Busca

Carregando...

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

5 coisas estúpidas que as pessoas fazem no messenger

Este é um post indignado e realista sobre usuários de bate-papo.

Post não recomendado para pessoas sensíveis à verdade, com baixa autoestima e/ou com baixo QI.

Escrevi messenger (com inicial minúscula) porque neste texto é substantivo comum, já que estou falando de todo e qualquer programa de bate-papo: Windows Live Messenger, Yahoo! Messenger, ICQ, GTalk, etc.

1. Escrever mensagem de status no lugar do nome

Já há consenso de que esse hábito tão comum é uma excelente forma de identificar pessoas com QI abaixo da média, sendo utilizado inclusive por profissionais de recursos humanos na eliminação ou na contratação de candidatos, já que para alguns cargos não saber a diferença entre nome e status pode ser um ponto positivo.

Por ter tamanha utilidade, não convém avisar para essas pessoas que isso não é legal, mesmo porque elas não têm condições de entender o porquê e você perderia seu tempo. O melhor que fazemos é ter paciência e editar nossos contatos um por um, com exceção, é claro, daqueles que podemos simplesmente excluir.

Caso você seja uma exceção e, apesar de praticar isso, tenha conseguido captar o porquê de tal atitude estar em primeiro lugar na lista de coisas estúpidas, posso te dar uma dica: caso tenha algo tão importante para dizer que precise ser escrito no campo nome, pelo amor de Deus, digite seu nome primeiro.

Ao invés de:

Luto pelo meu querido avô!

Escreva:

Alice Pereira - Luto pelo meu querido avô!
Helen Fernanda - Procuro emprego temporário.
Rodrigo Soares – Ingressos da pré-festa esgotados!

De que interessa saber que alguém está de luto se eu não sei QUEM está de luto? De que adianta saber que alguém está procurando emprego se não sei QUEM está procurando emprego? De que me importa saber que os ingressos da pré-festa estão esgotados se não sei QUEM está promovendo?

Francamente, se um dia eu for ministra da educação vou colocar Raciocínio Lógico na grade curricular dos netos de vocês, porque se continuar assim nem o pré-sal tira o Brasil do sal.

2. Colocar desenhos e outros caracteres antes do nome

Quando eu tinha só meia dúzia de contatos eu não percebia que essa era uma atitude estúpida, mas agora sei, porque, assim como qualquer pessoa que já tem alguns anos de uso intensivo de internet, já acumulei centenas de contatos no messenger: parentes, amigos, colegas, professores, alunos, etc.

Para um novato de internet pode parecer difícil imaginar que tenho quase mil contatos de bate-papo e TODOS de pessoas com quem me relaciono no dia-a-dia ou das quais posso precisar a qualquer momento. Essa não é só a minha realidade, mas de muitas outras pessoas que conheço, principalmente dentre as que trabalham com tecnologia e/ou comunicação.

Nesse caso tenha certeza de uma coisa: quando queremos encontrar alguém nós não olhamos um por um, nós apenas digitamos o primeiro nome da pessoa e pronto. Se aparecer bem, se não aparecer, dane-se!

Quer desenhar florzinha, nota musical, solzinho? Coloque depois do seu nome, caso queira ser encontrado, é claro. Se estiver fugindo ou se escondendo, escreva a porcaria que quiser e estou me lixando pra você.

É claro que o mesmo vale para quem escreve O NOME INTEIRO com caracteres especiais usando geradores de nicks que blogueiras como eu colocam em seus blogs só para atrair neófitos que clicam em anúncios pagos.

3. Deixar de avisar algo importante a alguém só porque não viu essa pessoa on-line

Seguem algumas informações que podem ser chocantes para os novatos.

