quarta-feira, 10 de julho de 2013

Fim do Citybus: atestado de incompetência da RMTC

Já começo o dia indignada com a notícia que prova a burrice, a cegueira, a falta de noção da RMTC: fim do Citybus. Eles alegam que os veículos andam vazios, mas não assumem que isso só é verdade para algumas linhas porque eles não fizeram o serviço direito.

Este post é totalmente direcionado para moradores e frequentadores assíduos de Goiânia, mas cabem duas explicações para quem for de fora e tiver interesse em acompanhar até o fim:

  • Citybus: micro-ônibus do transporte público com ar-condicionado, wi-fi e poltronas confortáveis. Custa muito mais caro que o ônibus convencional (R$ 3,50, enquanto o ônibus está R$ 2,70).
  • RMTC: rede metropolitana de transporte coletivo. Infelizmente é dirigida por pessoas que não entendem de transporte coletivo.

Público-alvo errado

Desde 2009 estou gritando isso por todos os lados, mas agora cabe um post, quem sabe a RMTC finalmente perceba a meleca que está fazendo. O serviço Citybus já começou errado: a RMTC queria incentivar a classe média (B) a deixar o carro em casa e pegar o micro-ônibus confortável. A ideia é linda, concordo. Mas ela se esqueceu que o problema de mobilidade urbana no Brasil começa mais embaixo:

Não temos calçadas seguras nem para chegar ao ponto de ônibus!

Sem falar no estado do próprio ponto de ônibus. Quem vai deixar o carro em casa para se sujeitar a essas péssimas condições? Eu não deixaria se tivesse carro.

Trajetos errados

A consequência direta do público-alvo errado foi a má escolha dos trajetos na primeira fase do projeto. Ao invés de colocarem linhas saindo dos bairros residenciais de periferia, onde estão as pessoas que realmente precisam do transporte coletivo, cada linha ligava o lugar onde o passageiro não estava ao lugar onde ele não queria ir.

Com o tempo o serviço se expandiu e chegou às periferias, mas de forma muito tímida. A linha que conheço melhor é a 905 (Parque Atheneu - Flamboyant - Praça Cívica). Ela sai de uma região residencial longe do centro e não circula vazia, apesar de sequer ir ao ponto final do bairro, como fazem as linhas convencionais. Nos horários de pico a 905 chega a ter lotação máxima e para de aceitar mais passageiros.

Apesar de mais caro, o Citybus "quebra um galhão" quando você está atrasado, quando todos os ônibus passam lotados, quando você está voltando para casa cheio de sacolas, quando tem pressa…

Humildes sugestões

O Citybus vai acabar no sábado (13), mas eu sou brasileira, pobre, dependo do transporte público e não desisto nunca.

1. A RMTC deveria colocar mais micro-ônibus para circular onde os passageiros moram. Linhas como a do Jardim Nova Esperança (917), a do Parque Atheneu (905) e a do Itatiaia (914) deveriam ter seus trajetos ampliados para que abranjam todo o bairro.

Não adianta criar linha alternativa para o micro-ônibus. Ele tem que passar onde passa o ônibus convencional. O passageiro vai pegar o Citybus quando não conseguir embarcar no convencional ou vice-versa. Quem usa transporte coletivo precisa ter opções. Ficar 1 hora no ponto esperando apenas pelo micro-ônibus não rola.

2. Mais linhas no aeroporto. Nesse caso não dá para seguir o trajeto do ônibus comum, já que é justamente para suprir uma demanda não atendida ainda. Linhas para o Flamboyant, para o Goiânia Shopping e para o Buriti, por exemplo, cairiam muito bem.

3. Ampliar o trajeto dos micro-ônibus dentro do Setor Central. Algumas linhas (como a 905) vão apenas até a Praça Cívica, se entrassem no Centro ajudariam muito mais.

4. Além da Praça Cívica, os shoppings são ótimos pontos de integração para as linhas Citybus, já que ir ao Centro da cidade nem sempre é o mais viável. Novamente sugiro mais linhas passando pelo Flamboyant, pelo Goiânia Shopping e pelo Buriti Shopping.

5. Ainda falando de shoppings, as linhas que passam por eles têm que circular aos domingos e feriados, de preferência nos intervalos em que não passa ônibus convencional.

6. As linhas que passam perto de universidades têm que circular à noite, não tem graça levar os alunos e não buscá-los no fim da aula.

