quarta-feira, 15 de novembro de 2017

📺 TV pela internet: mercado em ebulição e cheio de possibilidades

A revolução está sendo televisionada, mas pela internet. O mercado está fervendo, tomando forma e ainda reserva possibilidades pouco exploradas aqui no Brasil. Duvida? Vou te contar o que está acontecendo:

A segunda temporada de The Handmaid's Tale, maravilhosa série original da plataforma Hulu, chega em abril/2018 à internet. No Brasil, a primeira temporada vai ser exibida a partir do ano que vem pelo canal Paramount Channel.

A HBO lançou serviço de assinatura avulsa do HBO GO em mais quatro países da Europa. O Brasil continua sonhando…

A Amazon comprou os direitos e vai produzir uma série baseada na saga O Senhor dos Anéis.

A mesma Amazon está estudando um novo modelo de negócio para o Prime Video e pode vir a oferecer também uma versão gratuita com propaganda, tal como o YouTube. Oremos!

Apesar dos rumores, o YouTube Red, versão paga do YouTube sem propagandas e com conteúdo exclusivo, continua sem previsão de chegada ao Brasil.

A YouTube TV, operadora de TV por assinatura pela internet, lançou aplicativos para Android TV, Xbox One, Apple TV e smart TVs. Por enquanto, só nos Estados Unidos. Brasil só na vontade.

E ainda nos Estados Unidos, mais um serviço de canais pagos on-line foi lançado esta semana: Philo. O pacote com 37 canais custa US$ 16 por mês. Para ter 46 canais você paga US$ 20. Vem para o Brasil, Philo!

A boa notícia é que o Grupo Globo vai lançar sua própria operadora de TV pela internet. A ideia é que sejam oferecidos tanto canais em streaming (ao vivo) como conteúdo sob demanda (vod). Ainda não foi divulgada a data de lançamento do serviço, mas a gente já fica aqui torcendo para não custar os olhos da cara.

Ano que vem, a ESPN vai lançar seu próprio aplicativo para transmitir esportes ao vivo. Preços e países ainda não foram divulgados.

O Looke fez parceria com a Tim. Clientes Black com planos acima de 15GB ganharam a assinatura do streaming brasileiro. Uma forma interessante de concorrer com a Claro, que oferece o streaming Claro Video.

Todas essas notícias são dos últimos sete dias. Sentiu o drama?

Eu tenho Google Nexus Player e depois que ele parou de ser fabricado, fiquei descrente sobre o futuro do Android TV, sistema operacional Android próprio para usar na televisão, navegando com o controle remoto.

Mas eu estava pesquisando um Android Box para uma amiga e descobri que o queridinho da vez também usa Android TV: Xiaomi Mi Box. A atual popularidade desse aparelho no Brasil e em outros países emergentes me deu novo ânimo.

Vejo muito potencial no Android TV, mas muitos aplicativos que já funcionam no Android mobile (para smartphone e tablet) ainda não estão compatíveis com a versão TV. Espero que as empresas acordem para essa realidade.

E se você trabalha com televisão, audiovisual ou desenvolvimento de aplicativos Android, minha dica de ouro é se dedicar a esse nicho que ainda é pouco explorado aqui no Brasil. Só encontro conteúdo brasileiro na GloboPlay, no Looke (que funciona mal na TV) e garimpando no YouTube porque as outras produtoras de conteúdo ainda não criaram aplicativos próprios.

Alguns exemplos de aplicativos que são totalmente integrados à Android TV, aparecem no preview e no aplicativo de canais:

Mesmo com as smart TVs satisfazendo necessidades básicas como Netflix e YouTube, muita gente opta pelo Android Box (aparelho com Android conectado à TV pelo cabo HDMI) para conseguir usar mais aplicativos na televisão. A não ser que a TV já use Android, como é o caso de vários modelos de marcas Sony, Philco e Philips.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados