Busca

Carregando...

segunda-feira, 25 de fevereiro de 2013

Jasmin Noir EDP (Bvlgari)

Jasmin Noir
Kate Moss na campanha de Jasmin Noir EDP.

Fui procurar minha resenha sobre Jasmin Noir EDP no blog e percebi que não fiz. Tem perfume que cito tantas vezes de passagem que passo a ter a ilusão de que já fiz post exclusivo.

Então vamos tirar o atraso e falar de Feijão Chique, meu apelido para esse floral amadeirado. Já vou explicar o porquê.

Um dos principais ingredientes de Jasmin Noir é a tal da fava tonka, também conhecida como cumaru. Eu a sinto do começo ao fim, da abertura ao dry down, só varia a intensidade e a combinação. E cumaru, para meu olfato, nada mais é do que feijão com baunilha. Não tente entender, é o que sinto.

As primeiras notas são elegantes, cremosas e sensuais por causa da primorosa combinação entre gardênia e seiva verde.

Mas alguns segundos depois, como se você tivesse coçado os olhos e perdido uma cena inteira do filme, a flor que predomina já é jasmim. O que era cremoso e sensual fica acetinado e com cheiro de vovozinha. Calma! Não estou dizendo que jasmim sempre tem cheiro de vovozinha. Nem que vovozinha sempre tem cheiro de jasmim. Estou somente dizendo que a performance da flor, nesse perfume, é de jasmim vovozinha. Sabe qual é? Eu sei que você sabe. ;)

Na base, Jasmin Noir é almiscarado, mas nem por isso confortável: o cumaru, sempre presente, já perdeu o doce, sobrou só o amargo.

  • Notas de topo: seiva verde, gardênia.
  • Notas do meio: jasmim Sambac, amêndoa.
  • Notas de bases: madeiras nobres, alcaçuz, cumaru (tonka).

Tenho uma miniatura de 5 mL que já está quase no fim. Mas não gosto do perfume tanto assim. Apenas tenho a esperança de que um dia eu passe Jasmin Noir e as notas iniciais permaneçam por muitas horas. Talvez ainda melhor: que a evolução da fragrância corresponda à insinuação da abertura. Ilusão.

A fixação na minha pele é moderada. É um perfume intenso, mas tem rastro curto: é preciso estar bem perto de quem usa para sentir.

  • Público-alvo: mulheres adultas
  • Concentração: EDP
  • Perfumistas: Carlos Benaim e Sophie Labbe
  • Lançamento: 2008

Não consigo identificar qual seria o melhor uso para esse perfume. Dia, noite, trabalho, festa? Sei lá. Sequer sei se esse feijão chique com final amargo combina com alguma coisa.

Dizem que Jasmin Noir EDT é bem mais floral e suave pois tem menos tonka e amêndoas. Preciso experimentar!

Bom cheiro!

Fontes: Bvlgari e Fragrantica.

Posts relacionados