MARTINS, Helen Fernanda Alves. Título do post. Goiânia, 20 nov. 2011. Disponível em: <http://www.meutedio.com.br/…>. Acesso em 05 fev. 2017.

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

🎬 Netflix no Linux usando Firefox | Tutorial com 12 passos

Há anos eu não conseguia assistir Netflix pelo Ubuntu aqui em casa. Depois de dezenas de tentativas, eu achava que era impossível. Mas um dia, no computador da minha mãe, eu resolvi tentar de novo e acabei encontrando um tutorial em inglês que funcionou direitinho. Vou traduzir aqui.

Para assistir Netflix no Linux, você precisa ter Silverlight. Para ter Silverlight no Linux, você precisa instalar a versão mais recente do Pipelight. O problema é que existem várias formas de instalar o Pipelight (eu já tinha tentado muitas) e nem todas elas são eficazes para assistir Netflix. Só depois que segui os passos deste tutorial, consegui o que eu queria.

1. Ative a arquitetura de 32-bit

Abra o terminal e ative a arquitetura de 32-bit para que consiga realizar os próximos passos em um sistema de 64-bit. Esse passo é inofensivo, pode executar mesmo se não tiver entendido nada:

sudo dpkg --add-architecture i386

2. Remova qualquer versão antiga do Pipelight

sudo apt-get remove pipelight*

3. Ative os pacotes fechados da Microsoft

No Debian:

sudo sed -i "/^# deb .* contrib$/ s/^# //" /etc/apt/sources.list

No Fedora:

sudo rpm -i http://sourceforge.net/projects/mscorefonts2/files/rpms/msttcore-fonts-installer-2.6-1.noarch.rpm

No Ubuntu e no OpenSUSE, isso já vem ativo. Siga para o próximo passo.

4. Adicione a chave do repositório do Pipelight

No SteamOS:

wget -O- http://download.opensuse.org/repositories/home:/DarkPlayer:/Pipelight/SteamOS/Release.key | sudo apt-key add -

No Debian e em sistemas derivados (inclusive Ubuntu e AV Linux):

wget -O- http://repos.fds-team.de/Release.key | sudo apt-key add -

No Ubuntu 10.04 ou mais recente, esse passo é desnecessário.

5. Adicione o repositório do Pipelight

AV Linux:

echo "deb http://repos.fds-team.de/stable/debian/ avlinux main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/pipelight.list

SteamOS:

echo "deb http://download.opensuse.org/repositories/home:/DarkPlayer:/Pipelight/SteamOS/ ./" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/pipelight.list

Ubuntu 10.04 ou superior:

sudo apt-add-repository ppa:pipelight/stable

Debian 7.0 ou superior:

echo "deb http://repos.fds-team.de/stable/debian/ $(lsb_release -cs) main" | sudo tee /etc/apt/sources.list.d/pipelight.list

6. Atualize o índice de repositórios

Ubuntu, AV Linux, SteamOS, Debian e derivados:

sudo apt-get update

OpenSUSE:

sudo zypper ref

Fedora:

sudo yum check-update

7. Instale o Pipelight

Ubuntu, AV Linux, SteamOS, Debian e derivados:

sudo apt-get -o Dpkg::Options::="--force-overwrite" install --install-recommends pipelight-multi

OpenSUSE:

sudo zypper install pipelight

Fedora:

sudo yum install pipelight

8. Atualize o plugin Pipelight

sudo pipelight-plugin --update

Use novamente esse comando sempre que quiser checar novas atualizações do Pipelight.

9. Ative o Silverlight

sudo pipelight-plugin --enable silverlight

Esse comando vai perguntar se você aceita duas diferentes licenças. Tecle Y (yes) para continuar.

10. Instale o plugin Pipelight dentro do Firefox

Antes, você precisa fechar completamente o navegador. Se o Firefox estiver aberto, mesmo em segundo plano, o outro comando não vai funcionar.

sudo killall firefox

Agora sim, adicione o plugin ao Firefox:

sudo pipelight-plugin --create-mozilla-plugins

11. Teste o Silverlight

Abra o Firefox e acesse esse site (www.silverlightversion.com) para checar se o Silverlight está ativo no navegador. Se estiver ativo, vai aparecer o número da versão instalada.

Se o plugin não estiver ativo, vai aparecer só um monte de zero.

12. Instale o complemento

Instale o Netflix Fixer for Linux no Firefox, reinicie o navegador, abra o Netflix e faça o teste.

Foi isso que funcionou em dois computadores Ubuntu nos quais realizei o procedimento. Espero que dê certo pra você também!

Este tutorial é uma tradução dos passos que estão na página do complemento.

Até mais!

Posts relacionados