Busca

Carregando...

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Blog é para quem gera conteúdo

Blog com letras douradas

Com tantas formas de compartilhar de tudo um pouco na internet, o papel dos blogs ficou ainda mais claro, mas ainda tem gente que pergunta se vale a pena ter um. Seguem as minhas considerações para quem ainda tem essa dúvida.

► Quem merece ter um blog?

Em terra de compartilhamentos, conteúdo original é ouro. E é no blog que o que você publica fica formatado do seu jeito, com suas cores, seus links, sua folha de estilos. Outra vantagem é que os posts são automaticamente catalogados por palavras-chave, marcadores, categorias, datas. Fica tudo muito melhor organizado e é bem mais simples encontrar algo que você publicou no passado.

Menina desenhando

TEXTOS - Recomendo o blog, principalmente, para quem escreve. Tenho amigos que gostam de escrever textos enormes no Facebook sobre os mais diversos assuntos: relacionamentos, literatura, injustiças sociais… Tudo bem que a rede social tem um grande alcance imediato, mas a médio e longo prazo as informações ficam escondidas e de difícil acesso se já não estiverem salvas em outro lugar. Todo mundo que já tentou encontrar postagem antiga no Facebook sabe do que estou falando. Gosta de escrever textos elaborados, com links, cores, imagens, vídeos e bem mais que 140 caracteres? Tenha um blog.

ÁUDIO E VÍDEO - Você também pode ter um blog se produz podcast, música ou vídeos. Mesmo tendo um canal no YouTube, no Vimeo, no SoundCloud ou no MySpace, é bom ter um blog onde os arquivos são incorporados, divulgados, comentados e onde você pode acrescentar ou relacionar informações da forma como achar melhor. Exemplos de blogueiras que fazem isso muito bem: Video-Aulas by Ana e Nay Fogaça MakeUp.

Câmera fotográfica azul

FOTOS E OUTRAS IMAGENS - O blog é ótimo para compartilhar suas fotos e imagens usando uma diagramação personalizada. Mesmo que você as hospede em outro site, como Flickr, PicasaWeb ou SkyDrive, no blog você as organiza do seu jeito. Exemplo: Iemai.

Se você tem uma página no Facebook com frases em imagens, por exemplo, recomendo que tenha também um blog para manter essas mesmas imagens organizadas por tema e data, de forma que seus leitores possam encontrar facilmente alguma imagem compartilhada há muito tempo.

LINKS - É possível usar o blog para indicar outros sites, adicionando prints e textos, organizando os links por temas. Organizar informações de uma forma relevante e inédita também é gerar conteúdo. IMPORTANTE: recomendar links é MUITO diferente de reproduzir conteúdo alheio ilegalmente, confira abaixo.

► Quem não precisa ter um blog?

Control

Não precisa ter um blog quem não gera conteúdo algum. A maioria das pessoas não gosta de criar, quer apenas reproduzir o que outros já fizeram. Isso não é errado. Ninguém é obrigado a produzir conteúdo para a internet, a não ser que seja sua profissão. E também não é errado linkar o conteúdo alheio, o que é bom merece ser compartilhado mesmo. Mas existem várias formas de fazer isso e, a não ser que você queira usar suas próprias palavras quando for recomendar o conteúdo de outra pessoa, o blog não é a melhor delas.

PERFIS - Uma opção é criar perfil no Twitter ou no Facebook onde você linka artigos sobre um assunto específico. Eu, por exemplo, tenho um perfil no Twitter e uma página no Facebook apenas sobre concursos públicos. Raramente algum link indicado nessas páginas tem texto de minha autoria, mas sempre é citada a fonte e o link vai direto para o site original.

IMAGENS ALHEIAS - Para publicar e organizar imagens de outros sites, você pode usar redes como Pinterest e Pinspire, além de compartilhar no Twitter e no Facebook.

RECOMENDAR ≠ PLAGIAR - Se quer recomendar textos interessantes em seu blog, siga as dicas do post Como citar outro texto no seu blog.

Pirata

PLÁGIO E CONTRAFAÇÃO - Plágio é reproduzir conteúdo de outra pessoa como se fosse seu. Contrafação é reproduzir conteúdo de outra pessoa sem a autorização dela, mesmo que cite a autoria. Não vale a pena manter um blog só para reproduzir na íntegra textos de outras pessoas. Tanto o Google quanto os próprios leitores percebem rapidamente que o texto não é seu e punem seu blog por isso. Caso você use uma plataforma gratuita, seu blog pode ser apagado a qualquer momento se for denunciado por alguém.

CTRL C, CTRL V - Existem outras formas de copiar e colar que não necessariamente envolvem os crimes de plágio e contrafação: reprodução de releases na íntegra, textos com autor desconhecido, texto e outras obras de domínio público, etc. Você até pode citar ou reproduzir esse material quando for conveniente, mas não compensa criar um blog só para colocar esses textos, sem nunca escrever nada seu.


Eu falei sobre quem merece e sobre quem não precisa ter um blog. Quem pode decidir se precisa ou se não merece é apenas você.

Até mais!

Imagens: www.sxc.hu

Posts relacionados