Busca

Carregando...

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Eu e os sete pecados capitais

grazi
Inveja do cabelo, inveja do sorriso, inveja do vestido…

Post escrito com uma afta na ponta da língua, o que intefere violentamente no meu mau-humor, já habitual, mas neste caso agravado. Afta na minha boca significa que entrei na TPM.

O blog Frescurinha nos indicou para essa brincadeira que se chama Eu e os sete pecados capitais. A peteca vem com esse selo simpático nos indicando como Mega Blog. Veja isso:

mega-blog
  1. Gula

    Café com leite.

  2. Inveja

    Da Grazielli Massafera:

    • É uma loira bonita e inteligente (principalmente no que se refere à “inteligência emocional”, a mais difícil de encontrar nas pessoas e ainda mais nos artistas).
    • Participou de uma edição inteira do programa podre que é o BBB sem vulgarizar a própria imagem, mesmo tendo namorado na casa.
    • Saindo do confinamento, constatou que tinha a simpatia (dentre os telespectadores do programa) tanto da maioria dos homens, quanto da maioria das mulheres; tanto da maioria dos heterossexuais, quanto da maioria dos homossexuais (a única até hoje que conseguiu isso).
    • Consegue continuar simpática e humilde mesmo sabendo que é linda de matar… de inveja, claro.
    • Emenda o reality show com uma carreira promissora como atriz e estréia na novela do horário nobre.
    • Nas duas primeiras novelas já faz par romântico com Thiago Lacerda, Fábio Assunção, Ricardo Pereira e Dalton Vigh.
    • Depois dessa lista, prefiro não comentar os namorados da vida real.
    • Mesmo com tudo isso, sinto por ela uma admiração que queria ter pela minha irmã mais velha se eu tivesse uma irmã mais velha.

    #comofaz para não sentir inveja dela?

    Como puderam perceber, minha inveja é do tipo “quero ser como ela quando crescer”. A inveja que é pecado capital sou orgulhosa demais para sentir.

  3. Avareza

    Minha principal manifestação de avareza é não gostar de dividir meu tempo e meu espaço com as pessoas. Prefiro estar sozinha, prefiro passar o tempo sozinha.

    Odeio que toquem minhas coisas sem minha autorização. Odeio que entrem no meu quarto. Odeio que me visitem. Odeio telefonemas. Não empresto nada para ninguém, prefiro doar do que emprestar.

    Gosto muito de conglomerado de pessoas, como sala de aula lotada, dia de concurso público, estádio de futebol, missa de domingo… desde que eu não tenha obrigação de dividir minha atenção com nenhuma das pessoas da multidão e de preferência que eu seja o centro das atenções. Não sei se sou sociopata… ainda não tive coragem de ir a um psiquiatra pedir o diagnóstico.

  4. Luxúria

    Pretendo morrer virgem. Quando era adolescente eu dizia pretendo me casar virgem, mas era muita igenuidade achar que ía conseguir dividir minha vida com alguém se não gosto de dividir nada.

  5. Ira

    Sinto vontade de matar as pessoas quando:

    • Vejo alguém jogando lixo no chão, mesmo que seja papel de balinha.
    • Vejo alguém furando fila e, quando reclamo ouço qualquer desculpa ridícula como “agendei antes” ou “tenho que buscar as crianças na escola”.
    • Uma empresa subestima minha inteligência (principalmente bancos) e eu tenho que reclamar no Procon (o lado bom é que quando vou no Procon a empresa fica esperta comigo e me devolve o dobro do que me furtou para eu arquivar o processo logo).
    • Alguém muda qualquer coisa minha de lugar sem eu pedir.
    • Minha mãe joga alguma coisa minha fora ou usa meus livros/jornais velhos para acender o fogão à lenha.
    • Chego em um banheiro público e a torneira está aberta ou ainda quando vejo alguém escovando os dentes com a torneira aberta.
    • Alguém usa a desculpa vergonhosa do “jeitinho brasileiro” para tirar vantagem em qualquer situação.
    • Qualquer evento (missa, aula, reunião, filme, entrevista de emprego…) começa atrasado.
    • Uma pessoa ou um grupo de pessoas se atrasa.
    • Alguém joga no lixo uma folha de papel que tem um lado inteiro limpo e poderia ser usada para rascunho.

    Muitas outras situações despertam minha ira… Esses são só alguns exemplos.

  6. Preguiça

    Tenho muita preguiça de me relacionar com as pessoas e depois que coloquei banda larga em casa estou muito sedentária também. Faz quase um ano que estou planejando começar a frequentar academia. Só planejando.

  7. Vaidade

    Sou muito vaidosa com relação à minha inteligência. Se me chamar de burra sou capaz de cuspir na sua cara.

    Sou pouco vaidosa com relação à minha aparência. Se me chamar de feia vou concordar com você e fazer de tudo para que continue pensando assim. Se me chamar de linda vou te chamar de mentiroso(a).


    Foi muito divertido participar, desabafei legal. Mas não vou ficar sozinha nesse confessionário. Indico para o paredão:

    Até mais!

    Foto: Sérgio Zalis/TV Globo

Posts relacionados