Busca

Carregando...

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Sobre adoção de gatos em Goiânia

Eu realmente acredito que a adoção deve ser a regra na hora de adquirir um animal de estimação. Existem muitas criaturinhas inocentes que estão perdidas por aí pelos mais variados motivos. A não ser que você queira muito uma raça específica, não faz sentido comprar quando você pode adotar e dar um destino totalmente diferente a um animal que ficaria a vida inteira morando na rua ou em um abrigo.

Atualmente o melhor lugar para ver informações atualizadas sobre gatos para adoção é no Facebook. Algumas das páginas de Goiânia onde você encontra os anúncios:

  1. Adoção DVSA Goiânia - Essa sigla é do Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental do município de Goiânia. Os animais são recolhidos nas ruas da cidade porque estão doentes e muitos deles são sacrificados porque o tratamento é caro, trabalhoso ou impossível.
  2. Adote GYN - Os álbuns estão organizados por espécie e sexo, facilitando bastante o trabalho de busca. Também é a página indicada para quem quer anunciar animais para adoção.
  3. Grupo Miau Auau - Tem a página e o perfil, que você também pode apenas seguir, sem solicitar amizade. A organização dos álbuns não é muito intuitiva, mas com paciência você encontra os animais disponíveis. Você também pode aguardar as feiras de adoção realizadas pelo grupo, assim conhece pessoalmente vários animais.
  4. Projeto Viva Gato - Um abrigo com mais de 60 gatos, muitos deles já disponíveis para adoção. Também realiza feiras e outros eventos para arrecadar verba.

Como adotei

Desde que passei a morar sozinha (ago/2008) eu tive vontade de adotar um felino, mas nos lugares onde morei antes eram permitidos apenas humanos. Só quando me mudei para a casa atual (maio/2013) isso entrou na lista de possibilidades.

Durante alguns meses tentei adotar um gato por meio dos anúncios na internet, mas não deu certo: sempre que eu entrava em contato, o animal estava em um bairro muito distante e eu não tinha condições de ir buscar (nem a outra pessoa de trazer).

Em outubro/2013 uma gata de rua pariu dentro do fogão à lenha da casa da minha mãe. Ficamos esperando a gata desmamar os filhotes para eu adotar um casal, mas antes disso ela fugiu e levou a família inteira. Alguns dias depois, um desses filhotes foi encontrado perdido na rua miando loucamente. Era uma fêmea que hoje mora comigo.

A Pérola teve rápida adaptação, mas detestava ficar sozinha - imagino que isso seja comum a todos os mamíferos durante a infância, mas entre os abandonados o trauma deve ser maior. Onze dias depois o Nick chegou para fazer companhia. Esse eu encontrei na página Adote GYN e para minha sorte o dono provisório pode trazê-lo à minha casa.

Nick e Pérola na cadeira ao lado enquanto eu escrevia este post.

Pré-requisitos

Além de amor, paciência, dedicação, disciplina e tudo isso que já sabemos, o que mais é preciso ter adotar um gato?

  1. Apartamento ou casa segura que mantenha o gato protegido e longe da rua. Ele adora quintal com grama, sol, terra, brinquedos, mas isso geralmente dá acesso ao muro e ao telhado. Use tela para "aumentar" o tamanho da barreira e impedir o pulo do gato. Muito cuidado com árvores altas que dão acesso ao muro, ao telhado, à rua ou ao lote do vizinho.
  2. Dinheiro:
    • uma única vez para castrar, caso você adote um gato de rua ou um recém-nascido. Gatos de abrigos geralmente já são entregues castrados. Em algumas cidades do Brasil a prefeitura oferece castração gratuita. Aqui em Goiânia a única coisa que a prefeitura dá de graça para o gato é injeção letal mesmo;
    • todo ano para vacinar, vermifugar, ir ao veterinário fazer check-up;
    • para ir ao veterinário a qualquer momento em caso de urgência;
    • para comprar ração, patês e outros alimentos feitos especialmente para gatos. Como geralmente são animais de pequeno porte, sua despesa não será muito grande. Se você é adepto à alimentação natural, consulte um veterinário para que não falte nem sobre nutrientes;
    • para comprar areia sanitária ou similar (granulado sanitário, brita sanitária, serragem sanitária) todo mês ou sempre que acabar. Usar areia natural é possível, mas ela exige limpeza praticamente toda vez que o felino usa porque é muito suscetível à reprodução de larvas e outras pragas;
    • para comprar creme e escova dental próprias para gatos. Mesmo escovando todo dia, uma bisnaga dura bastante tempo porque os gatos têm bocas e dentes pequenos.
    • para comprar xampu para gato. Como o banho é só uma vez por mês, um frasco dura dois anos ou mais.
  3. Bandeja sanitária ou caixa de plástico rasa para fazer o banheiro. Também é possível ensinar o gato a usar o vaso sanitário do banheiro, ideal principalmente para casas que têm banheiro no quintal ou na área de serviço porque assim os animais ficam mais à vontade.
  4. Arranhadores feitos especialmente para isso ou outros objetos com superfícies arranháveis como troncos de árvores e tapetes ásperos.
  5. Um comedouro e um bebedouro para cada gato. Sugiro produtos realmente resistentes, à prova de brincadeiras e de formigas, mas até lá caixas de margarina conseguem fazer bem o serviço. Mais importante do que a vasilha é a alimentação adequada.
  6. Caixa ou bolsa de transporte, principalmente se você mora a mais de uma quadra da clínica veterinária.
  7. Caixas de papelão, caixas de sapato, caixas de isopor, fitas coloridas, pedaços de borracha, bolas de papel, pneus: muitos brinquedos para o seu gato você vai encontrar no lixo reciclável. Fiz um móbile bem simples com fitas de presente e pedaços de sola de Havaianas, a Pérola adora ele!

Não são essenciais, mas ajudam bastante:

  • Spray para borrifar água ajuda na fase em que você tem que ensinar que o sofá não é arranhador, o tapete não é banheiro, dentre outras lições básicas.
  • Aromatizador cítrico (fabricado ou natural) ajuda a espantar o gato dos lugares onde ele não deve estar. Gato odeia cheiro cítrico. Outra dica é ter um perfume cítrico para usar quando não quiser que o gato pule em você, quando você estiver usando meia-calça, por exemplo.
  • Erva de gato, principalmente para felinos adultos castrados que tendem a ficar preguiçosos para brincar e se exercitar.

Até mais!

Posts relacionados