Busca

Carregando...

quarta-feira, 18 de março de 2015

Perfume Adriane Galisteu Black, Jequiti

Atualizado dia 22/03/2016.

Dentre as três colônia Adriane Galisteu, Black é a única com a qual me identifico e por isso também é a única que consegue me frustrar.

Mas antes que eu faça spoiler do meu próprio post, vamos à descrição oficial:

Oriental sensual. Adriane Galisteu assina uma fragrância única. Uma combinação de licorosas notas de frutas vermelhas e da provocante pimenta rosa com um marcante corpo floral, patchuli e sândalo, que trazem opulência à criação.

Até fiquei com preguiça de fazer a resenha agora porque é isso aí mesmo. Black pelo menos é coerente na descrição.

A abertura é frutal, abaunilhada e já cumpre a primeira promessa: realmente se trata de um perfume oriental sensual. É um início denso, provocativo, noturno, com doçura adulta e aquele "amargo gostoso" que a gente sente em fragrâncias como Diva Chic, 212 Vip e The One Desire, só para citar três exemplos.

No corpo, Black fica mais seco, amadeirado, velado e menos doce. É lindo! E seria mais lindo ainda se isso fosse a base.

Quando chega nos "finalmente" é que a colônia me decepciona. O fundo, que é a camada do perfume que dura mais tempo na pele, lembra muito batom com aquele suave aroma de baunilha comestível, que é o caso da maioria.

Então é isso, Adriane Galisteu? Tanta sofisticação e mistério nos primeiros acordes para eu passar o resto do dia com cheiro de batom?

E eu nem posso dizer que "usaria se ganhasse". Se for para exalar cheiro oriental sensual, como diz a Jequiti, tenho opções melhores no armário como Diva Chic, Diva Ébano e até o recém-descoberto Sexy Woman da Paris Elysees.

Outro ponto negativo é a fixação: sinto Adriane Galisteu Black na minha pele por no máximo 3 horas. Só não sei se é porque a fragrância vai embora mesmo ou porque estou tão acostumada com cheiro de batom que depois de algum tempo não consigo mais sentir.

A projeção e o rastro são medianos na abertura e no corpo, o que pode irritar pessoas com aversão ao patchuli. Na base, outra pessoa só sente o perfume se chegar bem perto de você.

Black é a fragrância mais cara da linha Adriane Galisteu: atualmente (17/03/2015) o frasco de 100 mL custa R$ 84,90. Esse é o mesmo preço e volume das fragrâncias Diva.

Leia sobre as outras fragrâncias da apresentadora nos posts:

Bom cheiro!

Posts relacionados