quinta-feira, 22 de outubro de 2009

O que você tem a dizer?

Eu comecei a escrever este post há alguns meses. Ficou muito grande, dividi em dois. Li tudo novamente e percebi que tinha ficado chato, longo, complicado e cheio de regrinhas. Apaguei tudo!

Descobrir o que você tem a dizer de interessante em um blog é um processo simples. Infelizmente somos cada vez menos íntimos dos processos simples. O excesso de informação, de ansiedade, de pressa, de tarefas, de expectativas torna a nossa geração Y cada vez mais dispersa e menos focada.

Comece off-line: papel e caneta

Caneta e caderno

Quando eu falei sobre blog planejado eu sugeri o uso de papel e caneta. Volto a essa dica, porque ela realmente nos ajuda bastante a manter o foco e assim identificar nosso real potencial como escritores.

Conectados à web parece fácil fazer tudo ao mesmo tempo, se interessar pelos mais vários assuntos, escrever sobre qualquer coisa a qualquer momento, pois as fontes estão a um clique. Dessa forma podemos facilmente nos confundir e não conseguirmos identificar nosso real potencial, aquilo no qual somos bons de verdade.

Quando começamos a escrever sobre um assunto na ilusão de que somos bons, tendemos a ser meros repetidores e assim não conquistamos relevância.  Ao invés de termos um blog único, somos mais um em um milhão.

A minha teoria é de que, quando somos bons em alguma coisa, conseguimos escrever um post inteiro off-line sobre o assunto, precisando da web apenas para colocar as imagens, os links das referências e para confirmar a forma correta de escrever determinadas expressões.

É claro que o off-line pode ser com papel e caneta, como sugeri no começo, mas também pode ser no próprio computador, só que nesse caso é bem provável que você tenha que desligar o modem, porque abrimos automaticamente o navegador quando temos alguma dúvida.

Dois blogueiros que descobriram

Para quem precisa de inspiração, nada melhor que dois exemplos de blogueiros que passaram por esse processo de descoberta e tiveram êxito. Ambos já eram blogueiros antes, mas sentiam que faltava alguma coisa. Eles já sabiam que queriam escrever, se expressar, mas ainda não tinham identificado o quê exatamente tinham a dizer. Felizmente descobriram e hoje seus blogs são referências em seus nichos.

Carla Salgueiro: Eu acredito em cosméticos

Eu acredito em cosméticos

A engenheira Carla Salgueiro, uma das minhas parceiras mais antigas na blogosfera, mantinha desde junho/2006 o seu blog pessoal, o 1,65m de Sol. Como já sabemos, blog pessoal é um excelente começo para irmos testando e praticando nossos talentos.

Enquanto eu mantive o blog Helen Fernanda Pink a Carla era uma das leitoras mais assíduas e participativas. Ela já demonstrava acreditar nos cosméticos e ser entendida no assunto.

Quando eu avisei que o Pink ía acabar a Carla lamentou bastante. Em um primeiro momento eu pensei na possibilidade de mantermos um blog juntas, mas no fim das contas eu realmente decidi que ía acabar com o Pink para me dedicar mais e melhor ao HTMHelen.

Para felicidade geral das leitoras de blogs de beleza, a Carla Salgueiro criou em julho/2009 seu próprio blog sobre o tema. Para saber se foi uma boa ideia, passe lá e veja a qualidade das  resenhas. Se você não entende nadica de nada sobre cosméticos, espie só o número de comentários de cada post que já dá para ter uma boa noção. (Isso não vale mais porque os visitantes andam muito preguiçosos para comentar nos blogs.)

euacreditoemcosmeticos.blogspot.com

Pedro Cabral: World Symbian

World Symbian

O Pedro Cabral já sabia que queria ser blogueiro, mas ainda não tinha identificado exatamente seu potencial. Primeiro ele criou o Pedro Cabral Blog, que era um blog repetidor, não tinha originalidade e consequentemente não tinha relevância. Até que em junho/2009 o Pedro descobriu a luz. Ele mesmo nos contou em um comentário deixado aqui:

image

O Pedro é um rapaz esperto. Primeiro porque conseguiu identificar seu real talento. Segundo porque seu talento diz respeito a um nicho ainda pouco explorado em sites lusófonos: o sistema operacional Symbian. Meu celular usa ele e o World Symbian é o único blog em português que conheço especializado no assunto.

Uma das provas de que o World Symbian tem relevância na blogosfera é que desde que se tornou parceiro do HTMHelen ele é um dos dez blogs que mais trazem visitas e assim está atualmente no nosso widget Top 10.

www.worldsymbian.com.br

Até mais!

3 comentários:

  1. Olha eu aqui!

    Com certeza Helen, essa é a dica que passo a todos. Fale do que você tem conhecimento e principalmente goste do muito. Quando vc escreve um texto de um assunto que goste, se torna ainda mais fácil de outras pessoas gostarem também, pois você coloca sentimento naquilo..

    Não pense assim: "Ha, mas parece que só eu gosto de falar sobre esse assunto"

    Não pense nisso, existem milhões de pessoas no Brasil(e porque não no mundo?) e por isso pode ter certeza que vão aparecer nem que seja aos poucos, pessoas com os mesmos interesses que o seu..

    Atinja seu foco:

    No caso da Carla Salgueiro, ela foi super inteligente, pois além de falar de um assunto que gosta, ela ainda soube atrair um público que hoje é muiiitto presente na internet, que são as mulheres. Todas as mulheres gostam de ver dicas de maquiagem e cosméticos em geral, isso faz parte da vaidade da mulher e para que melhor do que ter um lugar que você pode adquirir dicas, conhecimento e ainda pedir sugestões?

    Fale do que goste, atinja seu foco, publique seu blog de forma inteligente e veja os resultados..

    Helen, gosto muito do seu blog e foi por isso que fiz questão da parceria, para que mais pessoas passem a conhecer o seu blog.

    Um abraço

    ResponderExcluir
  2. Puxa que grata surpresa!

    Helen que chegou a ser motivo de cíumes da minha irmã quando agradeci, pela primeira vez, a generosidade da blogueira em dividir os seus conhecimentos em html. Eu nem sabia que um blog poderia ser bonito e ter tantos aplicativos até clicar no seu!

    Concordo com o você, e com o Pedro, sobre identificar a "fonte de fome" do público em conhecimentos específicos. Escrevemos para ser lidos - mesmo que conscientemente deixemos de assumir. Mas, acrescento, blogar deve ser antes de tudo um prazer, não consigo imaginar escrevendo algo que nem rentável é, sem prazer, ou pior, sendo obrigada (tentem imaginar o quão horrível pode ser "hoje TENHO que escrever sobre um assunto e não estou com 'saco'").

    Já basta meu trabalho mas, que graças a Deus, posso dizer que também faço porque amo - e porque preciso sustentar as minhas necessidades básicas de comer e comprar cosméticos!

    Beijos!


    PS: preciso dizer que até hoje tenho a agradecer a generosidade no seu prazer de blogar. Acabei de aprender a fazer tabelas!

    ResponderExcluir
  3. @Pedro, é verdade. É incrível como na web a gente sempre encontra pessoas com interesses parecidos com os nossos e assim estão dispostas a ler o que escrevemos se formos criativos, originais e relevantes.

    @Carla, concordo: sem prazer, nada feito. Já recebi propostas para blogar em outros sites sem garantia de remuneração e não consegui. Primeiro porque não tinha garantia de remuneração, segundo porque eu literalmente broxava por ter que escrever sobre um assunto X sem estar afim no dia.

    Até mais!

    ResponderExcluir

Posts relacionados