a patinar é tudo de bom. O Parque também é tudo de bom. Então somando tudo fica tudo de bombom!

Como fui sozinha não tinha nenhum humano para me apoiar nos meus "quase-tombos" nem para contemplar a paisagem comigo nos momentos em que eu parava para descansar (a cada 200 metros, mais ou menos), mas se tivesse companhia ía ser muito chato porque eu ía ter que acompanhar o ritmo da pessoa, muito melhor assim. Como fazia muito tempo que eu não patinava e eu queria dar a volta inteira na pista de ciclismo/patinação do parque, não patinei no "circuito" todo, só na parte lisa da pista. Eu ía revezando entre os patins e os tênis. Tem uma parte da pista (acho que a maior parte) que é muito "caroquenta" e é horrível patinar com patins de camelô, tem que ser patins emborrachado e/ou com rodas gelatinosas porque desliza bem e não machuca os pés e as pernas (principalmente panturrilha e tornozelo).

Acho que escolhi bem o horário para ir, saí de casa pouco depois das 15h00, então curti o final da tarde e o início da noite no Parque. Tenho que fazer isso mais vezes.

Minha nova oração diária (além das já costumeiras):

Louvado seja Deus pelo Parque da Cidade. Que Deus e os homens o conservem sempre e a cada dia mais lindo e limpo. Amém!

Anotações para a próxima sessão de patinação no Parque:

  • Comprar meias grossas.
  • Comprar um par de patins decente.
  • Obs.: Enquanto não comprar patins decentes as meias grossas "quebram o galho".

segunda-feira, 30 de abril de 2007

Comentários moderados, infelizmente!

Eu não queria ter que fazer isso, mas por causa do excesso de comentários em inglês bizarros nos posts do Blogger, eu vou ter que moderar. Ainda não tive problema com os comentários do Haloscan, então por enquanto fica como está.

Balanço dos finais de semana

Penúltimo final de semana (21 e 22 de abril)

Antes de mais nada quero registrar uma informação sobre o penúltimo final de semana que eu omiti: não fui para a Esplanada dos Ministérios no dia 21/04/2007 comemorar o aniversário de Brasília, como eu havia previsto. Pelo que fiquei sabendo foi bom eu não ter ido porque tava o maior vucu vucu, uma bagunça. Não é todo dia que o povão tem um dia todo de programação "cultural" gratuita: Calypso, Zezé di Camargo & Luciano, etc. O que eu queria mesmo era assistir o show do Padre Zezinho às 11h00 da manhã, mas acordei meio-dia.

No domingo, 22, fiz a prova do concurso dos Correios. Achei a prova linda, muito fácil, mas quando a esmola é demais o santo desconfia. A prova só tinha Português, Matemática e Informática e, por parível que incresça, a webdesigner-jornalista que vos escreve errou várias questões de Português e Informática (mais ainda de Português) e acertou quase todas de Matemática. Acertei menos que 80% da prova, já posso me considerar eliminada, eram mais de 4.000,00 inscritos para uma única vaga. O fato de eu ter acertado mais questões de Matemática não é tão bizarro assim se lembrarem que durante mais de um mês e até dois dias antes da realização da prova eu só assisti aulas de Matemática no cursinho. Como eu fiz faculdade de Comunicação e fiquei mais de cinco anos sem assistir aulas de Matemática achei que valesse a pena porque até o 2º grau fui uma excelente aluna nessa matéria. Era só uma questão de relembrar e voltar praticar para eu me sair bem na prova, lembrando que no concurso do Mapa também vai ter Matemática e Raciocínio Lógico.

Ontem e anteontem (28 e 29 de abril)

Como na sexta-feira a noite estava resfriada e não fui para o cursinho, sábado acordei mais cedo que o de costume: às 9h30 estava de pé. Logo fui lavar roupa (bem mal-lavada, como todos os sábados) e a novidade do dia foi colocar a Maria Eduarda, minha prima-sobrinha de dois anos, para dormir. Ela ama brincar com água. Quando eu estava lavando roupa veio pra perto de mim fazer bagunça. Como brincamos bastante ela grudou em mim e quando deu a hora de ela dormir não aceitou que a mãe empurrasse o carrinho dela, tinha que ser eu. Muito interessante a experiência. Foi a minha primeira vez.

No domingo sim acordei na hora do almoço, mas não almocei. Tomei café da manhã e me arrumei para a reunião da Natura. Foi muito legal, como todas as outras reuniões (sou apaixonada por cosméticos) e dessa vez até ganhei um brinde. Como fica na mesma avenida de lá fui direto para o Santuário Nossa Senhora do Perpétuo Socorro (Taguatinga Centro).

