Busca

Carregando...

domingo, 13 de maio de 2007

Declaração de ódio

Não é necessariamente o que eu odeio sempre, mas o que eu odeio hoje.

Odeio ser e não ser jornalista. Odeio ser e não ser webdesigner. Odeio fazer sites em flash. Odeio ter trabalhado no telemarketing, mas odeio ainda mais ter tido tanto azar nos empregos que não eram telemarketing. Odeio não ter dinheiro para fazer as especializações e outros cursos que desejo. Odeio a mulher que está me devendo dinheiro de produtos Natura. Odeio revender cosméticos. Odeio não ter meu próprio computador para blogar. Odeio não ter máquina fotográfica. Odeio trabalhar oito horas por dia. Odeio trabalhar com pessoas enroladas e/ou indecisas. Odeio estudar para concursos a noite.

Odeio ter morado até os 21 anos com meus pais. Odeio morar com meus tios. Odeio nunca ter morado no litoral. Odeio o clima do Centro-Oeste. Odeio ter mãe alcoólatra. Odeio ter pai pessimista. Odeio ter alergias. Odeio ter epilepsia. Odeio ter narcolepsia. Odeio ter miopia. Odeio ter astigmatismo. Odeio não ter plano de saúde. Odeio ter acne. Odeio ter só 1,55m. Odeio meu cabelo ter enrolado na adolescência (apesar de eu ter desejado ardentemente por isso na infância). Odeio não ter namorado. Odeio não ter me casado. Odeio ser apenas uma ex-criança-superdotada que ainda não deu certo e se tornou uma adulta anti-social. Odeio não ter escrito nenhum livro inteiro ainda.

Odeio salão de beleza só porque ainda não tenho dinheiro para gastar com isso. Odeio ter que gastar dinheiro para ir à igreja (e por isso não fui à missa hoje). Odeio o preço do ônibus em Brasília. Odeio morar longe do ponto de ônibus. Odeio morar muito longe da estação do metropolitano. Odeio a greve do metrô de Brasília. Odeio não morar sozinha. Odeio a pessoa que me motivou a escrever isso.

Posts relacionados