Busca

Carregando...

segunda-feira, 1 de setembro de 2014

7 dicas para economizar com cosméticos e produtos de higiene

Este artigo é uma continuação do que eu escrevi em 2010: Consumir sim, desperdiçar nunca mais. Aqui vou dar mais algumas dicas que deram muito certo pra mim nos últimos quatro anos.

Alguns hábitos abaixo funcionam para vários itens, mas vou focar os exemplos em produtos de higiene e beleza. Por algum motivo, homens e mulheres têm a tendência de "colecioná-los" e esquecer que eles têm prazo de validade.

  1. Use logo as amostras e as miniaturas
  2. Tenha lista de compras permanente
  3. Compre no atacado, mas use um de cada vez
  4. Nem sempre comprar on-line é mais barato
  5. Use os produtos até o fim
  6. Pergunte-se sempre: "eu preciso disso?"
  7. Divida com a família e os amigos

1. Use logo as amostras e as miniaturas

Antes, quando eu ganhava amostras, eu colocava na frasqueira (que é meu nécessaire) ou guardava para usar em viagens, mas percebi que quase sempre isso era um erro.

Miniaturas da Clinique

São poucos os produtos perecíveis que carrego na bolsa e realmente uso quando estou fora de casa - álcool em gel, creme hidratante para as mãos, batom com cor discreta, creme dental, protetor solar, creme para pentear - e mesmo as amostras desses itens levam "séculos" para acabar porque, quando estou fora de casa trabalhando ou resolvendo problemas, raramente tenho tempo de retocar alguma coisa.

Guardar para viagens também não faz muito sentido no meu caso: viajo pouco e minhas viagens são curtas, de forma que não consigo usar todas as amostras e miniaturas dessa forma. Sem falar que grande parte dessas poucas viagens têm algum evento especial - formatura, desfile, casamento -, então prefiro levar os melhores produtos que tenho para pele e cabelo, não necessariamente as amostras.

Outro fator que pode levar ao desperdício da amostra é justamente o tamanho: é muito fácil esquecê-la em algum cantinho escuro do armário e só se lembrar anos depois, quando já está imprópria para uso.

Por causa de tudo isso, meu método agora é bem prático e simples: se ganho amostra ou miniatura, guardo o produto que estava usando, e gasto a amostra até o fim. Faço isso com protetor solar, base, batom, hidratante e todos os outros produtos pequeninos que ganho.

E enquanto você ainda tiver amostras de um produto, não abra um novo frasco em tamanho regular de produto que tenha exatamente a mesma função.

2. Tenha lista de compras permanente

Bloco de notas

As listas de compras são muito poderosas para quem quer consumir de forma consciente. Servem tanto para nos lembrarmos do que realmente precisamos como para filtrarmos itens supérfluos.

Hoje em dia é bem fácil criar lista de compra on-line que pode ser acessada no smartphone ou no tablet, mas é muito comum acabar a bateria justamente quando estou fazendo compras, então ainda prefiro fazer listas no papel.

Eu tenho um bloco de notas só para compras e uma dessas listas é justamente de cosméticos. Assim que vejo algum produto perto de acabar, coloco na lista. Assim que compro algum produto, risco da lista. Gastar a memória do cérebro com informações descartáveis é algo que não recomendo pra ninguém. Anote!

Ainda assim, pode ser que você se esqueça de riscar da lista algum item que já comprou ou ainda que deixe de anotar algo que já acabou. Antes de ir à loja, cheque o armário conferindo a lista para ver o que realmente está faltando ou perto de acabar.

Mas não deixe para começar a lista pouco antes de ir às compras, isso aumenta bastante o risco de errar, tanto anotando coisas por impulso, sem tempo para filtrar, como deixando de colocar o que realmente está faltando.

O que acontece muito comigo é o ato falho: penso em uma coisa e escrevo outra. Anotar condicionador quando na verdade está faltando xampu é um dos meus erros mais comuns. :P

3. Compre no atacado, mas use um de cada vez

Sabonete Francis

Produtos de higiene que você usa em abundância, como sabonete, creme dental, desodorante, xampu e condicionador, podem ser adquiridos no atacado quando você encontrar uma excelente promoção e certificar-se que ainda falta mais de ano para cada item vencer.

Mas lembre-se que esses produtos devem ficar guardados no armário ou em uma caixa para evitar o erro de iniciar um frasco antes de acabar outro. Se você abrir dois xampus de 300 mL ao mesmo tempo, por exemplo, a probabilidade de pelo menos um deles começar a estragar antes de você usar tudo é muito grande.

Eu tenho uma caixa só para sabonetes, outra para creme dental e uma para desodorantes. Aproveito as grandes promoções, sempre checando a data de validade dos produtos, e depois, como moro sozinha, levo muitos e muitos meses para precisar comprar novamente os mesmos itens.

É óbvio, mas não custa lembrar, que não funciona comprar no atacado um produto que você usa pouco. Se você tem cabelo muito curto, por exemplo, não faz sentido adquirir xampu no atacado.

4. Nem sempre comprar on-line é mais barato

Pelo menos aqui na vaidosa Goiânia, se a gente considera todas as opções disponíveis - drogarias, supermercados, lojas de departamento, lojas de cosméticos e marcas de revista - descobre que raramente compensa comprar cosmético ou maquiagem nacional pela internet.

Para nós, goianienses, adquirir produto de beleza on-line costuma valer a pena quando, além de não existir cobrança de frete, o produto é importado ou não é encontrado na cidade. A linha para cachos da marca Vizcaya, por exemplo, tenho muita dificuldade para encontrar aqui.

Como já disse, essa é a realidade de Goiânia. Imagino que em muitos lugares, principalmente no Norte do Brasil, comprar cosméticos nacionais fique bem mais barato pela internet. Por isso a dica é a mesma para todos: pesquise os preços antes de fazer o investimento.

5. Use os produtos até o fim

Não vou me prolongar nesta dica porque já falei sobre isso no post Como usar cosméticos e produtos de higiene até o fim mesmo.

6. Pergunte-se sempre: "eu preciso disso?"

Quando a gente aprende a se perguntar "eu preciso disso?", se torna um hábito tão natural que a gente se flagra fazendo isso até em compras que parecem obviamente necessárias: "eu preciso desse sabonete?", "eu preciso desse xampu?", "eu preciso desse creme hidratante?". Parece neura para alguns, mas para quem busca hábitos de consumo saudáveis não tem coisa melhor. A gente só tem chance de fazer compras 100% conscientes quando entende que nenhuma compra é 100% óbvia.

7. Divida com familiares e amigos

Xampus Neutrox

Se você tem ganhado muitos produtos com a mesma função ou comprou algo que não vai usar - sejam amostras, miniaturas ou frascos regulares - divida o excesso com a família. E como "família" não me refiro apenas a pais e irmãos, mas também aos avós, tios, primos, sobrinhos e todas as pessoas que já te deram hospedagem, refeição e carona sem pedir nada em troca.

É claro que você também pode doar para estranhos, mas dividir com pessoas próximas é bem mais fácil se você tem dificuldade para se desapegar.

E não enrole: assim que você experimentar um produto e notar que não vai mais usá-lo, passe adiante!

Lembrando que essas dicas são a continuação de três que já dei em 2010: experimente menos, só compre o que for usar, compre embalagens menores.

Não deixe de ler:

Até mais!

Fotos: Bompack, Clinique, Tilibra, Flora.

Posts relacionados