Depois de quatro meses sem aparecer nas reuniões do Ministério Esperança e na maior cara-de-pau (acho que já tô começando a parecer jornalista) participei do ensaio e cantei na missa das 20h00. Ainda bem que as pessoas se lembraram de mim e demonstraram satisfação ao me ver lá. Parei de participar por uma questão de logística: odeio pegar lotação e no domingo à noite é o "ó" do "bogorodó", é muito mais prático, barato e tranqüilo pegar carona com meus tios até a Paróquia São José, no Setor Lúcio Costa (Guará). O bairro onde moro fica no meio do caminho entre o Setor Lúcio Costa e Taguatinga Centro. Por falar em lotação ontem passei a maior raiva com um daqueles cobradores ignorantes (nos dois sentidos): dei uma nota de R$ 5,00 e ele falou que era uma nota de R$ 2,00. Pode?

sexta-feira, 27 de abril de 2007

Novidades no portal da Hello Kitty

Dream Studio é o nome do site de vídeos do SanrioTown, portal da Hello Kitty e dos demais personagens Sanrio. Se você ver o vídeo abaixo vai entender o porquê do nome do portal. Não são os mesmos vídeos que você encontra no YouTube, por exemplo. São montagens fofas com a cara dos personagens Sanrio e de suas fãs.



Clique aqui para abrir o vídeo em outra janela.

Outra novidade do portal é o blog gratuito. Para ter direito a um basta criar um e-mail no site. Seu endereço pode ser @hellokitty.com, @mymelody.com ou @kuririnmail.com e esse endereço também definirá qual será a URL de seu blog no portal. Eu criei um blog lá pra experimentar e mostrar: blog.hellokitty.com/helenfernanda.

O serviço é interessante, bonito, funciona e se parece lembra usa a tecnologia wordpress.com. Serve para quem quer criar um blog com feed, várias páginas e template da Sanrio. Não serve para quem gosta de personalizar o template.

A risada

A risada é a linguagem mais universal dos seres humanos. Mesmo as pessoas tristes sorriem ao observarem um gato virando a mesa posta ou verem Charles Chaplin.

Os cientistas descobriram que a risada é uma das poucas coisas que é tão boa para nós quanto parece.

Os seres humanos começam a rir cedo - com dois e três meses. Quando crianças rimos mais de 400 vezes por dia, quando adultos, 15.

As pessoas riem antes de contar uma história engraçada. Os ouvintes sorriem em conversas para incentivar quem está falando. A risada pode ter se desenvolvido como uma maneira de facilitar a comunicação.

O riso é contagioso, bem como o bocejo. Quando alguém dá uma gargalhada, provoca reação em cadeia.

É o que ocorre quando se houve uma piada: o lado esquerda do cérebro entra em ação analisando a piada. O lado direito começa a trabalhar para encontrar algum padrão na piada (danos ao lado esquerdo do cérebro podem resultar numa total inabilidade de achar algo engraçado).

A atividade do cérebro se espalha para uma área associada com o processamento das informações que chegam de nossos órgãos sensoriais.

Ondas cerebrais do tipo "delta" se formam. No eletroencefalograma que traça essa atividade, uma onda "surpresa" surge no momento que o cérebro entende a piada e a risada começa.

Quando o cérebro produz muitas ondas "delta", ficamos distraídos. Enquanto o cérebro se encontra no piada, podemos não prestar atenção no que acontece a nossa volta.

O humor unifica o cérebro para encontrar explicações, e o efeito estende-se mesmo depois que a risada acabou.

Almanaque Santo Antônio, 1997

Só para registrar o que estou fazendo

  • Arrumando as tags/marcadores do blog: tirando os acentos e cedilhas, tirando as tags desnecessárias, trocandos os espaços por _ (underline), etc.
  • Colocando as tags/marcadores mais importantes no topo do blog.
  • Colocando os posts de um blog antigo aqui. Pena que o Blig tirou meu primeiro blog do ar há muito tempo e nem avisou antes de fazer isso para eu fazer backup.
  • Colocando o conteúdo do site Salada Digital aqui.

quinta-feira, 26 de abril de 2007

Como usar seu domínio próprio internacional no Blogger sem pagar hospedagem

Inspirada numa dúvida do Everaldo Vilela resolvi criar um tutorial para que seja aproveitado por outras pessoas que tenham a mesma dificuldade em usar seu próprio domínio no Blogger.

Como usar seu próprio domínio no Blogger sem pagar hospedagem

Inspirada numa dúvida do Everaldo Vilela resolvi criar um tutorial para que seja aproveitado por outras pessoas que tenham a mesma dificuldade em usar seu próprio domínio no Blogger.

