Busca

Carregando...

segunda-feira, 27 de julho de 2009

Todos nós mendigamos

Vi esse vídeo no CHMKT, mas não resisti e vou postar aqui também:

Gostei muito do vídeo, mas me decepcionei muito com os comentários. A maioria das pessoas, inclusive profissionais de comunicação, comentava sobre ele dizendo mendigo criativo ou pedinte esperto.

Não sei se eu enxergo demais ou se esse povo tá cego. Mendigo? Pedinte? Isso ele era até o dia inteiror. A partir do momento em que faz parte de uma instalação artística, Félix deixou de ser mendigo. Ele agora é um artista de rua, quer você goste disso ou não.

Coloque-se no lugar do transeunte. Nessa nova situação, você colocaria algum troco na caixinha por dó (como muitas pessoas ainda fazem, infelizmente!) ou por reconhecimento à criatividade? Você daria esmola por compaixão ou ajudaria na vaquinha do cachê porque a performance do ex-mendigo nesse novo cenário te fez sorrir e pensar?

Todos nós, vez ou outra, conscientemente ou não, nos colocamos no papel de mendigo e ganhamos menos do que temos potencial para ganhar. Não estou falando só de dinheiro, mas também de afeto, consideração, confiança, respeito e muitas outras coisas que devem ser conquistadas, não esmoladas. É claro que há vários fatores que geram esse comportamento: comodismo, preguiça, falta de autoconhecimento, falta de autoconfiança e até mesmo falta de humildade para aceitar parcerias que serão lucrativas para as duas partes, como no vídeo acima.

Nunca é demais lembrar que, onde há troca de valores, não há esmola.

200px-Web-browser-openclipart.svg

Blogueiros pedintes

Você já viu algum blogueiro pedinte? Tenho certeza que sim! Eles esmolam de tudo um pouco:

Visitas
Divulgar um blog é contar o que ele tem a oferecer e, se interessar, você receberá visitas. Já esmolar visitas é ficar pentelhando as pessoas com mensagens via bate-papo, e-mail, recados no orkut e o escambau com frases muito criativas como "clica aí", "visite meu site", "você já visitou o Blog Ruim Pra Caramba hoje?", etc. Que fique bem claro que mensagens inexpressivas assim nem incomodam quando são usadas em seu status ou na descrição do seu perfil, mas não devem, em hipótese alguma, ser enviadas.
Comentários
Comentário é uma moeda de troca: você escreve um post relevante para seus leitores e seus leitores deixam comentários relevantes para você. Incentivar os comentários é incentivar essa troca. Esmolar comentários é quando você não escreve nada que presta e por isso precisa ficar torrando a paciência das pessoas para que façam a "caridade" de comentar. Fim de carreira!
Parcerias
Isso eu nem precisaria dizer, mas quero reforçar a ideia: parceria é troca. Dois blogs se tornam parceiros porque um tem algo relevante para oferecer ao outro, sejam meros cliques e/ou conteúdo de interesse dos leitores. Quem pede parcerias antes de escrever os cinco primeiros posts originais e de qualidade só pode ter merda na cabeça.
Garfield
Concerto no blog
Tem blogueiro que caga no próprio template e pede concerto. Até aí normal. Você passa o link do tutorial com os passos para ele concertar. Ele não consegue fazer sozinho e pede para você fazer. Então você passa o valor do serviço e o número da conta. O blogueiro ingênuo, que realmente achou que você era a Madre Teresa dos blogs e tinha tempo sobrando para fazer esse tipo de caridade, provavelmente nunca mais vai pedir nada para você sem poder pagar, ótimo! Já o blogueiro pedinte vai ficar indignado, se colocar na posição de vítima, te chamar de avarenta e dizer que você tinha OBRIGAÇÃO de fazer de graça. Oi?
Retwitt
O Twitter realmente tem muitas utilidades, serve até de sarjeta para blogueiros pedintes de retwitt (RT). Quando a criatura pede RT uma vez, a gente ignora. Quando pede várias vezes, a gente para de seguir.

Espero que você não esteja em nenhuma dessas categorias, mas se estiver, há tempo para evoluir!

Que fique claro: sou contra a mendicância e a favor dos artistas de rua.

Posts relacionados