Busca

Carregando...

domingo, 24 de maio de 2015

Perfume Parnasse, Paris Bleu

Esse é um floral exuberante, "classudo", gostoso e exigente. Ele pede temperatura abaixo de 28º C, umidade do ar acima de 44% e ventos acima de 5 km/h. Não adianta usar Parnasse nas condições erradas porque não vai funcionar.

Como já contei aqui no blog, conheci Parnasse quando a Champs me deu um perfume de presente, à minha escolha. Pelas notas e pela descrição, optei por Parnasse, da Paris Bleu. Ótima escolha!

Descrição oficial da Paris Bleu:

Ultra sensual, this fragrance opens on a bright blend of Green Notes and sparkling Mandarin with a touch of spicy Clove Leaves. In the heart, the opulent Jasmine Sambac, the suave Orange Blossom and the warm Cashmeran make this creation even more appealing. An oriental aura is in the air… The bottom reveals the heat of an Ambery-Woody accord wrapped with the sweetness of Vanilla and Musk. A refined and radiant Lady with a magnetic charm..

Algo como:

Ultra-sensual, esta fragrância abre com uma brilhante mistura de notas verdes e a cintilante mandarina com um toque de folha de cravo-da-índia. No coração, o opulento jasmim sambac, a suave flor de laranjeira e a calorosa cashimira fazem dessa criação ainda mais atraente. Uma aura orienta está no ar… A base revela o calor de um acorde ambarado-amadeirado coberto com a doçura da baunilha e o almíscar. Uma dama refinada e radiante com um charme magnético.

A Paris Bleu caprichou na descrição. Quantos adjetivos! ;)

O site Champs classifica Parnasse como floral amadeirado oriental, o site Paris Bleu o coloca como floral oriental. Faz sentido, mas ainda prefiro chamar de floral branco, floral frutal ou floral branco frutal. Para você ver que família olfativa de perfume não é ciência exata quando o perfume tem notas de todas as famílias.

E por falar nas notas, vamos organizar à pirâmide, também com informações oficiais do site da Paris Bleu:

Notas de topo
notas verdes, mandarina, folhas de cravo-da-índia.
Notas do meio
jasmim sambac, flor de laranjeira, cashimira.
Notas de base
madeiras preciosas, âmbar, baunilha e almíscar.

Parnasse é delicioso e oriental desde a abertura. Apesar da mandarina, ele não chega a iniciar cítrico. O cheiro lembra mais laranja amarga. As folhas de cravo-da-índia lembram muito o próprio tempero. As demais notas verdes também são perceptíveis. É uma abertura grandiosa e exuberante. Parnasse abre dizendo: "eu sou um perfumão!"

No corpo ele é floral branco e amadeirado. A combinação de jasmim, flor de laranjeira e a artificial "madeira" cashimira resulta em uma combinação confortável, macia e elegante, mas ainda mantendo a densidade com a qual nos acostumamos nas primeiras notas. Divino!

A base de Parnasse é um sonho amadeirado, almiscarado e delicadamente doce. Enquanto o perfume dura na pele, é possível sentir também as flores brancas e as persistentes folhas de cravo-da-índia.

A fixação na minha pele é de 7 horas. Na abertura, projeção e rastro são altos. No corpo e na base, projeção e rastro são medianos, porém intensos.

Fotos do perfume, com flash e sem flash:

Parnasse pode agradar os públicos de Elie Saab (até imitou um pouco o frasco), Classique EDT e Pleats Please, mas não é substituto de nenhum deles. Parnasse responde por si mesmo e responde bem.

Por falar nisso, em novembro/2014 fiz uma rápida comparação com Pleats Please, vamos relembrar:

Paranassé é muito parecido com meu querido Pleats Please da Issey Miyake. Não são idênticos, que fique bem claro. Pleats abre mais frutal, Paranassé mais picante. A baunilha de Pleats é mais agressiva, a de Paranassé é mais gentil. Mas ainda assim têm mais semelhanças do que diferenças, por isso acredito que agradam o mesmo público.

O frasco de Parnasse Eau de Parfum tem 105 mL e atualmente custa R$ 141,58 na Champs. Não é barato, mas em comparação com outros perfumes que têm a mesma qualidade, densidade e tendência olfativa, o custo-benefício é vantajoso.

Bom cheiro!

Primeira foto e informações: Paris Bleu

Posts relacionados