Busca

Carregando...

sábado, 25 de junho de 2016

🌍 Dica de série: Terra Nova (2011)

Essa série do Steven Spielberg é sobre humanos que viajam ao passado e passam a conviver com dinossauros. Apesar de ter apenas 13 episódios, comecei a assistir Terra Nova em 2011 e só terminei hoje. Gostei bastante da história e acho que a série ficou melhor assim, com uma temporada só.

A censura é de 14 anos. Não há cenas de sexo. Apenas algumas cenas com violência e uso de bebidas alcoólicas, mas nada que possa corromper uma criança que joga video-game ou vê telejornal ou acessa YouTube e Facebook à vontade.

Eu não entendo de dinossauros e por isso não sei o quanto a equipe da série foi precisa na hora de desenhar e animar os animais, mas como leiga gostei bastante das cenas em que eles aparecem.

A história começa em 2147, em Chicago. O planeta está lotado de pessoas, então os casais são punidos se tiverem mais de dois filhos porque falta oxigênio, falta água potável, falta comida saudável, falta espaço, falta qualidade de vida.

Mas, há alguns anos, cientistas descobriram uma fenda temporal que permite viajar para o período cretáceo, em plena era dos dinossauros. Como há abundância de oxigênio e de recursos naturais, os humanos enfrentaram os perigos naturais e fundaram uma nova colônia nesse lugar do passado. O objetivo é preservar a humanidade, que em 2149 está ameaçada. A esse paraíso dão o nome de Terra Nova.

Só que poucas famílias conseguem a oportunidade de ir para Terra Nova. Pessoas com qualificação profissional que seja útil na colônia têm mais chances de serem escolhidas. Em 2149, a médica Elizabeth Shannon é uma delas, sendo convidada na décima peregrinação. Mas seu marido Jim está preso por ter agredido outro policial. E sua filha caçula, que de acordo com a lei não deveria ter nascido, também não está autorizada a viajar.

Quando finalmente consegue atravessar o portal e chegar a Terra Nova, a família Shannon descobre que esse paraíso também tem seus inimigos. E a ganância de alguns humanos mais uma vez pode botar tudo a perder.

O último episódio da série acaba com uma deixa para uma possível segunda temporada, mas nada que comprometa o episódio. Acaba sendo um bom final de toda a forma.

Algo que me deixou encucada o tempo todo durante a série: que tipo de vaidade ou sadismo leva um casal a ter filhos, três filhos, em um planeta em que falta até ar para respirar?

E sobre eu ter demorado tanto tempo para terminar: eu comecei a assistir essa série na Fox quando ainda tinha TV por assinatura, mas logo cancelei a Sky e acabei me esquecendo dessa série. Há algumas semanas resolvi procurar por ela no Netflix e assim finalmente terminei de assistir.

Até mais!

Posts relacionados