Busca

Carregando...

domingo, 26 de dezembro de 2010

O que curto na atual música popular brasileira

Atualizado dia 21/07/2016.

Amo boa música: de todos os ritmos, de todos os tempos, com todos os sotaques, de todos os países, em todos os idiomas, com todos os instrumentos. Eu sou muito eclética e quando me perguntam de que tipo de música eu gosto, geralmente respondo que gosto de música boa. Em todos os estilos musicais há luxo e há lixo, desconfie sempre de quem generaliza demais.

Reconheço a excelente herança musical deixada por outras gerações. Eu, por exemplo, tenho uma queda por canções dos anos 70 e 80, sejam brasileiras ou não. Porém, fico indignada com pessoas que reclamam da produção musical de nosso tempo como se fosse uma merda só. Essas pessoas estão procurando boa música onde? Na TV aberta? Se for assim, vão continuar pensando que tudo é uma porcaria mesmo.

Ainda bem que neste terceiro milênio temos a internet, o Google, o formato .mp3, o YouTube, o MySpace, o Deezer, o Spotify… e podemos descobrir sons muito, muito além do que nos oferece a Globo/Som Livre e as rádios FM. Mas mesmo naquilo que é (ou parece ser) massificado, é possível encontrar coisa boa.

Bem, vou mostrar um pouco do que me encanta na nova música popular brasileira para vocês compreenderem o que quero dizer.

Na Primeira Manhã - Giana Viscardi

Giana Viscardi interpretou com muita originalidade canções de Alceu Valença no programa Som Brasil. Até procurei outros vídeos dela para colocar aqui, mas a qualidade não estava boa. Tive que selecionar, com todo o prazer, uma das músicas que ela cantou na Globo. Babem!

Sete Desejos - Khrystal

Aí está a prova de que não precisei ir longe para encontrar boas intérpretes: no mesmo Som Brasil em que descobri a Khrystal eu conheci a Giana Viscardi. Eu passei a admirá-la por causa de sua belíssima interpretação de Anunciação no Som Brasil. Para colocar aqui escolhi Sete Desejos, que Khrystal interpretou no mesmo especial em homenagem a Alceu Valença. Delícia!

A história de Lily Braun - Maria Gadú

A bela canção é do Chico Buarque, portanto o que está em questão aqui, mais uma vez, não é a composição, mas sim a interpretação. Maria Gadú ficou conhecida do “povão” com Shimbalaiê, que todos nós já ouvimos até enjoar, e Rapte-me, Camaleoa, mas se você já deu uma “youtubada” no nome dela, deve saber que a menina consegue interpretar bem qualquer música.

Não deixem de conferir também a versão de Gadú para Baba, Baby.

Até o fim - Marjorie Estiano

Já percebeu que os nomes vão se repetindo por aqui? Alceu, Bethânia, Chico. Segue então Marjorie Estiano interpretando lindamente a música Até que enfim, do Chico Buarque de Holanda:

Seria o Rolex? - Móveis Coloniais de Acaju

Som alegre, inovador e caprichado. Como não sei do que chamar esse estilo eu apelidei de “música circense”. Confira:

Abaçaiado – O Teatro Mágico

Mais um grupo de “música circense”. Eu aproveitei um vídeo que, além da minha música favorita do grupo, tem uma curta entrevista no final explicando o nome e a motivação da banda.

Camioneta Zera - Pedra Letícia

Não podia faltar nesta seleção a minha banda politicamente incorreta favorita: Pedra Letícia. O som deles é divertido e caprichado. Se tiver bom humor o bastante, vale a pena conferir.

Tem que ser você - Victor & Leo

Não me xinguem ainda! O Victor Chaves é um compositor genial. O Leo é tudo de bom, o que inclui a voz, é claro. A dupla tá na moda, tá na Globo, tá nas rádios, então provavalmente você já enjoou dessa música, mas talvez um dia, quando ela estiver menos batida, você note que é uma belíssima canção, daquelas que até Maria Bethânia escolheria para gravar.

É claro que eu queria ter colocado muito mais por aqui - Diogo Nogueira, Maria Rita, Paula Fernandes, Seu Jorge - mas por ora é o suficiente. Se isso não prova que há sim boa produção musical nesta década, desisto de tentar convencer você.

Para ouvir todas as músicas deste post em ordem consecutiva no YouTube, confira a playlist.

Imagem: Doe um fone de ouvido » Plié

Até mais!

Posts relacionados