quinta-feira, 26 de janeiro de 2017

👒 Dica de série: Transparent

Apesar das limitações da Amazon Prime Vídeo - não funciona com Chromecast, não funciona no Android TV - eu assinei e consegui ver a primeira temporada de Transparent, alguns episódios no tablet, outros no computador.

Estou encantada pela série e já é um dos meus três dramas familiares favoritos, assim como Six Feet Under e Brothers & Sisters. Estou apaixonada pela família Pfefferman como me apaixonei pelos Fishers e pelos Walkers.

Transparent levanta questões importantes como a transexualidade, a homosexualidade, os novos arranjos familiares… E tudo isso em uma família judaica.

Em muitos sites você verá Transparent classificada como comédia-drama e, estranhamente, a série já ganhou prêmio na categoria comédia. Mas essa classificação não é muito honesta. Sempre que a gente ri de alguma coisa na série está apenas "rindo para não chorar", já que há muito mais situações de dar água nos olhos do que de arrancar gargalhadas. E o riso em Transparent geralmente é apenas máscara para uma situação triste e deprimente.

Se quiser comédia mesmo, vá ver Modern Family, The Middle, Raising Hope… Até em Brothers & Sisters dá pra rir mais do que em Transparent.

Também não vou exagerar dizendo que Transparent é tão triste quanto Downton Abbey ou tão deprimente quando The Sopranos. (Aliás, tome cuidado com The Sopranos. Pode ser coincidência ou não, mas minha depressão surgiu enquanto eu assistia essa série.)

Espero que você tenha a oportunidade de assistir Transparent e, se tiver, recomendo que assista pelo menos três episódios antes de desistir. O primeiro episódio me assustou um pouco porque tinha muita nudez e eu fiquei sem entender o porquê.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados