Busca

Carregando...

domingo, 17 de maio de 2015

▶ Série de ação: Arrow

Não gosto muito de ação, não gosto muito de histórias em quadrinhos, não gosto de histórias de heróis e super-heróis, mas adoro Arrow e vou tentar explicar o porquê.

Se bem que depois das fotos acima, acho que não preciso explicar muito. A hipnótica beleza do protagonista Oliver Queen, emprestada pelo ator Stephen Amell, já faz a série valer a pena pra mim. Aliás, foi esse foi um dos motivos que me levaram a assistir o 1º episódio.

O outro motivo é que na sinopse notei características em comum com outra série que assisto: Revenge. Depois que terminei a 1ª temporada de Arrow confirmei que as duas séries são muito parecidas: contam histórias de filhos ricos que voltam depois de uma situação difícil para vingar a morte dos pais usando anotações deixadas pelos próprios. Ufa!

E é claro que não fui a primeira pessoa a notar isso. Confira esses dois artigos, em inglês, que têm até tabela comparativa mostrando o quanto as séries são parecidas:

Assim como Emily Thorne, Oliver Queen não tem superpoderes, é apenas um humano bilionário que passou por 5 anos de intenso treinamento. E o dinheiro é um fator importante porque ele tem o suficiente para comprar tudo do que precisa, contratar todas as pessoas das quais precisa e fazer outras coisas incríveis.

Outra característica em comum com Revenge é que as possibilidades do dinheiro e do treinamento são exageradas, beirando a fantasia.

E por falar em fantasia, Oliver Queen é o Arqueiro Verde do Universo DC das histórias em quadrinhos. Se você mal sabe o que isso significa ou sabe e mesmo assim não faz a menor diferença na sua decisão de assistir ou não, bem-vindo ao clube.

Voltando à série de TV, Arrow tem bastante drama nas famílias, entre os casais, entre amigos, entre colegas de trabalho. Como não me sinto muito atraída pelas cenas de ação, a interessante trama envolvendo os relacionamentos foi o que me levou a ficar fã. Gosto bastante dos diálogos em que as pessoas discutem a relação porque sempre há um conflito real e crível, com causa e consequência, nada daquele drama barato onde as intrigas aparecem do nada.

E para quem se interessou em conhecer Arrow, vale a pena conferir pelo menos dois episódios antes de desistir.

Depois que eu terminar a 2ª temporada, decido se vou ou não assistir The Flash.

Todas as séries que assisto atualmente estão organizadas em uma página, confira clicando aqui.

Até mais!

Posts relacionados