Busca

Carregando...

sábado, 22 de fevereiro de 2014

Perfumes Jequiti Diva

Depois de algumas semanas sentindo os perfumes várias e várias vezes, acho que já consigo escrever algo sobre as fragrâncias Diva.

Demorei muito para entender essa linha, não que ela seja complicada ou difícil de decifrar, eu é que estava sintonizada em outra frequência e não conseguia captar os sinais.

✵ Diva Púrpura

Esse foi o que eu entendi primeiro. Baunilha cremosa e irresistível. Esquece a descrição do site da Jequiti e da revista porque o estagiário colocou o texto do Diva Lazuli, que já foi até descontinuado. O texto correto é esse:

"Provocante mistura de cítricos, flores e frutas vermelhas com o calor da baunilha."

Pirâmide olfativa:

  • Notas do topo: laranja, cassis, pomelo e damasco.
  • Notas do meio: acorde frutal, rosas vermelhas, framboesa e cereja.
  • Notas da base: baunilha, notas gourmand e sândalo.

O resultado é uma fragrância oriental gourmand sofisticada e apaixonante. Quem gosta de baunilha vicia nessa colônia rapidinho! Deve agradar bastante quem curte fragrâncias como Baunilha & Flor de Narciso e Kriska Liberdade (Natura).

E por falar nisso, agora que senti Diva Púrpura (2009) notei que Kriska Liberdade (2013) é descaradamente inspirado no perfume da Jequiti.

Só tenho um flaconete, mas já notei que Diva Púrpura projeta bastante (como a maioria dos perfumes com baunilha) e dura pelo menos 3 horas na minha pele.

✵ Diva Ébano

Esse delicioso oriental amadeirado foi o segundo que "captei" na coleção Diva. Essa é a pirâmide olfativa dele:

  • Notas do topo: bergamota, néroli, limão siciliano.
  • Notas do meio: rosa, mimosa, lírio do vale.
  • Notas da base: benjoim, sândalo, cedro, âmbar.

Lembrando mais uma vez que só tenho flaconete, o que sinto nesse perfume é néroli com madeiras e limão siciliano espremido por cima.

É um perfume fechado, sisudo, noturno, discreto e bastante elegante. Quando eu digo "noturno" não estou dizendo que é um perfume só para noite. O cheiro é que é noturno, misterioso, escuro com um quê de mórbido. Me entende?

Essa fragrância seria perfeita pra mim se eu não tivesse uma séria aversão ao acorde de madeiras brancas da Jequiti, presente também em Oro Blanc e RoyalMadeira Blanc. Em Diva Ébano ele é bem suave, mas ainda assim me incomoda. Mesmo com essa intolerância do meu organismo, consigo notar que é um ótimo perfume.

Diva Ébano faz o estilo de quem curte os outros amadeirados da Jequiti e também Althea (Eudora) e The One (Dolce & Gabbana), apesar de não ser muito parecido com nenhum deles.

Na minha pele a fixação desse perfume foi bem baixa, menos de 2 horas, mas acredito que borrifando com spray dure bem mais.

Leia também a resenha d'A Louca dos Perfumes sobre essa mesma fragrância.

✵ Diva Chic

Eu juro que só entendi esse perfume ontem, quase um mês depois de receber a amostra. E minha conclusão é simples: é mais um perfume para quem curte os "douradinhos" agridoces da vida. Sim, estou falando de Lady Million (Paco Rabanne), 212 Vip (Caroline Herrera) e tantos outros inspirados que fazem a linha "sou rica, sou chique" ou ainda "não estou interessada em te agradar, mas me observe porque vou ostentar".

  • Notas do topo: gerânio, mandarina, cassis.
  • Notas do meio: flor de violeta, canela, pimenta-rosa.
  • Notas do fundo: patchouli, vetiver, almíscar.

Mesmo tendo só a amostra, usei Diva Chic hoje para ir ao trabalho e constatei que por no mínimo 6 horas ele se manteve na pele e ainda projetando para quem estava a menos de um metro.

Já tive 212 Vip e estou achando Diva Chic bem melhor. Agora que finalmente entendi a beleza desse perfume, ele está na minha wish list.

✵ Diva Rouge

CH, 212 ou 212 Sexy. Não tenho muita certeza porque não gosto de nenhum dos três, mas sei que Diva Rouge me lembra perfumes Carolina Herrera. Só notei isso hoje e foi por isso que esta resenha saiu agora.

"Bergamota e acordes verdes, envolvidos pelas notas de pétalas de rosas, exalam feminilidade e elegância. Notas quentes de âmbar e sândalo evocam o poder da sedução."

Olhando direitinho a descrição oficial, parece ser inspirado em 212 Sexy, né? Pela pirâmide olfativa parece mais ainda:

  • Notas do topo: pera, bergamota, acorde verde e laranja brasileira.
  • Notas do meio: flor de violeta, jasmim, rosa, frésia.
  • Notas da base: baunilha, patchouli, sândalo, cedro, almíscar, âmbar.

O resultado dessa combinação, para o meu olfato, soou bastante apimentado, azedo e agressivo, principalmente na abertura. Depois vai ficando menos desconfortável, porém ainda me irrita.

Não sou o público-alvo, mas se você gosta dos perfumes femininos da Carolina Herrera, especialmente 212 Sexy, acho que Diva Rouge foi feito pra você.

Só que a base de Diva Rouge me lembra mais outro perfume que julgo ser bastante diferente de 212 Sexy: Zara Woman Black.

Não consegui estimar a fixação de Diva Rouge porque as notas iniciais dessa fragrância me dão dor de cabeça e enjoo, então acabo limpando a pele antes do cheiro acabar.

E já que dedurei a Natura, agora vamos falar de O Boticário: o recém-lançado Make B. Barroco Tropical, edição limitada, tem nuances tanto de Diva Chic como de Diva Rouge.

✵ Conclusões

Tenho muita dificuldade para analisar evolução, projeção e rastro quando passo o perfume só com o flaconete, por isso vou ficar devendo informações mais precisas nesses quesitos.

As fragrâncias da linha Diva são identificadas pela marca como colônias desodorantes, o que não significa muito, já que vários EDPs da Jequiti também são classificados assim.

Eu usaria Diva Púrpura, mas dificilmente compraria um frasco pra mim porque sei que enjoo rápido de perfumes nos quais a baunilha predomina.

Um Diva Ébano eu só usaria se ganhasse, mas borrifaria apenas no umbigo para manter uma distância segura das madeiras brancas.

Um frasco de 100 mL de Diva Chic é um forte candidato a morar no meu armário.

Diva Rouge não tem chance comigo, pelo menos enquanto eu tiver aversão a esse estilo de fragrância.

Bom cheiro!

Posts relacionados