Continue lendo…

Relógio para blogs

Descobri mais um relógio bonitinho para você colocar em seu site. Rato, morcego, dragão, ovelha, cachorro, cavalo, tigre, coelho, macaco, galo e tigre são alguns dos animais que você pode escolher para enfeitar seu relógio. Além de bichinhos, você pode escolher os modelos em formato de mapa e de relógio digital, com várias opções de cores. Confira e escolha o seu no ClockLink.

12º Encontro de Web Design

12º Encontro de Web Design

Recebi a notícia da Arteccom por e-mail. O Encontro de Web Design ocorre em várias capitais do Brasil de maio a dezembro. Cidades, datas, locais e telefones abaixo:

Rio de Janeiro

  • Data: 19 de maio de 2007 - Sábado
  • Local: Hotel Glória Rio
  • Rua do Russel, 632 – Glória – Rio de Janeiro – RJ
  • Cep: 22210-010
  • Telefone: (21) 2555-1102

Recife

  • Data: 16 de junho de 2007 - Sábado
  • Local: Mar Hotel
  • Endereço: Rua Barão de Souza Leão, 451 - Boa Viagem - Recife - PE
  • CEP: 51.030-300
  • Telefone: (81) 3302-4433/44

Belo Horizonte

  • Data: 14 de julho de 2007 - Sábado
  • Local: Belo Horizonte Othon Palace
  • Endereço: Av. Afonso Pena, 1050 - Centro - Belo Horizonte - MG
  • CEP: 30.130-003
  • Telefone: (31) 3247-0025

Brasília

  • Data: 18 de agosto de 2007 - Sábado
  • Local: Kubitschek Plaza
  • Endereço: SHN - Quadra 2 - Bloco E - DF
  • CEP: 70.702-900
  • Telefone: (61) 3329-3133

Curitiba

  • Data: 15 de setembro de 2007 - Sábado
  • Local: Bourbon Hotéis & resorts
  • Endereço: Rua Cândido Lopes, 102 - Centro - Curitiba - PR
  • CEP: 80020-060
  • Telefone: (41) 3221-4636

Salvador

  • Data: 20 de outubro de 2007 - Sábado
  • Local: Hotel Fiesta Bahia
  • Endereço: Rua Antônio Carlos Magalhães, 711 – Salvador - BH
  • CEP: 41.825-000
  • Telefone: (71) 3352-1475

Porto Alegre

  • Data: 10 de novembro de 2007 - Sábado
  • Local: Sheraton Porto Alegre
  • Endereço: Rua Olavo Barreto Viana, 18 - Moinhos de Vento - Porto Alegre - RS
  • CEP: 90.570-070
  • Telefone: (51) 2121-6014

São Paulo

  • Data: 08 de dezembro de 2007 - Sábado
  • Local: AMCHAM Brasil / São Paulo
  • Endereço: Rua da Paz, 1.431 – Chácara Santo Antônio - São Paulo - SP
  • CEP: 04713-001
  • Telefone: (11) 5180-3728

Programação (vale para todas as datas e cidades):

  • 09:00 - Credenciamento e visita aos estandes
  • 10:00 - Abertura
  • 10:10 - Palestra 1 :: Comportamento on line: impressões Digitalis - Risoletta Miranda - Addcomm
  • 11:00 - Intervalo
  • 11:30 - Palestra 2: Publicidade Online: Verdades e Mentiras - Suzana Apelbaum - África
  • 12:30 - Intervalo para almoço e visita aos estandes
  • 14:30 - Palestra 3: Comunicação por Conteúdo na internet: a publicidade utilitária - Roberto Cassano – Selulloid AG
  • 15:30 - Palestra 4: WEB 2.0 e as novas fronteiras do mercado e da profissão - Michel Lent - 10 minutos
  • 18:00 - Encerramento

Obs.: A programação poderá sofrer alteração sem aviso prévio.

Atualmente estão abertas as inscrições para quem vai participar no Rio de Janeiro, em maio. Os valores das inscrições individuais são R$ 60,00 para estudante/profissional, R$ 50,00 para grupos de no mínimo 10 (dez) participantes e R$ 40,00 para é membro do Clube do Assinante da Revista Webdesign. Quem fizer a inscrição até amanhã, 27/04, ganha 50% de desconto nesses valores.

A divulgação trouxe de volta a minha mente uma dúvida: webdesign ou web design? A própria agência que realiza o encontro, Arteccom, parece não ter se decidido ainda porque usa Web Design para o nome do encontro e Webdesign para o nome da revista. Eu gosto de webdesign, tudo junto, porque pra mim o prefixo web tem magnetismo para formar novas palavras: webmail, website, weblog

terça-feira, 24 de abril de 2007

MyBlogLog

Um site "engraçadinho" onde você cria uma "comunidade" de leitores de seu blog. Interessante! Criei uma comunidade para os leitores deste blog, ou seja, eu e eu mesma.

