sábado, 25 de fevereiro de 2017

🗨 Com o fim do Hangouts, sobram Allo, Duo e Android Messenger

Este é um post com mais perguntas, apelos e hipóteses do que afirmações.

Se você, assim como eu, já foi fã do Google Talk e agora não entende essa bagunça que a Google tá fazendo nos programas de bate-papo, sem dúvida você pede o mesmo que eu:

Google, mais foco, por favor! Deixe as nossas conversinhas em uma serviço só.

O Google Talk tinha programas e aplicativos para quase todos os sistemas operacionais de computadores, celulares e tablets. O GTalk também funcionava no navegador e estava integrado ao Gmail. Era perfeito! Onde você tivesse acesso à internet, seus contatos e suas conversas estavam todas ali.

E se você realmente gostava do Google Talk, principalmente no Windows, o programa mais parecido com ele que encontrei até agora é o Line. Mas vamos voltar a falar sobre a Google.

🗣 Fim do Hangouts para pessoas físicas?

Existe esperança de que as coisas fiquem um pouco mais organizadas de agora em diante. O Hangouts, aquele feioso que substituiu o elegante Google Talk, será descontinuado para pessoas físicas no dia 25 de abril de 2017, conforme aviso já publicado para desenvolvedores:

O que está mudando com a API de Hangouts do Google+?
A API de Hangouts do Google+ não é mais suportada. Não é possível criar novas aplicações, mas as aplicações existentes continuarão a ser executadas até 25 de abril de 2017. Depois dessa data, as aplicações no Hangouts deixarão de funcionar.
Por que não é mais suportado?
No evento Google Horizon em setembro de 2016, visualizamos uma nova experiência para os Hangouts com foco em reuniões corporativas. A fim de agilizar ainda mais nossos esforços, estaremos retirando a API de Hangouts do Google+, que permite que os desenvolvedores criem aplicativos para a versão mais antiga das chamadas de vídeo do Hangouts. Esta API inicialmente destinava-se a suportar cenários sociais para usuários consumidores como parte do Google+, enquanto o Hangouts agora está se voltando para se concentrar em casos de uso corporativo.

Entendemos que isso afetará os desenvolvedores que investiram em nossa plataforma. Analisamos cuidadosamente esta alteração e acreditamos que as atualizações mais recentes permitem-nos proporcionar aos nossos utilizadores uma experiência de vídeo de ambiente de trabalho do Hangouts mais orientada para o futuro.
Há alguma exceção?
Existem alguns aplicativos que continuarão a ser executados após a data de 25 de abril. Estas incluem a capacidade de discar para uma chamada (servida pelos aplicativos Dialpad e RingCentral), integrações com outras ferramentas de comunicação da empresa (por exemplo, Slack) e nossas ferramentas de transmissão do Hangouts on Air (Caixa de Ferramentas, Sala de Controle, Cameraman).
O que irão ver os meus utilizadores?
Os usuários de aplicativos verão um aviso na chamada informando que o aplicativo que estão usando não funcionará mais depois do dia 25 de abril.

Apesar do aviso acima ser voltado para os programadores, acho que a mensagem ficou clara, né? Hangouts vai ser para empresas, contas de pessoas físicas não terão mais acesso.

Eu cheguei a usar o Hangouts algumas vezes para conversas de vídeo no Android, principalmente com a minha irmã. Mas o programa era pesadão e o recurso de conversa com vídeo foi, aos poucos, chegando a outros aplicativos, então a gente acabou abandonando e, em seguida, desinstalando o Hangouts.

26.nov.2017 || Apesar do aviso, Hangouts continua funcionando normalmente no Android.

🗣 Por que o Google Duo e o Google Allo são aplicativos diferentes?

No segundo semestre do ano passado, a empresa soltou dois aplicativos: o Google Allo para conversas de texto e áudio gravado, o Duo para conversas em tempo real.

Sério, Google? Um aplicativo para mensagens e outro só para chamadas? Que ano é hoje?

Ninguém entendeu o porquê disso. Todos os demais serviços que usamos - WhatsApp, Facebook Messenger, Viber, Skype, ICQ, Line… - servem para mensagens e chamadas on-line, mas aí a Google resolveu complicar, como se estivesse fazendo de propósito para não atrair muita gente.

🗣 O que vai acontecer com o bate-papo do Gmail? E no Android?

Como sabemos, o Hangouts está dentro do Gmail.

A gente pode escolher a interface antiga - mais parecida com o antigo Google Talk - ou o leiaute atual que permite as chamadas de voz e vídeo, mas na prática continua sendo o Hangouts.

No Android, se você se recusar a atualizar o Google Talk para o Hangouts, também consegue usá-lo normalmente com o nome antigo.

Se dia 25 de abril o Hangouts for mesmo descontinuado para pessoas físicas, teremos outra opção de mensagens instantâneas dentro do Gmail?

De acordo com o Google Discovery, em breve o Allo vai ganhar versão para desktop. E isso me faz ter a esperança de que dia 25 de abril já tenhamos Google Allo dentro do e-mail.

E no Android, o que vai acontecer? A Google vai fazer todo mundo migrar automaticamente para o Google Duo?

Até abril saberemos tudo isso.

🗣 E o Android Messenger?

E ainda tem o Android Messenger, que é um SMS parrudo (MMS) com figurinhas, fotos, vídeos, áudio e outros anexos… recursos que ainda não são suportados pela maioria das operadoras do Brasil.

Raciocina comigo: se o Google Allo consegue mandar SMS, porque ele não é o aplicativo padrão do Android para SMS? Assim, o que não funcionasse por SMS (por limitação da operadora), seria enviado pela internet, wi-fi ou móvel. Faz sentido pra você?

🗣 Google, enterra essa passado confuso!

Nada contra a Google fazer experiências malucas, chato é quando a empresa nos "força" a usar serviços que são descontinuados algum tempo depois, como é o caso do Google Talk e do Hangouts.

Google Wave e Google Friend Connect são alguns dos outros serviços que a Google testou e depois jogou fora, mas esses tinham públicos mais específicos.

Já o Google Buzz, esse todo mundo agradeceu quando acabou.

E se você está usando o Google Spaces, saiba que ele também vai acabar em abril, dia 17.

Talvez a Google perceba que está gastando tempo, dinheiro e energia demais com mensageiros e redes sociais.

🗣 Google, investe mais no que nos interessa!

Como cliente, prefiro que ela invista mais no Google Play Música e no Google Play Vídeo, por exemplo, que são bons serviços, mas com catálogos ainda muito limitados.

Desenvolver ou patrocinar um leitor e-ink que abra os livros da loja Google Play Books também me parece uma boa ideia.

O Android TV é outro recurso que precisa de melhorias e, principalmente, de mais parcerias com canais e produtoras brasileiras.

Ficam as dicas!

🗣 Mais posts sobre programas de bate-papo:

Até mais!

Primeira foto: Pixabay

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados