Busca

Carregando...

sábado, 6 de outubro de 2012

Servidores comissionados

Post fictício. Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência, só que não.

De onde eles vem? Como eles surgem? Onde eles estudaram? Por que alguns são tão incompetentes? Por que alguns não precisam cumprir horário? Por que o Ministério Público não faz nada mesmo quando eles são colocados no lugar de concursados que não foram chamados ainda? Por que, ao contrário do que prevê a Constituição Federal, aparecem comissionados para exercer funções que não são de direção, chefia nem assessoramento?

Amanhã é dia de eleição. Vamos eleger mais políticos com poder para demitir e contratar. Muita gente trabalha na campanha em troca de cargo e isso não é novidade para ninguém. Mas se a pessoa for ruim de serviço, impontual e insubordinada, não fica muito tempo, já que a fila de espera é imensa. Porém, existem exceções. Vale um estudo científico aprofundado sobre os contextos em que elas ocorrem, mas já tenho as hipóteses.

a) Comissionado obediente, pontual, que se esforça no trabalho, mas que visivelmente tem um quociente de inteligência muito abaixo do que a função exige
Pode ser filho de alguém muito importante, mas também pode ter entrado por indicação de algum pastor ou padre que apoia o partido da situação. É uma espécie de caridade usando dinheiro público.
b) Comissionado muito ruim de serviço
Faz sexo com alguém muito importante, com alto cargo no Executivo, Legislativo, Judiciário ou até mesmo no Ministério Público.
c) Comissionado impontual e insubordinado, que não obedece aos chefes imediatos
É filho de alguém muito importante, com algo cargo no Executivo, Legislativo, Judiciário ou até mesmo no Ministério Público.
d) Comissionado muito ruim de serviço e insubordinado
Além de ser filho de alguém muito importante, com alto cargo no Executivo, Legislativo, Judiciário ou até mesmo no Ministério Público, faz sexo com outra pessoa muito importante, com alto cargo em outro poder.
e) Comissionado muito ruim de serviço que tem cargo de chefia há anos
Já sabe de tantos esquemas de corrupção ocorridos na Administração que se ele perder o cargo o negócio vai feder, então é melhor mantê-lo quietinho lá na função dele.
f) Comissionado fantasma: que bate o ponto e some ou nem isso, mas recebe todo mês
Provavelmente essa pessoa tem uma "função nobre" na máquina pública, fazendo sexo com alguém importante e ainda por cima cuidando de seus filhos. Como o nepotismo é facilmente detectável, geralmente a relação é com um líder de outro poder. Se for um funcionário fantasma do Executivo, por exemplo, ele pode ser marido e pai dos filhos de uma vereadora, também por exemplo.
g) Comissionado bom de serviço, pontual, subordinado e inteligente
De vez em quando aparece e a gente comemora, mas como são inteligentes e competentes, a maioria fica pouco tempo porque arranja emprego melhor ou passa em algum concurso (exceto quando é governo do PSDB).

Post fictício. Qualquer semelhança com fatos reais é mera coincidência, só que não.

Bons estudos!

Posts relacionados