Busca

Carregando...

sábado, 17 de janeiro de 2015

Hora de descartar a antena VHF?

Só um canal VHF de Goiânia ainda não tem sinal digital. Voltando àquela nossa conversa de utilizar ao máximo aquilo que a gente tem e se desapegar daquilo que a gente não usa mais, talvez seja a hora de pensar no que fazer com a sua antiga "espinha de peixe".

Não custa lembrar que, por enquanto, a reflexão deste post é para os moradores da capital goiana que já têm televisor com conversor digital, seja externo ou integrado. A partir de agosto/2016 servirá pra toda a cidade.

Moro em uma região residencial onde TV aberta só chega com antena externa. Como as casas aqui raramente chegam a dois andares, é bem fácil observar que quase todos os moradores mantém várias antenas no telhado e - no meio de tantas UHFs, parabólicas e mini parabólicas - a VHF ainda é bastante comum.

antena VHF

Isso porque antes, aqui em Goiânia, os principais canais eram VHF (Globo, Record, SBT, Band, TV Cultura). Com o tempo passaram a surgir também canais UHF, só que bem mais segmentados como Canção Nova, TV UFG e PUC TV. Foi com a digitalização que a antena UHF se tornou necessária e principal. Mas alguns canais ainda estavam em VHF, então as famílias mantiveram as duas antenas.

  • VHF: 1 a 13
  • UHF: 14 a 83

Foi no primeiro semestre do ano passado que a TV Goiânia Band (11 VHF) lançou seu sinal digital (31 UHF), então passamos a ter apenas um canal VHF: a Fonte TV, canal 5, emissora evangélica com programação bastante segmentada.

E de vez em quando a VHF ainda é útil para quem não tem parabólica assistir a TV Brasil Central (13 VHF), emissora que ainda está com seu sinal UHF digital (31) oscilando muito.

Mas para a maioria dos goianienses, que não está interessada em nenhuma das duas emissoras, a VHF já se tornou totalmente dispensável, por isso chegou o momento do desapego.

VHF sintonizando UHF

Algumas antens foram feitas para pegar VHF e UHF, mas têm aparência de VHF. Outras antenas foram feitas só para VHF, mas dependendo da posição e da altura ela funciona como antena UHF.

Aqui em Goiânia, o único canal que engana um pouco é a TV Anhanguera HD, mas se com sua "VHF" você consegue sintonizar e assistir, por exemplo, PUC TV HD (22 - 24.1), Rede Vida HD (57 - 59.1), TV Câmara (61.1) e TV Senado (61.3), continue usando sua antena normalmente. Só troque por uma UHF se realmente sentir necessidade de uma antena menor ou se perceber que a maioria das emissoras está travando/caindo.

Confira neste post a lista completa de canais digitais de Goiânia.

Antena UHF. Foto: Ponto Frio

VHF em TV sem conversor

Até julho/2016, a antena VHF ainda servirá para ver os canais analógicos VHF de Goiânia em televisor sem conversor digital. Em agosto/2016, o sinal analógico será desligado na capital goiana.

Pergunte ao antenista

Outra opção é perguntar ao antenista quando ele for à sua casa instalar a UHF ou a parabólica. Ele pode conhecer algum bairro onde a VHF também serve para pegar UHF (acontece bastante!) ou alguma cidade próxima onde há muitos canais VHF que só serão desligados em 2018. Se você disser que vai jogar fora, talvez ele até queira a antena de presente para instalar em outro lugar.

Lixo reciclável

A última opção é o lixo mesmo. Mas o lixo reciclável. Para a antena não parar no caminhão fedido da Comurg, não a desmonte nem coloque no mesmo dia da coleta de lixo comum, assim dá tempo de um catador de latinha ou carroceiro pegar. Se na sua rua a coleta seletiva da Comurg ainda é regular (no meu não), coloque no dia certo junto com o resto do lixo reciclável que é sucesso.

Obrigada se você leu até aqui. Espero ter sido útil.

Quer mais?

Confira os outros posts deste blog sobre televisão.

Assine nosso feed sobre esse assunto: feeds.feedburner.com/helenfernanda/tv.

Até mais!

Primeira imagem: www.fotosefotos.com

Posts relacionados