Busca

Carregando...

sábado, 5 de abril de 2014

Por que você assiste TV?

Temos desktops, laptops, tablets, smartphones e TVs com internet, mas muita gente ainda assiste ou ouve televisão como se fosse tão necessário, benéfico e inevitável quanto respirar. Mas não é. Na verdade, deixar de ver TV à-toa pode até ajudar você a respirar melhor.

1. Vício no barulho da TV

Um hábito bastante estúpido que eu nunca vou entender é ligar o aparelho de TV para fazer ruído sem necessariamente prestar atenção no que está passando. Além de ocupar seu cérebro com informações aleatórias e desnecessárias, você será inundado por propagandas de TV que vão fazer aos poucos uma "lavagem cerebral" e influenciar negativamente suas decisões de consumo.

Experimente o silêncio, mas se o lugar onde você mora é muito barulhento, talvez não seja possível. Tem também gente que fica deprimida em um mundo sem ruídos. Para esses casos, tenho algumas sugestões melhores do que ligar a TV e deixar em qualquer canal.

a) Ouça música

Depois do silêncio, acredito que música é o melhor substituto para o ruído da TV e também é ótimo para "isolar" barulhos externos à casa ou ao cômodo no qual você está.

  1. Escolha um bom programa musical que te deixe contente e relaxado. Se você gosta de MPB e música clássica, por exemplo, canais abertos como TV Cultura e TV Câmara têm ótimas opções no fim de semana.
  2. Coloque um bom DVD musical, sendo que DVD é só modo de falar, provavelmente o show está salvo no seu pen-drive ou no HD do computador.
  3. Troque a TV por uma boa rádio musical, pode até ser uma rádio on-line.

b) Ouça algo útil

  1. Escolha algum programa em inglês, espanhol ou em outro idioma que você está aprendendo ou aprimorando.
  2. Se você é estudante, pode também manter um pen-drive com videoaulas conectado à TV, assim pode revisar matérias enquanto prepara o jantar, por exemplo.
  3. Escolha algum outro programa ou vídeo que você realmente goste de ouvir, como uma entrevista, um documentário ou um programa temático.
  4. Coloque em um canal ou em uma rádio de notícias, caso seja útil ou prazeroso pra você.

2. Vício em assistir programa ruim

Além das pessoas viciadas em ouvir o barulho da TV enquanto realiza outras atividades, tem gente que realmente para para ver programas dos quais não gosta. Odeia a novela, odeia o Faustão, odeia o Ratinho, odeia a Eliana, mas assiste tudo. Faz sentido? Claro que não.

Coloque mais sentido em sua vida. Trocar a TV por um bom livro ainda é a melhor opção, mas se você quer mesmo uma atividade audiovisual, tenho outras ideias:

  1. Aproveite direito os seus canais por assinatura. Pagar conta de TV todo mês e ainda assim perder tempo vendo programas desagradáveis de emissoras abertas é sinal grave de desinteligência, seja por não aproveitar a TV paga ou por pagar uma TV que não dá para aproveitar.
  2. Sua TV à cabo tem aparelho que grava programas? Crie o hábito de usar isso para ver seus programas favoritos à noite ou no fim de semana.
  3. Não tem TV por assinatura, mas tem internet banda larga? Deixe de preguiça e aprenda a usar o torrent. Se sua TV lê pen-drive, explore isso também.
  4. Não tem TV por assinatura, mas tem banda larga e SmartTV? Melhor ainda. Dá para assistir filmes, programas e séries do YouTube sem precisar baixar ou pagar, sem falar nos outros aplicativos que têm programação gratuita. Se você tem Netflix, há mais opções ainda.
  5. Parece fora de moda, mas dependendo de quanto tempo você tem para ver TV, pegar filmes na locadora pode compensar muito mais do que pagar TV por assinatura.
  6. Para tornar seu hobby de ver TV ainda mais produtivo, repito uma dica que dei acima: escolha programas em idiomas que você está aprendendo ou aprimorando.

Para quem não entendeu a essência do post, quero deixar muito claro que trabalho em uma emissora de TV, assisto dezenas de séries gringas, vejo Esquadrão da Moda todo sábado à noite, adoro Show Business com João Dória, amo as grades das TVs Cultura, Senado, Brasil e Câmara. Enfim: apesar de não assistir o que a maioria assiste e muitas vezes usar a frase "não vejo TV" para me referir a esse fato, sou bastante televisiva sim. Mas uma coisa eu garanto:

Se você não souber usar a TV, ela vai usar você.

Leia também:

Até mais!

Posts relacionados