quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

E quando o cérebro está superlotado…

Agenda cheia

Sou quase sempre metódica e sistemática. Com exceção daquilo que não faço de jeito nenhum (como exercícios físicos, limpeza doméstica e cuidados de beleza), na maioria dos aspectos da vida sou toda “certinha” e confesso que sinto prazer em cumprir com precisão a minha rotina.

A vantagem de agir de forma previsível é que meu organismo também reage assim. Dessa forma, tenho facilidade para identificar qualquer sintoma diferente que indique que meu corpo está sofrendo alguma falta ou um excesso.

Esta semana sofro com uma “dorzinha de cabeça” daquelas que mais incomodam do que doem. Muitas outras pessoas encarariam com naturalidade, como se sentir dor fosse algo normal. Para mim é o sinal de que preciso mudar algumas coisas. Pela localização da dor sei que a causa é o excesso de preocupação e de obrigações.

Nota de 100

Família, contas a pagar, contas a receber, TCC, curso preparatório, concursos federais, RBC, jornalismo, blogs, perfumes, comprar máquina de lavar, procurar outro apartamento para alugar, Igreja, ensaio de cânticos, matrícula no curso de italiano, matrícula no curso de Libras, marcar dermatologista, marcar neurologista, planejar as férias…

Tem alguma coisa sobrando nesse bolo. Se você me perguntar do que eu desejo abrir mão, minha é resposta é “de nada”. Se você me perguntar do que eu preciso abrir mão, minha resposta é “não sei”. Se não fosse a cefaleia, eu julgaria minha rotina atual como perfeita, sem nenhum exagero. Ao contrário de muitos outros momentos da minha vida, quase tudo o que ando fazendo ultimamente eu faço por prazer.

Porém, tenho amor à minha saúde física e mental e não vou fugir das evidências. Preciso redefinir ainda este mês quais são as minhas prioridades e o que devo deixar de lado. Não quero que 2011 seja registrado em minha biografia como “o ano em que surtei”.

Até mais!

Imagens: Bom Dia Mato Grosso e Banco Central

7 comentários:

  1. Oi, Helen

    Que monte de coisas! Como é que tu dá conta disso tudo?

    Olha só a coincidência: há pouco estava pensando em algo parecido. Não na quantidade de coisas que faço, mas em parar e me reorganizar novamente. Quando eu tinha um rotina, rendia muito mais. Inclusive, lia e pesquisava muito mais para publicar no blog. Faz uns 3 dias que tenho a sensação de que meu dia não rendeu. Vou dar um jeito nisso.

    Espero que o HTMHelen esteja entre as suas prioridades. Gosto muito do seu trabalho. Mas, acima de tudo, espero "vê-la" bem e que não haja surto nenhum em 2011, nem em 2012, 13, 14, 15 etc.

    Abraços

    ResponderExcluir
  2. Max Martins, o HTMHelen vai ficar entre as prioridades, porque ele me ajuda a desanuviar. Desabafar neste post, por exemplo, me obrigou a organizar melhor os pensamentos antes de tomar as decisões.

    Ter uma rotina definida funciona bem comigo, ajuda até a encarar com mais naturalidade os imprevistos.

    Até mais!

    ResponderExcluir
  3. Olá Helen

    Eu penso que seja bom desacelerar um pouco e buscar mais qualidade de vida e coisas que lhe trazem mais conforto e felicidade.

    As vezes corremos demais em busca de tanta coisa que não paramos pra analisar o que realmente importa mais e o que é prioridade.

    Já fiquei assim correndo muito, querendo tudo, depois parei, pensei e fui excluindo coisas que poderiam ser feitas depois e fui fazendo coisas que pra mim eram mais importantes, escreva tudo no papel e veja o que pode ser feito logo e o que pode ser feito depois, não precisa desistir de nada, mas pode adiar algumas coisas que preenchem o tempo mas não são tão urgentes assim.

    Você é muito nova ainda, já conquistou muita coisa, talvez seja hora de parar de correr e parar pra viver e curtir os frutos de suas lutas.

    Esse post me fez lembrar de uma música que gosto muito e que fala exatamente dessa falta de tempo: Eu não páro - Ana Carolina

    Também estou com o Max no desejo de que o HTMELEN esteja entre as prioridades de sua vida, não nos abandone, rs

    Um Abraço e sucesso aí

    @anakint

    ResponderExcluir
  4. @anakint, eu não ando fazendo coisas demais. Até tenho bastante tempo livre, mas tenho muitas obrigações. É um pouco diferente.

    Como já falei no post, o meu dilema é justamente esse: praticamente TUDO o que faço atualmente me traz qualidade de vida, conforto e felicidade, por isso é tão difícil decidir.

    Priorizar o que é urgente também não funciona bem comigo, porque se eu me dedicar só às urgências não sobra dinheiro para os cursos, de forma que eu ficaria muito ociosa.

    Na verdade, quando comecei a escrever este post eu já sabia qual método usar para escolher, mas não vou adiantá-lo aqui porque pretendo escrever outro post sobre isso.

    Até mais!

    ResponderExcluir
  5. bem, Helen, eu gosto muito deste seu blog e imagino que mantê-lo com a qualidade que vc o mentém já ocupe bastante tempo ...

    então imagino a sua correria ...

    mas nada que os feriados de final de ano não 'curem' ... espero que diminua o rítmo e continue a nos brindar com seus posts ...

    abraços.

    ResponderExcluir
  6. Ei, ei, ei...
    O que está de errado Helen?
    Pra mim está tudo normal rsrss.
    Lendo seu post, coisa que eu vim aqui por uma pesquisa que nao tinha nada a ver rsrss, me fez rir bastante.
    Sou do mesmo jeito que voce, so que minhas dores são devido a sobrecarga, quando nao estou procurando e aprendendo alguma coisa, estou relaxando revisando minhas pesquisas e arrumando mais.
    Tenho mesmo que me dar férias porque ja a anos isso nao muda e com os 40 anos chegando eu estou vendo que nao tenho mais 20 kkkkk.

    Forte abraço minha querida.

    ResponderExcluir
  7. KoRnPB, se você acha normal, continue feliz com sua dor de cabeça.

    ResponderExcluir

Posts relacionados