Busca

Carregando...

quarta-feira, 11 de junho de 2014

Não compre tablet da Multilaser - parte 1

Atualizado dia 11/10/2014.

Comprei um tablet da Multilaser justamente porque na internet todo mundo falava muito bem da marca, por isso acho justo escrever um post sobre a minha experiência, que diferente das de tantas outras pessoas, não está sendo agradável.

Se você não usa Windows e quer um tablet Android para usar intensamente com jogos, livros, questões de concursos, redes sociais, contatos, e-mails, planilhas e o que mais vier, Multilaser não é a marca que você procura. Não posso dizer qual é a marca certa porque ainda não experimentei outra, por enquanto o único conselho que posso dar é não compre tablet da Multilaser.

Meu pai, que é técnico de informática, é categórico ao declarar: só iPad presta. Como sou pobre (e meu pai também), busquei no mercado alguma solução que coubesse no curto limite do meu cartão de crédito. Escolhi um M10 branco de 10 polegadas, processador dual core de 1,6 GHZ, 4 GB, wi-fi, duas câmeras. Não deu certo. Acho que eu era mais feliz antes: sem tablet problemático e sem parcelamento no cartão.

Para começar, o carregador original, que veio junto com o aparelho, nunca funcionou direito. Eu tinha que ficar "cutucando" e mudando a posição do fio para o tablet entender que tinha algo enfiado nele. Feliz ou infelizmente, não sei ainda, esse carregador ruim parou de funcionar em menos de um mês. Passei a usar um carregador da Nokia que era de um celular que tive há muitos anos. Funciona bem melhor do que o da Multilaser.

Com o atendimento on-line via chat tive duas experências bastante diferentes: um dia fiquei horas esperando em uma fila que tinha mais de 100 pessoas (não me lembro agora quantas eram). Hoje fui atendida imediatamente. Acredito que em algumas cidades do Brasil hoje deve ser praticamente véspera de feriado, o que talvez tenha diminuido o número de pessoas em busca de soluções para eletroeletrônicos desse tipo.

A empresa só tem assistência técnica em Extrema (MG). "Mas eu moro em São Paulo!" "Mas eu moro em Manaus!" "Mas eu moro em Natal!" "Mas estou dentro da garantia!" Dane-se! Vai ter que mandar o tablet para Extrema se tiver algum problema que você não consiga solucionar on-line. E depois de mandar, ainda corre o risco de receber uma cobrança se a Multilaser deduzir que o tablet estragou por culpa sua.

Para atualizar o sistema operacional Android em tablet Multilaser (assim como na maioria dos modificados) é preciso ter Windows com permissão para instalar programas. Não dá para atualizar direto do aparelho e não adianta ter Ubuntu nem MacOS, é preciso ter Windows. E também não funciona se você instalar Windows em um programa como VirtualBox porque ele não vai reconhecer o tablet corretamente. Resultado: nunca consegui fazer a atualização e talvez essa seja a causa de todos os problemas que vou citar abaixo.

A bateria é sinistra. Depois de um mês ela ficou realmente muito ruim. Um minuto de uso após uma recarga total e 50% da bateria já foi embora. Fiz todos aqueles procedimentos indicados para recalibrar a bateria, mas continua nessa situação.

Preciso restaurar as configurações do tablet (voltar às configurações de fábrica) pelo menos uma vez por semana porque ele começa a desligar sozinho, a piscar a tela. Depois que restauro, instalo algumas apps que eu tinha perdido (não todas) e o tablet volta a pifar. Minha vida é essa agora: restaurar tablet e reinstalar apps.

E o pior e mais recente defeito dele é desligar sozinho ou simplesmente não ligar, mesmo quando está com 100% de bateria. Vale citar que recebi e comecei a usar o tablet dia 05/03/2014, há pouco mais de três meses. Acredito que sejam defeitos demais para tão pouco tempo de uso.

Meu sonho agora é encontrar alguém que use rWindows e aceite me emprestar o computador para eu instalar um programa e assim fazer a nhaca da atualização do tablet. Talvez melhore um pouco.

Veja a continuação dessa história nos posts Não compre tablet da Multilaser - parte 2, parte 3 e

  • parte 4.

    Oremos!

  • Posts relacionados