Busca

Carregando...

sábado, 21 de janeiro de 2012

PDF: quando, como, onde publicar

Atualizado dia 02/11/2015.
Ícone PDF

O formato de documento portátil (Portable Document Format) é uma das maravilhas digitais que têm 1001 utilidades. Como concursanda é um tipo de arquivo que uso o tempo todo por causa dos editais e dos diversos materiais de estudo que, ainda bem, quase sempre são disponibilizados nesse formato.

Em agosto/2011 iniciei uma pesquisa sobre publicação de arquivos PDF que serviu de orientação para este post. Hoje finalmente estou postando as dicas que estava devendo, incluindo minha opinião sobre o uso desse tipo de arquivo.

► Quando usar PDF?

Por ser um arquivo clean, com suavização de fonte e exibição quase idêntica em qualquer computador (independente de sistema operacional, navegador, versão de leitor, versão de HTML, plugins) o PDF é adequado para leitura longa e impressão. Assim sendo, acredito ser o melhor formato para:

PDF e ótimo para ler muito!
  • currículo, portfólio com textos e imagens;
  • trabalho acadêmico;
  • clipagem (clipping);
  • dossiê;
  • media kit;
  • publicação: cordel, folhetim, livro, revista;
  • documento: edital, recibo, ordem de pagamento, autorização, procuração, regimento, portaria, lei;
  • material didático: apostila, prova, resumo, esquema, mapa mental;
  • manual de identidade visual;
  • imagem para impressão: calendário, desenho para colorir, tabela de organização;
  • qualquer artigo com mais de duas laudas, mesmo que ele já esteja em uma página HTML;
  • qualquer texto ou imagem que as pessoas provavelmente vão precisar imprimir.

► Como gerar um PDF?

“Salvar como…”, “Guardar como…”, “Exportar como…”, “Imprimir”, “Publicar como…”, “Fazer download como…”, cada programa nomeia de uma forma diferente a opção de transformar em PDF que quase sempre fica no menu Arquivo. No editor de textos Write (BrOffice/LibreOffice) é assim:

Exportar como PDF no Write

Quem tem Adobe Pro gera PDF a partir de qualquer tipo de arquivo praticamente em qualquer programa usando o comando Imprimir. Para isso basta selecionar a “impressora” Adobe PDF:

Imprimir Adobe PDF

No Google Docs a opção de salvar em PDF fica em “Fazer download como…”. Quando você não tem nenhum programa para salvar no formato PDF, uma saída é fazer upload do arquivo para o Google Docs e em seguida fazer download do mesmo em formato PDF:

Fazer download como PDF

Caso queira gerar PDF a partir de uma página web, o HTML to PDF é uma excelente opção:

Home do HTMHelen em PDF

Caso não tenha Adobe Pro e queira salvar em PDF mesmo quando estiver off-line, instale o PDF Compatible, sobre o qual já falei aqui.

► Onde hospedar PDF?

Como hard user de arquivos PDF não tenho dúvida: a melhor forma de hospedar esse formato é permitindo que as pessoas acessem o documento direto no navegador, a maioria já tem o plugin necessário para isso desde que instalou o leitor PDF.

Antes de enviar, verifique se o host exibe o PDF no browser ou pede para o visitante fazer download do arquivo. Alguns sites de hospedagem gratuita que mostram o PDF direto no navegador:

  • ★★★★★ 000webhost – de vez em quando abre pop-up de propaganda. Link curto e com o nome exato do arquivo. Tem FTP e Apache. Permite configuração de domínio próprio.
  • ★★★★★ XPG – de vez em quando abre pop-up de propaganda. Link curto e com o nome exato do arquivo.
  • Dropbox – gosto da interface clean dele, mas os links são grandes e feios.
  • OneDrive (antigo SkyDrive) – gera um link grande e feio. Também exibe uma barra à direita do Windows Live.
  • Webs - link curto e com o nome exato do arquivo.
  • Weebly – gera um link grande e a interface de upload é complicada.
  • Wikispaces – recomendado para páginas colaborativas (que várias pessoas podem atualizar). O PDF vai ter um link grande, mas com o nome exato do arquivo.
  • [Indisponível para novos cadastros] Sapo – não sei se esse site está aceitando novos cadastros. O link é curto e com o nome exato do arquivo.
  • [Indisponível para novos cadastros] Webcindário – gera um link curto com o nome exato do arquivo. Não tem pop-up.

Caso seu conteúdo tenha utilidade pública é interessante colocá-lo também em algum site próprio para compartilhamento e leitura de arquivos:

  • Docstoc – encerrado dia 1º/12/2015.
  • Issuu – focado em revistas e afins.
  • Scribd – focado em documentos e trabalhos acadêmicos.
  • Slideshare – focado em apresentações.

Evite disponibilizar seu PDF apenas em sites que fazem download do arquivo para exibir off-line, tais como:

Pastas coloridas

Para aprender a divulgar o link de seu PDF em outra página, visite o post Como criar links.

ATENÇÃO: A não ser que você esteja em 1999, não publique seu arquivo PDF apenas compactado em um ZIP ou RAR, como faz certa universidade goiana. Isso só é aceitável se forem dezenas de arquivos dentro do mesmo ZIP e o visitante do site realmente for precisar de todos, mas mesmo assim disponibilize TAMBÉM todos os arquivos separadamente porque o leitor pode querer apenas consultar parte do texto, ler on-line ou mesmo imprimir direto da web.

Leia também:

Até mais!

Posts relacionados