sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Eu, 2013 e os perfumes

frascos coloridos

Como vocês já sabem, desde o início de 2012 estou me educando financeiramente e como consumidora. Já consegui parar de comprar relógios, calçados e agora chegou a vez de atacar meu vício em perfumes.

Vou compartilhar aqui algumas decisões que tomei porque elas vão alterar a frequência de resenhas e de sorteios de perfumes no blog.

► Chega de compras no exterior pelos Correios

Carro dos Correios

Como a Receita Federal está trabalhando direitinho, não tem compensando financeiramente, sem falar no estresse.

A última compra que fiz no eBay voltou porque não fui avisada a tempo, de forma que quando fui buscar a encomenda na agência, o pacote já tinha voltado para o exterior. O vendedor diz que até hoje não recebeu a encomenda de volta, por isso não fui ressarcida. A compra já faz um ano.

Minha última encomenda no FragranceX voltou para a empresa. Eles me ressarciram uma porcentagem do valor da compra. Até hoje não faço a mínima ideia de qual foi o motivo da devolução, já que a outra compra que fiz no site na mesma semana chegou.

► Chega de experimentar só por experimentar

Experimentando perfume

Hoje fui a um shopping que frequento raramente e aproveitei que as vendedoras não me conheciam para experimentar tudo e mais um pouco. Gostei de algumas fragrâncias, como DKNY Delicious Night, Hugo Boss XX e Givenchy Le Bouquet, mas nada digno de entrar para minha lista de desejos. E como ela já está bem grandinha, não brinco disso mais. Vou experimentar só quando estiver afim mesmo de comprar.

► Conhecer mais marcas baratas

Amo as fragrâncias Jennifer Lopez e estou namorando algumas Antonio Banderas. Tenho muita vontade de conhecer também Escada, Café Café e Banana Republic. Ainda não sei como vou fazer isso, já que as perfumarias de Goiânia não têm essas marcas.

► Mais perfumes nacionais

pitanga

Não vou ser hipócrita dizendo que conseguirei viver usando só perfumes nacionais, nem me torturar usando perfumes nacionais que não me agradam. Vou apenas dar mais valor àqueles dos quais eu realmente gosto. Atualmente, por exemplo, sou apaixonadinha por Amó Xodó - Natura, Myriad - O Boticário e Black Orchid - Ana Hickmann.

Já tenho perfumes importados o suficiente para passar o próximo ano e o próximo e o próximo, então quando me bater aquele desespero do tipo “já enjoei de tudo que tenho aqui”, vou investir em algum nacional. Há vários da Natura e da Água de Cheiro que eu cobiço.

► Fim do Bazar

Bazar

O bazar acaba sendo um pretexto para eu comprar mais do que dou conta de usar nele. Assim que acabar o atual estoque, guilhotina nele.

► Conclusão

Não tenho a mínima pretensão de abandonar minha paixão por perfumes, mas preciso adequar o hobby à minha realidade financeira. Sinto que vai funcionar. E nem vou esperar virar o ano. Já começo as mudanças a partir de agora. ;)

Bom cheiro!

Imagens: Thinkstock/GettyImages

6 comentários:

  1. helen, já que você pretende passar a usar mais perfumes nacionais, experimente as colônias da companhia da terra e os perfumes da perfumaria fina da phebo (embora sejam meio salgadinhos - 121 reais - são muito dignos), da tania bulhões e da mahogany. a l'acqua também é muito boa! digo isto porque eu sempre procuro resenha dessas marcas e encontro pouquíssimas, quem usa perfume nacional, usa boticário, água de cheiro e natura, então... não dá nem pra reclamar que o povo sabe qual perfume, ou de qual marca, é o perfume que a pessoa está usando! rsrs

    beijo :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amana, valeu demais pelas dicas cheirosas! :)

      Eu gosto de Mahogany. Tem um lá com cheiro de jasmim branco que está "me querendo" faz tempo.

      Tania Bulhões é uma marca difícil de eu conhecer porque não tem para experimentar aqui na minha cidade.

      Eu sempre entro na loja da L'acqua di Fiori para experimentar as novidades, uma hora encontro um perfume lá para chamar de meu.

      Quando fui ao Rio de Janeiro entrei na loja Granado da 1º de março e experimentei os perfumes da Phebo. São ótimos, mas não me identifiquei com nenhum deles. :(

      Eu não tenho nenhum problema em dizer que estou usando perfume nacional. Ao contrário. Quando encontro um perfume do Brasil gostoso e alguém pergunta falo de boca cheia que é daqui mesmo. ;)

      O que ocorre é que enjoo muito rápido de perfume, mesmo se for outra pessoa usando, então daqueles que são famosinhos demais (que a gente sempre sente na fila, no ônibus, no trabalho, na rua, na chuva, na fazenda…) eu já enjoei muito antes de saber qual era o nome da fragrância. kkk

      Valeu pelas dicas!

      Excluir
  2. Boa sorte na empreitada, lindona! Eu também botei o pé no freio, mas de um jeito diferente. Há cerca de um ano botei na cabeça que só compraria um perfume por mês. E tenho conseguido.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal. ;) Eu já passei por essa fase de comprar só um perfume por mês, mas agora estou em uma situação financeira tão apertada que o dinheiro do perfume faz muita falta para pagar outras contas importantes.

      Volte sempre! :)

      Excluir
  3. Helen, eu mantive o pé no freio este ano. Digamos que ter um projeto além do PnP ajudou bastante a esquecer um pouco os perfumes, mas passei de janeiro a novembro com apenas um perfume comprado.
    De qualquer modo ainda tenho muito acervo para resenhar (o grande motivo desta decisão foi ver um monte de perfumes turvos e alterados na coleção). Fiquei longe de várias novidades, não sou de comprar só para agradar leitor ou resenhar. Aqui em Floripa também não se acha de tudo, aproveito quando viajo e o fato de que não frequento as mesmas lojas (e claro, a rotatividade de vendedoras é alta o suficiente para manter o péssimo atendimento na maioria delas).
    Também tive rasteiras homéricas em 2011 em compras internacionais, acabei sem muita vontade de ter preju para a aduana ou correios...
    Resumindo: você conseguirá! Força!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também nunca comprei nada para agradar, só pensando em usar mesmo. Como já estou sem cartão de crédito há mais de um ano, adquiri poucos em 2012 e desses a maioria revendi. Também acho que vou conseguir. A parte mais difícil foi tomar a decisão. Agora é só determinação. :)

      Até mais!

      Excluir

Posts relacionados