Busca

Carregando...

terça-feira, 22 de julho de 2014

Faça uma poupança para seu bebê

Uma das propostas do candidato à presidência Levy Fidelix, do PRTB, é dar a todo recém-nascido uma poupança de R$ 2.040,00 que ele pode resgatar quando completar 21 anos.

Apesar de ser um promessa megalomaníaca que só um candidato sem chances de se eleger faria, achei muito bom ele tocar nesse ponto tão sensível do povo brasileiro: a maioria de nós é bastante incompetente para poupar e não consegue fazer isso nem pelos próprios filhos.

Caso você seja de uma dessas famílias abençoadas em que poupar antes de gastar é um hábito tão arraigado que já ficou fácil, parabéns.

Mas se você tem filhos ou pretende ter e não começou a poupar ainda, não se lamente: ainda dá tempo.

Usando como primeiro exemplo a proposta do candidato, se a poupança render só 0,5% ao mês (geralmente é um pouquinho acima disso) e sem nenhum depósito adicional, com 21 anos o jovem teria um valor de R$ 7.169,32.

Não sei qual é a realidade de cada um de vocês, mas quando eu completei 21 anos (agosto/2006) eu estava tão fodida e mal paga que se alguém me desse R$ 7,00 na época eu abraçaria e cantaria 🎵 Amigos para Sempre. 7 mil reais, então, iam aliviar bastante a minha vida e fazer uma grande diferença na minha história. É claro que, depois de 8 anos isso é mera especulação, mas é muito provável que eu não tivesse sequer precisado voltar a morar em Goiânia.

Mas, apesar de achar que teria sido muito bom receber esse dinheiro logo depois de terminar a faculdade, não acho que essa colaboração deve vir do governo e sim dos próprios pais. Infelizmente os meus não conseguiram fazer isso por mim e meus irmãos por causa de situações diversas somadas como mudanças de governo, de plano monetário, sequestro de poupança, problema de saúde e desemprego. Mas chega de #mimimi. Vamos falar do futuro.

Na hora de fazer uma poupança, as pessoas se preocupam muito com a inflação, já que tudo parece subir mais do que os 6% ao ano. Mas acredito que algumas perguntas podem ajudar na decisão:

  • Como você poderá ajudar financeiramente seu filho quando ele estiver entrando na fase mais cara da vida dele?
  • Se quando esse momento chegar você não tiver poupado, é provável que contrate um empréstimo consignado, venda um imóvel ou um veículo que já tenha adquirido. Isso não vai sair mais caro e trazer mais impacto do que a pequena diferença entre o rendimento da poupança e a inflação?
  • Caso esse valor mensal não seja poupado, será gasto com o quê?

É claro que, se você puder investir acima de R$ 1000,00 por mês, existem outras opções de investimento mais interessantes como previdência privada, ações, tesouro direto, dentre outros.

E no caso da previdência privada, até é possível contratar com valor baixinho, mas você precisa calcular se realmente compensa por causa da taxa de administração.

Mas agora voltemos a falar da poupança, que é acessível a todos e não tem burocracia.

Depositando apenas R$ 10,00 na poupança de seu filho todo mês, aos 21 anos ele terá cerca de R$ 5.053,88. Dá até para começar um micronegócio com esse dinheiro:

Depositando R$ 100,00, aos 21 anos ele terá R$ 50.538,85, valor que pode ser de grande ajuda para comprar um lote, dar entrada em uma casa, montar um escritório:

Geralmente os pais não poupam porque querem dar do bom e do melhor para os filhos, então gastam com eles cada centavo que têm agora. Mas é preciso lembrar que no início da vida adulta, seus filhos precisarão de investimentos ainda maiores do que receberam na infância e na adolescência, pelo menos até que possam "andar com as próprias pernas".

Todas as simulações deste post foram feitas usando a calculadora do cidadão, que fica no site do Banco Central.

Leia também:

Até mais!

Posts relacionados