Busca

Carregando...

sexta-feira, 20 de julho de 2012

Homem pode usar perfume feminino e vice-versa?

Perfume feminino e perfume masculino
  • Existem perfumes masculinos e perfumes femininos? Sim e não.
  • Existem perfumes que foram feitos para o homem e perfumes que foram feitos para a mulher? Sim.
  • Existem perfumes que, pela maioria das pessoas, vão ser considerados apenas femininos e outros apenas masculinos? Sim, porque desde criança já somos aculturados para isso.
  • Existem perfumes que só podem ser usados por homens e perfumes que só podem ser usados por mulheres? Não.

Todo produto, muito antes de ser lançado, tem um público-alvo (target) definido. Com o perfume ocorre o mesmo: antes de mandar o briefing para o perfumista responsável, a equipe de marketing já sabe para quem quer vender a fragrância: adolescentes do sexo feminino, homens com mais de 30 anos, mulheres recém-casadas, bebês, crianças com até 12 anos, etc.

Perfumes Hello KittyPúblico-alvo: crianças, adolescentes e fãs de Hello Kitty de todas as idades.

Assim, todas as pessoas que trabalham na confecção da fragrância, na escolha do nome, no frasco, na embalagem, na campanha de divulgação… estão focadas naquele público-alvo que foi definido lá no começo. Ter isso em mente durante o processo é muito importante em vários aspectos mercadológicos e psicológicos. Quem trabalha na área sabe que desenvolver qualquer produto sem isso leva a muito desperdício de tempo e dinheiro.

Mas aí você tem acesso ao perfume, mesmo que seja uma amostra grátis, experimenta, gosta, se sente bem, quer exalar esse cheiro por aí, mas não vai comprar só porque não faz parte do público-alvo que a empresa definiu há muitos meses e talvez até anos antes de você experimentar o perfume? Que nada! Use sem medo de ser feliz.

Frascos de perfumes femininosMesmo em preto e branco, reconhecemos facilmente que são perfumes feitos para mulheres pelos formatos dos frascos.

Se você pensar bem, não somos 100% livres para escolher roupas, calçados, acessórios… Mas perfume é algo tão íntimo e subjetivo que, pelo menos quanto a isso, nossa sociedade não se importa quando uma mulher usa perfume “de homem” ou quando um homem usa perfume “de mulher”. Outro fator que ajuda a manter essa liberdade de cheiros é o desconhecimento mesmo, já que muita gente tem olfato pouco treinado e ainda não consegue diferenciar um perfume masculino de um feminino sem olhar a embalagem.

Um perfume masculino que já usei muito foi Pi (Givenchy). Outro que ainda uso de vez em quando porque tenho uma miniatura é 1 Million (Paco Rabanne). Adoro demais os dois e com eles me sinto tão feminina como quando uso Pour Femme (Lacoste) e 212 Vip (Carolina Herrera).

Pi da Givenchy e 1 Million da Paco Rabanne

Quando reparamos bem, os ingredientes que consideramos masculinos ou femininos estão ligadas a outros preconceitos tão enraizados que nem temos consciência deles mais. Vou dar alguns exemplos.

Ingredientes “masculinos”

  • Tabaco → ideia ultrapassada implícita: é extremamente deselegante uma mulher fumar, logo mulher não pode ter cheiro de cigarro.
  • Couro → cheiro de carro, de bota, de jaqueta de couro. Ideia ultrapassada implícita: mulher não dirige, mulher não usa couro, mulher não pode ter cheiro de carro nem de roupa de couro.
  • Madeiras → ideia ultrapassada implícita: quem vai à mata cortar árvore para buscar lenha é o homem, logo quem pode ter cheiro de madeira é ele, não a mulher que fica em casa esperando a lenha.

Ingredientes “femininos”:

  • Cereja, morango, baunilha, pêssego, maçã…
    fruta = comida que só sacia mulher, logo é cheiro de mulher;
    culinária = coisa de mulher, logo é cheiro de mulher;
    cheiro doce = cheiro de mulher, porque as mulheres são doces.
  • Jasmim, lírio, rosa, peônia, frésia…
    flor = presente que damos para as mulheres, logo é cheiro de mulher;
    cheiro floral = cheiro de mulher, porque a mulher é bela e sensível como a flor.

Lendo assim parece ridículo, né? Mas se você lembrar que a nossa “cultura dos gêneros dos cheiros” começou na Europa há centenas de anos atrás, vai perceber que faz todo o sentido.

Com o tempo as coisas foram ficando menos limitadas. Temos os perfumes cítricos, que podem ser usados por homens e mulheres; os perfumes femininos chypre, que na minha opinião podem se passar facilmente por masculinos; os perfumes masculinos ambarados, que muitas mulheres adoram usar. O importante é não se impedir de usar aquilo que te faz bem, desde que não dê dor de cabeça em ninguém.

Leia: Os 7 perfumes mais femininos da Natura.

Imagens: gentedefe.com/giuliemarco,
estaciofashion.blogspot.com.br, www.frescurinha.com.br

Bom cheiro!

Posts relacionados