Busca

Carregando...

domingo, 20 de janeiro de 2013

Evernote no Ubuntu

Já falei sobre o Evernote aqui no blog. Atualmente o considero como uma das principais extensões do meu cérebro, de tanta informação que guardo nele.

Infelizmente os desenvolvedores do programa ainda não criaram um aplicativo próprio para Linux. Mas outros programadores fizeram esse trabalho. Seguem as alternativas:

1. Everpad

Antes de você instalá-lo, já aviso que Everpad funciona melhor no Unity:

Everpad no Unity
Imagem do blog OMG! Ubuntu!

No Gnome não é uma opção tão interessante. Muito limitado, não tem nem campo de busca para encontrar notas antigas por palavra-chave:

Borrei pra você não ler tudo. :D

Para instalar, abra nosso querido Terminal e execute os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:nvbn-rm/ppa
sudo apt-get update
sudo apt-get install everpad

O primeiro adiciona o respositório, o segundo atualiza e instala o programa.

Logo depois, basta chamar pelo aplicativo Everpad:

Chamando Everpad

2. Nixnote

Este funciona bem no Gnome e, apesar da interface diferente, tem praticamente todos os recursos do Evernote para Windows.

Nixnote

Abra o Terminal e execute, na ordem, os seguintes comandos:

sudo add-apt-repository ppa:vincent-c/nevernote
sudo apt-get update
sudo apt-get install nixnote

Depois de instalar, é só chamar pelo programa Nixnote. Para conectar, clique em Tools » Connect. Para sincronizar, tecle F9.

3. Evernote com Wine

É gambiarra: feia, mas funciona. Se nenhuma opção acima funcionar ou agradar, é a alternativa que resta.

Instale o Wine via Central de Programas, Synaptic ou pelo terminal mesmo:

sudo apt-get install wine

Baixe o Evernote para Windows do site www.evernote.com. Salve na área de trabalho ou em outra pasta de fácil acesso. Depois, clique com o botão direito no arquivo e selecione a opção de instalar com o Wine.

Quando instalado, aparecerá o ícone Evernote na área de trabalho.

Aparência do programa no Ubuntu:

Evernote com Wine

Não se esqueça que também é possível acessar o Evernote pela web.

Até mais!

Primeira imagem: Life Hacker
Fontes: OMG! Ubuntu! e Nixnote

Posts relacionados