Busca

Carregando...

quarta-feira, 18 de dezembro de 2013

2014: mais um ano contra o colecionismo

Atualizado dia 30/01/2013.
Se eu bobear meu quarto fica assim, só que com perfumes e jellies.

Estou muito feliz com a evolução desde que comecei a lutar contra minha tendência ao colecionismo compulsivo. Como não quero regredir, estabeleci novas metas para 2014.

Desenvolvi um esquema de controle e recompensa para os itens aos quais sou vulnerável. Vou contar aqui como funciona porque talvez sirva de modelo para mais alguém que quer enfrentar o problema.

Decisões:

Em 2014 não vou comprar batom (porque tenho dezenas), relógio (porque acho 5 mais do que suficiente), calça jeans (porque preciso aprender a comprar outros tipos de roupas), bolsas (porque já tenho minhas favoritas das quais nunca enjoo), tênis (porque tenho muitos) e calçados de plástico (porque tenho muitos).

Durante todo o ano vou gastar no máximo R$ 300 com outros tipos de calçados, sendo que vou comprar apenas de 4 em 4 meses (abril, agosto e dezembro). Comprar calçado no quarto mês é a recompensa, por isso só devo fazer se tiver cumprido as metas nos três meses anteriores. Posso acumular para comprar um calçado mais caro no quadrimestre seguinte. Se eu conseguir ficar o ano inteiro sem comprar melhor ainda.

Na conta dos calçados não incluo chinelos. Mantenho apenas dois pares por isso compro outro assim que um deles estraga.

Durante todo o ano vou gastar no máximo R$ 400 com perfumes, sendo que posso comprar só de 3 em 3 meses (março, junho, setembro e dezembro). Comprar perfume no terceiro mês é a recompensa, por isso só devo fazer se tiver cumprido as metas nos dois meses anteriores. Posso acumular para comprar um perfume mais caro no trimestre seguinte. Se eu conseguir ficar o ano inteiro sem comprar melhor ainda.

Na conta dos perfumes estão inclusas as fragrâncias de pele, independente da concentração, exceto as amostras e testers que uso na minha atividade de revendedora.

Meses:

  1. Janeiro: sem comprar calçados e perfumes.
  2. Fevereiro: sem comprar calçados e perfumes.
  3. Março: até R$ 100,00 em perfume.
  4. Abril: até R$ 100,00 em calçados.
  5. Maio: sem comprar calçados e perfumes.
  6. Junho: até R$ 100,00 em perfumes (ou valor acumulado).
  7. Julho: sem comprar calçados e perfumes.
  8. Agosto: até R$ 100,00 em calçados (ou valor acumulado).
  9. Setembro: até R$ 100,00 em perfumes (ou valor acumulado). Com o 13º salário:
    • Não comprar perfumes, calçados nem roupas.
    • Planejar despesas “grandes” e importantes com o dinheiro para não torrar com ninharias. Exemplo: geladeira nova.
  10. Outubro: sem comprar calçados e perfumes.
  11. Novembro: sem comprar calçados e perfumes.
  12. Dezembro:
    • até R$ 100,00 em perfumes (ou valor acumulado);
    • até R$ 100,00 em calçados (ou valor acumulado).

Como podem notar, fui bem específica nas limitações porque são poucos produtos que ainda tenho tendência a acumular ou colecionar.

Ressalto aqui que não sou contra coleções nem colecionadores organizados que fazem disso um hobby saudável. Só que quando a gente tem uma compulsão é bem diferente porque é doentio e autoprejudicial. Eu, por exemplo, sou capaz de gastar dinheiro com coisas que eu já tenho sendo que ao mesmo tempo estou precisando de dinheiro para pagar alguma coisa da qual realmente preciso. Saiba mais nos posts:

Saiba o que quero comprar em 2014 no post:

Até mais!

Posts relacionados