  • Estar off-line no bate-papo não significa estar off-line no bate-papo. A pessoa pode apenas estar invisível porque não está afim de conversar com você agora. Garanto que ela não vai se importar se você enviar um e-mail.
  • Estar off-line no bate-papo não significa NÃO ESTAR CONECTADO, porque Windows Live Messenger não é sinônimo de internet.
  • Quando você envia um e-mail a pessoa consegue lê-lo mesmo se estiver on-line em um momento em que você está off-line.
  • Nem todas as pessoas acessam o Windows Live Messenger pelo programa Windows Live Messenger e a maioria desses outros programas NÃO TEM A OPÇÃO de mensagens off-line. Portanto é apenas um recurso adicional, NÃO SUBSTITUI O E-MAIL.

Não avisei que era chocante?!

4. Enviar anexo via messenger

As pessoas reclamam que eu eu me acho muito mais inteligente que todo mundo, mas essas mesmas pessoas o tempo todo me dão provas de que eu realmente sou muito mais inteligentes do que elas.

Uma dessas provas é a troca de arquivos via messenger. Só eu percebi que isso é muito mais lento, incômodo e perigoso do que via e-mail?

Caso não saiba enviar anexo via e-mail, seguem alguns tutoriais:

Não vou colocar tutorial para Gmail, nunca vi noob usando Gmail. Você já viu?

5. Achar que todo mundo é desocupado

Quando estiver conversando com alguém no bate-papo, não pense que ela está à-toa achando uma maravilha conversar com você. Ao contrário, pense sempre que ela está muito ocupada, com 1001 coisas para fazer, atrasada para um compromisso importante ou que simplesmente está louca para se livrar de você para ir cagar ao banheiro.

Ao abordar alguém no messenger cumprimente e vá direto ao ponto. Não fique dando voltas. A maioria das pessoas fica on-line enquanto estuda ou trabalha, mas isso não significa que elas queiram conversar fiado, é somente para assuntos importantes, seja objetivo.

Outro detalhe importante: quando fizer uma pergunta, use interrogação. A pessoa não é obrigada a adivinhar a diferença entre uma afirmação e uma pergunta quando não há entonação de voz nem interrogação. Já deixei um monte de bocó conversando sozinho por causa disso. É claro que não faço de propósito: se não tem interrogação, interpreto como afirmação e pronto, só muitas horas depois o(a) mané me avisa que era uma pergunta.

Caso tenha problemas com o teclado, escreva pergunta entre parênteses ou colchetes antes ou depois da frase, garanto que nem vai doer:

Você pegou o livro emprestado [pergunta]

☼ O começo da solução

O que falta em todos os cinco casos é raciocínio lógico, bom-senso, algo que infelizmente não se transmite, se pratica. E aqui no Brasil praticar o raciocínio não é algo muito comum e não vou entrar nesse mérito porque renderia outro post.

Para sanar essa incompetência que temos para pensar existem as escolas, que podem nos trazer algumas dicas e macetes já pensados por alguém e assim alcançamos o mesmo resultado, pensando menos e pagando mais.

Mas até na hora de pagar as pessoas pensam de menos. Na minha adolescência os pais eram mais espertos e pagavam para seus filhos fazerem cursos de informática. Hoje eles pagam para as crianças e adolescentes frequentarem lan-houses, porque superestimam a inteligência dos filhos e acham que eles são pequenos gênios autodidatas. Ilusão.

Não posso negar que essas criaturas abençoadas, iluminadas e autodidatas existem porque conheço uma garota que era assim (cof, cof), mas não se engane: a probabilidade de seu filho ser um deles não é muito alta, mesmo que você diga para todo mundo o contrário.

Na dúvida, matricule-o em uma boa escola do ramo, porque na lan-house só garanto que ele vai aprender a fofocar pelo MSN e fazer intriga via orkut. Se for menino, vai aprender também a jogar e a… deixa pra lá.

Como sabemos, frequentar uma escola nunca foi garantia de nada, mas ao menos no juízo final você poderá dizer sem culpa que fez a sua parte.

Até mais!

Posts relacionados