Busca

Carregando...

segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Womanity EDP, Thierry Mugler

Womanity

Ame ou odeie. Womanity é, indubitavelmente, um dos perfumes mais polêmicos de nossa época. Esse EDP exótico e verdadeiramente inovador causa as mais variadas e contraditórias impressões, sensações e opiniões em todos que o experimentam.

Cartaz de Womanity

Figo salgado; é o que respondo quando alguém pergunta que cheiro tem Womanity. Sei que o figo é apenas um dos dois principais ingredientes de Womanity, mas como sou ignorante quanto ao cheiro de caviar puro, o que consigo realmente captar é a minha fruta favorita desde a infância, mas de uma forma que eu nunca experimentei comer: com sal.

A combinação figo + caviar me conquistou, mas não agradou todo mundo. Veja só como 1042 pessoas o classificaram até agora (10/10/2011 – 12h14) no site Fragrantica:

WomanityOutra discussão comum entre os que experimentam Womanity é se esse perfume é mesmo feminino. Alguns defendem que sim, por causa da elegância sensual presente na doçura do figo. Outros que não, porque a combinação de figo e caviar lembra álcool com cigarro, algo mais comum em perfume de homem. Chandler Burr diz que se existisse torta de maconha, teria o cheiro de Womanity. Para encerrar o assunto, a maioria prefere concordar que se trata de um perfume unissex: pode ser feminino ou masculino, de acordo com o gosto do freguês.

A ironia é que a palavra Womanity é um neologismo que, ao pé da letra, seria traduzido como “mulheridade”. Aliás, as pronúncias de Womanity e humanity (humanidade) se assemelham bastante, de forma que o termo nos traz também a ideia de humanidade feminina ou ainda feminilidade humana. Por isso acredito que esse nome é mais um genial trocadilho típico da perfumaria Thierry Mugler: Womanity pode ser uma fragrância feminina (for woman) para todo mundo (humanity) usar ou ainda uma fragrância com cheiro de todo mundo feita especialmente para mulheres.

Vários frascos de Womanity

Parece despropósito, mas devemos recordar que a marca tem um histórico de “pegadinhas” em nomes de perfumes. Basta citar, por exemplo, os aromas do demoníaco Angel e do voluptuoso Alien. Lembrou?

Tenho uma miniatura de Womanity que geralmente uso à noite em shows e bares. Aliás, acho que essa fragrância não combina com nenhum ambiente livre de álcool e cigarro, cheiros que detesto, mas que reconheço terem tudo a ver com ela.

Bom cheiro (ou não)!

Fotos do site oficial: www.womanity.com

Posts relacionados