Busca

Carregando...

quarta-feira, 20 de março de 2013

Como economizar com perfumes

Atualizado dia 21/03/2013.

Quem está começando a comprar perfumes importados sempre pede dicas de como economizar. Ao mesmo tempo, é preciso ter cuidado para não comprar produtos falsificados ou vencidos.

Seguem algumas dicas baseadas na minha própria experiência:

  1. Experimente mais marcas baratas
  2. Experimente contratipos
  3. Experimente perfumes menos caros
  4. Parcele
  5. Desconfie de preços muito baixos
  6. Aproveite os descontos
  7. Compre no exterior

1. Experimente mais marcas baratas

Esta dica é óbvia, eu sei. Mas não custa lembrar que nem só de O Boticário vive a perfumaria nacional. Se os importados ainda são caros para o seu orçamento, conheça mais empresas que vendem boas fragrâncias com preços acessíveis: Água de Cheiro, Ana Hickmann, Body Store, Empório Tropical, Eudora, L'acqua di Fiori, Mahogany, Natura, Odorata, Olore, Phebo, Quem Disse Berenice e tantas outras que nem me lembro agora.

Além das perfumarias brasileiras, não deixe de conhecer as fragrâncias das marcas internacionais que têm preços populares como Avon, Chris Adams, Fiorucci, Zara e muitas outras que você encontra em drogarias, perfumarias, lojas de departamento e até em hipermercados.

A loja on-line brasileira que tem o maior número de marcas baratas é a Ma Chérie. Aqui vai uma outra dica: se quiser economizar com perfumes, não compre sem sentir na pele antes.

2. Experimente contratipos

Antes e somente antes de ter intimidade com perfumes importados originais você ainda tem chance de se encantar pelos contratipos: imitações assumidas de fragrâncias internacionais. Algumas marcas têm contratipos bastante elogiados como Cazo, Empório Tropical, Fator 5, Le Sénéchal e Yes Cosmetics.

Após usar os perfumes originais é muito difícil tolerar os contratipos novamente. E garanto que não é frescura. É uma evolução natural do olfato, pois o cérebro memoriza os ingredientes de boa qualidade e passa a entender as imitações baratas como ameaças, por isso elas poderão te dar dor de cabeça e náusea.

3. Experimente perfumes menos caros

Se os perfumes baratos não te satisfazem mais, antes de desejar Chanel, Cartier e Gucci você tem que experimentar fragrâncias de marcas intermediárias: não são baratas, mas também não vão te deixar almoçando pão com ovo.

Algumas delas: Antonio Banderas, Gabriela Sabatini, Givenchy, Grés, Hugo Boss, Jennifer Lopez, Lacoste, Mariah Carey, Molyneux, Nazareno Gabrieli, Princesse Marina de Bourbon, Salvador Dali.

4. Parcele

Eu confesso que não sou adepta disso. Acho que existem poucas coisas que merecem ser adquiridas em parcelamento, como imóveis, veículos e viagens. O resto, se eu não consigo comprar à vista, é porque não foi feito pra mim. Vou brincar de outra coisa.

Mas se seus outros perfumes você já conseguiu comprar à vista e agora você quer muito um Annick Goutal, o parcelamento em suaves prestações é uma alternativa a considerar.

5. Desconfie de preços muito baixos

Tentando economizar mais do que era possível, eu já adquiri perfume falsificado sem querer. No meu caso também foi falta de atenção porque o acabamento era mal feito. Eu teria notado a fraude se tivesse olhado para a embalagem durante mais de dois segundos seguidos no ato da compra.

Para sua segurança, não adquira perfumes importados de ambulantes, camelôs e sites desconhecidos. Evite Flickr e Mercado Livre. No eBay, escolha vendedores com ótimas recomendações.

Todos os perfumes vendidos por pessoas jurídicas do Brasil – e que, portanto, têm que passar por distribuidoras brasileiras – devem ter data de validade e o selo da Adipec.

6. Aproveite os descontos

As empresas sempre têm produtos com descontos. Se seu perfume desejado ainda não coube no orçamento, a dica é ficar de olho nos sites e nas lojas físicas para aproveitar rapidamente quando ele ficar mais barato.

Alguns sites ajudam nesse trabalho, como o Busca de Desconto e o Cupom, que mostra ofertas de várias perfumarias brasileiras como Época, Le France, Sépha e Sephora.

7. Compre no exterior

Mesmo com frete e impostos, muitas vezes comprar em sites do exterior fica mais barato do que no Brasil. Mas aí entra sua paciência, para esperar meses, e seu desapego, para o caso de extravio.

Se puder comprar in loco ou em free shop, melhor ainda.

Vale lembrar também que brasileiro é tudo sacoleiro generoso e sempre traz muita muamba mercadoria extra quando viaja para fora do país. Sempre dá para comprar alguma coisa com algum amigo ou parente que vai viajar ou que viajou recentemente e voltou com uma mala a mais.

Até mais!

Foto: Etsy.

Posts relacionados