Doe selos usados

Doe seus selos usados recortando-os do envelope com uma margem de papel em volta. NUNCA ARRANQUE OS SELOS. Crie o hábito de recortar os selos assim que receber as cartas e guardá-los dentro de um envelope. Quando você já tiver uns dez selos mande-os para um dos seguintes endereços. Escreva "carta social" sob o CEP do destinatário para pagar apenas R$0,01 pela postagem. Os selos usados que você doar serão vendidos para colecionadores do mundo inteiro e o dinheiro será utilizado em missões de evangelização.

Estudantes Franciscanos - Selos Usados
Caixa Postal 90023, Centro
25689-900, Petrópolis/RJ - Brasil


Pontifícias Obras Missionárias - Selos Usados
Caixa Postal 03670
70084-970, Brasília/DF - Brasil

sexta-feira, 20 de abril de 2007

Dia de Frei Galvão, feriado nacional

Agora é oficial! O Congresso Nacional decretou o Dia de Santo Antônio de Sant'Anna Galvão a ser comemorado anualmente no dia 11 de maio. Pode começar a planejar sua programação para o feriadão, já que a canonização de Frei Galvão será numa sexta-feira. Os católicos praticantes, espero eu, aproveitarão o dia para acompanhar a canonização do primeiro santo brasileiro pela web, pelo rádio e em canais católicos.

Fonte: Senado Federal.

Post relacionado: Mais um feriado em maio.

quinta-feira, 19 de abril de 2007

Quadrinhos Japoneses

Como desbloquear Nokia para outras operadoras

Eu fiz isso em um celular Nokia 1600 e funcionou.

Para desbloquearmos o aparelho devemos seguir os seguintes passos:

  • Acesse o site Nokia Free Unlock www.nokiafreeunlock.com e registre-se.
  • Acesse seu e-mail e clique no link de confirmação de cadastro.
  • Escolha o Brasil clicando na bandeira (verde e amarela).
  • Na página seguinte, clique em Asking Unlock Code.
  • Em seguida clique no botão Nokia Free Unlock.

Agora vamos preencher os campos:

  • Provider: (operadora atual, para a qual ele está bloqueado)
  • Phone: (marca do celular)
  • Model: (modelo do celular)
  • Imei: (digite *#06# no seu celular e digite o numero nesse espaço)
  • Boxserial: (Ao escolher o modelo do seu celular, essa opção será escolhida automaticamente. Não altere.)

Clique no botão Enviar.

Aparecerá a seguinte tela confirmando seus dados:

The data received are the following:
  • Provider: XXXXX
  • Phone: NOKIA
  • Model: 6020 | 6021
  • Imei: XXXXXXXXXXXXXXX

Clique no botão Request Code. Aparecerão os códigos para desbloqueio.

Desligue seu aparelho, retire o SIM CARD (chip) e ligue-o. Digite um dos códigos que o site forneceu, de preferência o código com final "+7#".

  • Para digitar os "p" aperte * (asterisco) três vezes bem rápido.
  • Para digitar os "w" aperte * (asterisco) quatro vezes bem rápido.
  • Para digitar os "+" aperte * (asterisco) duas vezes bem rápido.

Após digitar o código, será exibida uma mensagem de confirmação.

Lembre-se que você só pode efetuar esse processo 5 (cinco) vezes, após 5 (cinco) tentativas com erro você só conseguirá desbloquear seu aparelho utilizando uma BOX.

Dica: decore parte ou todo o código antes de começar a digitá-lo no celular para agilizar o processo. Se você ficar alguns segundos sem digitar nada some tudo que você já digitou e você tem que começar novamente.

Update 09/12/2008

Caso o modelo de seu celular não apareça no site supracitado, tente unlock.nokiafree.org.

Update 11/12/2008

Mais alguns modelos no site www.gsmliberty.net/shop/nokia_unlock.php.

Fonte: FórumWeb

Estudando muito, como sempre


Esplanada dos Ministérios, Brasília

Já terminei a graduação, ainda não comecei a pós, mas isso não significa que eu não esteja estudando muito. Atualmente as pautas são Matemática (para concursos) e os programas da família Macromedia, principalmente o Macromedia Flash. Eu fiz um curso introdutório de Macromedia MX a algum tempo atrás, mas só agora estou pegando no chifre do boi. Com a falta de tempo para ir a livrarias procurar livros baratos sobre o assunto (o que é raro aqui no Centro-Oeste) hoje pedi pela Internet um livro sobre ActionScript.