Busca

Carregando...

quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Decisões erradas?

Na atual situação em que me encontro, não é raro os outros (até mesmo aqueles que pouco ou nada pagam pelos meus erros) apontarem as decisões erradas que tomei, como se aquelas decisões fossem culpadas de tudo e que, se eu tivesse decidido diferente, tudo seria melhor, lindo, perfumado, perfeito. Mas não acredito nisso, ainda acho que, se estou aqui, é porque algo de bom está reservado para mim: um emprego, um cargo público, um mestrado, uma missão… Estou fazendo a minha parte e sei que não seria mais feliz se tivesse tomado essas mesmas decisões.

Você não deveria ter feito Jornalismo!

Confesso que, em partes, eu não deixo de concordar. Se eu tivesse feito Letras e/ou Matemática estaria feliz (porque amo as duas áreas) e empregada, mas provavelmente estaria acomodada e sem grandes pretensões para o futuro, morando em Goiânia, sem tempo para estudar para concursos… Não digo que seria pior, mas talvez fosse melhor eu não me acomodar, ter pouco para ter aspirações maiores e me movimentar. Se é que você me entende.

Também não duvido que estaria feliz e empregada se tivesse feito algum curso na área de informática. Sabem aquele ditado, "em casa de ferreiro espeto de pau"? Meu pai, que é técnico de informática desde muito antes de eu nascer, só começou a montar nosso PC (que hoje está comigo em Brasília) depois que eu já estava na faculdade de Jornalismo. Nesse ponto tenho muito a agradecer à faculdade de Jornalismo, porque foi lá que descobri que gostava mais de computadores do que de pessoas, assim como no Ensino Médio eu descobri que gostava mais de textos do que de pessoas.

Ainda vou completar 22, então não descarto a possibilidade de ser uma "jornalista letrada", uma "jornalista matemática", uma "jornalista programadora"… Mas, até para fazer outro curso eu preciso de um emprego, seja para pagar a própria graduação em faculdade particular, seja para pagar um cursinho pré-vestibular e tentar uma "segunda federal".

Já que fez Jornalismo, você deveria ter ido para o Rio ou para São Paulo!

Também concordo, mas não tenho contatos nessas cidades e muito menos dinheiro para pagar hospedagem. Para tentar a sorte nessas cidades eu teria que juntar uma grana primeiro e acumular duas férias no emprego (lembrando que ainda não tenho emprego nem para juntar o dinheiro e muito menos para acumular férias).

Você deveria ter ficado em Goiânia ou voltar para lá!

Para sofrer? Sem grandes expectativas? Fora caso de morte em família ou grave doença, existem três possibilidades de eu voltar para Goiânia:

  1. Minha mãe se internar em uma clínica de recuperação e/ou se recuperar milagrosamente.
  2. Eu ser nomeada em algum concurso público para lá e ter dinheiro para morar só.
  3. Eu conseguir um emprego e/ou trainee em multinacional na minha área de atuação e ter o dinheiro para morar só.
  4. Eu conseguir uma bolsa de mestrado lá e ter o dinheiro para morar só.
- E se você ganhar um prêmio milionário na loteria?
- Nem no Brasil eu fico, muito menos em Goiânia.
Posts relacionados