RMTC, quando usar a desculpa de que vai acabar com o Citybus porque ele circula vazio, lembre-se que não é verdade para todas as linhas e que só acontece em muitas delas porque você fez meleca desde o começo.

Até mais!

5 comentários:

  1. "cada linha ligava o lugar onde o passageiro não estava ao lugar onde ele não queria ir".

    Perfeito!! Eu teria sido um entusiasta, um grande usuário do Citybus, se tivesse alguma linha que minimamente me servisse. Mas no meu caso, na melhor das hipóteses, eu teria que andar muitas quadras tanto pra pegar o ônibus quanto depois de descer. Isso além do tempo entre um ônibus e outro. E olha que eu moro em pleno centro e meus percursos são geralmente para bairros importantes da cidade.

    Quando morei no Rio existiam os ônibus chamados de "Frescões", que nada mais eram que ônibus de estrada, mas que faziam percursos urbanos longos. Eram cerca de 6 a 8 vezes mais caros que os normais, e mesmo assim nunca estavam vazios. Eram práticos tanto para quem queria deixar o carro em casa, quanto para quem usava ônibus e estava muito cansado. Era muito comum o povão resolver se dar uma agradinho de vez em quando e gastar mais para chegar em casa com conforto. Era assim que eu queria que o Citybus tivesse sido.

    Uma pena, mais uma idéia mal aplicada.

    Outra coisa que parece não funcionar mais é aquele sistema que avisa quanto tempo falta para um determinado ônibus chegar num determinado ponto. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, o SMS sempre é otimista e o ônibus demora muito mais.

      Os trajetos do Citybus estavam errados mesmo. E nas poucas linhas em que deu certo a RMTC não admite o sucesso. Muita malandragem.

      E mesmo para as classe C e D, pagar o convencional ou o Citybus seria apenas questão de planejamento, já que quem depende de transporte coletivo já tem o hábito de separar o dinheiro do ônibus assim que recebe o salário. Se engana quem acha que o pobre não consegue pagar mais para ter mais qualidade de vida, mais tempo livre e menos estresse. Bastava a RMTC colocar trajetos decentes.

      Volte sempre!

      Excluir
  2. USUÁRIOS DO SITBUS
    Formas de se Manifestar contra o ABSURDO do fim dessa prestação de serviço. Dizem que está andando vazio!! Quem é usuário sabe que isso é uma grande MENTIRA!!

    Falam de lucro apenas. Transporte coletivo não é para gerar lucro, é para melhorar a mobilidade urbana. Muitos dos usuários do sitbus deixam seus carros em casa. Essa deveria ser a lógica correta: transporte descente para ter menos carro nas ruas!!

    Face RMTC
    https://www.facebook.com/rmtc.goiania?fref=ts

    Fone RMTC 0800-648-2222

    Prefeitura de Goiânia
    Telefone 156
    email: [email protected]
    Fale conosco
    http://www.goiania.go.gov.br/site/index.html

    Notícias Relacionadas - faça seus comentários nas notícias!
    http://www.aredacao.com.br/noticias/29990/citybus-vai-parar-de-circular-em-goiania-neste-fim-de-semana

    http://g1.globo.com/goias/transito/noticia/2013/07/micro-onibus-do-transporte-coletivo-vao-deixar-de-circular-em-goiania.html

    http://arquivo.dm.com.br/texto/gz/128147

    Essa é para fazer MUUITOS comentários, reportagem vendida
    http://www.youtube.com/watch?v=N4FpDW1U5Qw&list=UUT1oZkCOZlftbIZxjjLf4BA

    E quem quiser quebrar tudo, pode me chamar!!!

    ResponderExcluir
  3. Pessoal se fomos capazes de sair às ruas pelo aumento da passagem, por que não protestarmos contra o fim do city-bus e essa administração municipal que desagrada a maioria da população?
    O mal de Goiânia é que as autoridades ainda não se deram conta que é uma cidade grande e deve ser tratada com soluções modernas.
    Soluções como o biarticulado em Curitiba, a ciclovia no Rio de Janeiro poderiam serem estudadas.

    ResponderExcluir
  4. Pessoal se fomos capazes de sair às ruas pelo aumento da passagem, fica minha sugestão, por que não o povo de unir e protestar contra o fim do city-bus?
    Já passou da hora do transporte pública em Goiânia se modernizar!

    ResponderExcluir

Posts relacionados