Busca

Carregando...

sábado, 25 de julho de 2009

Vários blogs? Está certo disso?

Nível: iniciante
Malabarismo
Sei não, mas acho que bola da direita vai cair.

Quando algum iniciante vem me pedir ajuda sobre blogs e diz que tem vários, eu fico preocupada. Assim como fico apreensiva quando visito a página de perfil de algum leitor e descubro que o mesmo tem três blogs ou mais, sendo que nenhum deles consegue chegar perto do que bondosamente chamamos de "bom blog".

O pior é que nem posso dizer "você não deveria ter tantos blogs, dedique-se a apenas um blog e o faça bem feito". Corro o grande risco de receber uma resposta do tipo "se você pode ter quatro blogs, porque eu não?!", daí eu ía dizer "mas meus blogs são bem cuidados", a pessoa ía dizer "são uma merda!" e ía virar uma discussão sem fim.

Quem realmente planeja seu(s) blog(s) dificilmente vai ter mais de um blog e, se o tiver, saberá muito bem o que está fazendo.

Já inventaram marcadores, te contei?

Parece piada, mas é só falta de conhecimento mesmo. Muitas dessas pessoas que têm vários blogs sem rumo não sabem usar marcadores. O Blogger ainda não diferencia categorias de tags, como o Wordpress, mas você pode criar um menu com links para os principais marcadores (suas categorias) e também Listas de Posts. Os dois exemplos podem ser vistos aqui no HTMHelen.

Muitas vezes os vários blogs ruins de alguém podem se tornar um único blog bom. Antes de fazer serviço de estagiário, visite o post Como mesclar blogs no Blogger.

Você tem competência para tanto?

Eu sei que essa pergunta mexeu com seu ego, mas fique tranquilo que a resposta não é para mim. A palavra competência é erroneamente associada a inteligência, mas a verdade é que ela diz respeito à aptidão. Ter competência para algo é estar apto. Muita gente quer escrever sobre Deus e o mundo, mas não tem vivência e/ou conhecimento para tanto.

As pessoas também confundem um assunto sobre o qual querem escrever de vez em quando com assuntos aos quais querem se dedicar de verdade. Eu falei sobre isso no post Blog planejado é blog de sucesso, mas vale a pena relembrar o esquema aqui. Com o bom uso dos marcadores, em um mesmo blog você pode ter:

  • Temas principais - são os temas que você conhece mais, seja por meio de cursos, de livros e/ou por prática.
  • Temas correlatos – são temas relacionados aos principais.
  • Temas aleatórios – são temas sobre os quais você tem algum conhecimento e muita curiosidade, então vai falar sobre eles de vez em quando.

Lembrando, é claro, que todos eles devem ser de interesse de seu público-alvo.

Você tem tempo para todos?

Tempo marcado

Quando eu escolhi dividir o blog Helen Fernanda Ponto Com em três (2008/2), eu trabalhava só seis horas por dia na rua da minha casa, ou seja, não perdia algumas horas do dia com trânsito, como a maioria dos goianienses e demais brasileiros. Como eu era do turno noturno, tinha o dia inteiro para blogar. Chato, né?

Fora isso, eu já fazia pós-graduação aos sábados, mas tinha o domingo todo disponível, com exceção de menos de duas horas para a missa, em uma igreja do meu bairro mesmo. Alguns meses depois saí da empresa. Então eu tinha 14 horas por dia para blogar (já descontadas 10 horas para dormir e comer). Em abril assumi o quarto blog, porque ainda tinha tempo e inspiração sobrando para escrever mais.

Além de ter tempo, eu tinha um planejamento, com públicos e objetivos bem definidos. Como meus objetivos foram alcançados, estou juntando alguns dos blogs novamente.

Para a sua saúde financeira, espero, sinceramente, que não tenha tanto tempo para blogar como eu tinha, a não ser, é claro, que se dedique apenas aos estudos ou seja aposentado. Em todo caso, seja coerente e mantenha apenas o número de blogs aos quais poderá se dedicar de verdade e planeje todos eles.

Os melhores conseguem, é verdade!

Pódium Fórmula 1
Corrijo: os melhores e os persistentes.

Neste tópico não vou me usar como exemplo porque não estou entre os melhores, mas existem vários blogueiros muito bons que conseguem manter vários blogs, todos excelentes, com públicos fiéis e bem definidos. Mas, sem querer te desanimar, todas essas pessoas são muito, muito boas mesmo no que fazem. Quando eu digo muito boas, entenda que são:

Para gostar dessas atividades basta vocação, mas ser muito bom em todas elas exige muita dedicação. Tenha certeza de que quase todos eles investiram tempo e trabalho para chegar nesse nível de excelência.

Até mais!

Posts relacionados