Busca

Carregando...

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Saneago, sua louca! Como foi que gastei R$ 640 com água e esgoto?

Atualizado dia 18/01/2016.

Já desabafei no Twitter, no Facebook, então acho que vale a pena contar meu susto aqui também.

Em dezembro eu estava "avoada das ideia", como dizemos aqui em Goiás. Estava preocupada com minha viagem para Brasília (viagens sempre me preocupam muito), organizando presentinhos para os familiares, tentando resolver algumas coisas que eu não poderia deixar de um ano para outro, essas coisas típicas de fim de ano. Acabou que me esqueci de olhar duas coisas importantes: se minha conta de água tinha sido paga (ela está em débito automático) e o valor da conta do mês seguinte.

Deu nada não, até que hoje olhei meu extrato de janeiro e notei que a conta de água não foi debitada semana passada, quando ela venceu. Fui atrás da conta impressa, que recebo na caixinha dos Correios, e quase cai de costas quando vi o valor: R$ 642,40, 1000% acima do valor que considero normal, pouco mais de R$ 30.

Liguei para a Saneago e descobri que a minha conta que venceu em dezembro, no valor de R$ 261,05, também não foi debitada. Azar o meu ter duas contas vencidas para contestar. Sorte nenhuma ter sido debitada. Graças ao banco Santander que tem um recurso inteligente que permite limitar o valor de uma conta em débito automático. Muito útil! Recomendo.

Voltando à Saneago, tive que ligar várias vezes para o 0800 - que incrivelmente funciona muito melhor do que qualquer outro callcenter para o qual já liguei - para pegar informações. Primeiro me ensinaram a fazer o teste de vazamento, fiz e não deu alteração. Depois liguei para registrar a reclamação, então me disseram para olhar os números pretos, tive que ir lá fora olhar antes de ligar de novo, perguntaram se eu queria fazer análise de conta para resolver o vazamento. Que vazamento? Se me ensinaram a fazer o teste corretamente, não tem vazamento. O jeito foi pedir a troca do hidrômetro. A atendente era bastante prolixa e me disse umas 50 vezes que, se o hidrômetro antigo não estiver estragado, eu tenho que pagar o novo hidrômetro e as contas.

O hidrômetro será trocado amanhã de manhã e não poderei acompanhar o procedimento porque estarei no trabalho. Depois de dois dias terei uma resposta sobre a situação. Se a Saneago responder que o hidrômetro está OK e eu realmente consumi R$ 260 de água/esgoto em um mês e R$ 640 em outro, não sei ainda qual será o próximo passo. Pagar essas contas, sei que jamais pagarei. E se alguém aí já tiver passado por transtorno parecido, aceito dicas de "como proceder".

Atualização do dia 18/01/2016: A Saneago confirmou que o hidrômetro estava com defeito. Agora preciso ir pessoalmente contestar as contas com valor incorreto, que já são três.

Até mais!

Posts relacionados