Páginas

sexta-feira, 27 de dezembro de 2019

🥂 2019 foi um ano maravilhoso pra mim

2019 foi um verdadeiro presente

Aviso que este post é extremamente pessoal e autocentrado, uma retrospectiva 2019 da minha própria vida.

Eu sei que este foi um ano difícil pra muita gente, mas felizmente eu consegui nadar contra a maré e ter um ano cheio de conquistas e realizações. É claro que também tive sorte porque ninguém da minha família morreu, se machucou gravemente ou sofreu algum tipo de violência física. Mas muita gente que também não passou por nada disso em 2019 está infeliz. É por isso que estou escrevendo este post: para mostrar como eu faço para me sentir feliz tendo consciência das minhas próprias realizações e contando cada vitória.

Não quero ostentar esfregando minha felicidade na sua cara, mas explicar como eu consegui ter um ano bom com tantas merdas acontecendo desde 2018. Talvez eu consiga ajudar algumas pessoas que ainda estão sofrendo pela situação do país e não conseguem encontrar a própria felicidade com tantas notícias horríveis.

Primeiro, é importante destacar que tomei uma decisão. Sabendo que 2019 seria um ano muito ruim, eu decidi que minha felicidade só dependeria daquilo que consigo controlar. Não é um exercício simples e provavelmente só cheguei a esse nível depois de muita meditação, muita atenção plena, muitos livros e documentários sobre psicologia positiva e desenvolvimento pessoal. Mas é possível e você também consegue reprogramar seus pensamentos.

Não assistir telejornal, não seguir qualquer perfil nas redes sociais e selecionar bem minhas fontes de notícias (inclusive parando de seguir perfis sempre que eles postam notícias que me deixam de mau humor) também são ações essenciais para ter essa clareza de pensamentos. Confira o post sobre a diferença entre bem informado e muito informado.

Antes que alguém se confunda, mirar na nossa área de controle e influência não é egoísmo, não é individualismo, não é tapar o sol com a peneira, é apenas inteligência. Quem já trabalhou como voluntário, por exemplo, sabe que é impossível ajudar um doente/idoso/mendigo/imigrante sendo pessimista ou focalizando o problema. Se a gente começa a murmurar sobre o que não pode controlar (curar a doença terminal, reverter a velhice, acabar com a desigualdade social, trazer paz e desenvolvimento econômico para o país do imigrante), cai no sofrimento e não faz nada. Mas se a gente se concentra no que está sob nosso controle, no que podemos fazer para ajudar aquela pessoa a ter uma vida melhor no estado em que se encontra, somos úteis e temos o poder de fazer a diferença.

Depois que decidi que ter um ano bom dependeria de mim, com exceção de fatalidades como as que citei no segundo parágrafo, eu defini algumas coisas que eu queria fazer em 2019 para sentir alegria e senso de realização: viajar mais pelo interior, fazer mais cursos, voltar para a autoescola. Será que eu fiz tudo isso? Ou será que fiz outras coisas?

Eu tenho uma agenda planner onde anoto não só compromissos futuros como também acontecimentos importantes de cada dia, assim foi fácil pra mim fazer uma retrospectiva de tudo que realizei em cada mês de 2019. Descobri que foi muito mais do que planejei.

Tive conquistas em todos os 12 meses do ano, mas aqui vou organizar por temas porque fica mais fácil desenvolver os parágrafos do post.

↬ Dinheiro

Vou começar pelo dinheiro porque sem ele não teria acontecido quase nada do que está escrito abaixo.

Quem me acompanha sabe que de 2012 pra cá tenho evoluído na organização financeira, comecei diminuindo as compras e hoje já sou uma investidora com plano de me aposentar antes dos 45. E no começo deste ano, eu tive uma prova de fogo. Os governadores (o que saiu e o que entrou) não pagaram aos servidores públicos executivos do Estado de Goiás o salário de dezembro. Foi uma situação terrível pra muita gente que não tinha de onde tirar dinheiro para pagar aluguel, cartão de crédito, financiamento, IPTU, IPVA…

Felizmente, eu tinha investimentos para liquidar e não passei apuros. Me senti muito orgulhosa, satisfeita e tranquila! Mas não porque eu estava em uma situação melhor do que outros servidores públicos e sim porque eu teria passado muito sufoco se o mesmo tivesse ocorrido comigo um ano antes, quando meu orçamento ainda não estava tão organizado e eu não tinha investimentos para usar como reserva de emergência (Tesouro Direto, fundos de ações, etc). Quando eu finalmente recebi o salário de dezembro, dia 31 de maio, não tinha dívidas atrasadas, então reinvesti a maior parte do dinheiro.

No segundo semestre do ano, consegui outro grande avanço na gestão das minhas finanças: me livrei dos cartões de crédito pós-pagos. Como também não tenho financiamentos nem empréstimos, o único compromisso financeiro que não posso cancelar a qualquer momento (só uma vez por um ano) é meu contrato de aluguel. O resto das contas (plano de saúde, plano odontológico, internet, Netflix…) eu posso cancelar agora mesmo se decidir largar tudo pra vender colar de miçanga na praia. Essa sensação de autocontrole, poder e liberdade é inenarrável!

↬ Cursos

De janeiro a setembro de 2019, aprendi muitas coisas novas, fiz cursos on-line na área de marketing de conteúdo, curso de locução no Senac, vários cursos de desenvolvimento pessoal e profissional na Escola de Governo, curso de português com a melhor professora de Goiânia, curso preparatório para o concurso da Alego… E eu amo estudar, então só por esses cursos meu ano de 2019 já teria sido muito prazeroso.

Mas não voltei para a autoescola, isso eu adiei para 2020.

↬ Férias e viagens

Não fiz viagens para conhecer mais cidades do interior, meta adiada para 2020.

Em compensação, realizei um sonho de infância nas minhas férias: conheci Florianópolis. Considerando o custo que seria fazer várias viagens curtas ao longo do ano, compensou mais visitar essa ilha maravilhosa para onde eu me mudaria hoje mesmo se tivesse coragem de largar meu cargo público.

Também aproveitei bem as viagens familiares, como a festa de 90 anos da minha avó em Goianésia e o Natal com minha família paterna em Brasília.

Não fiz exatamente o que planejei, mas estou muito satisfeita com as viagens do ano.

E em Florianópolis, eu descobri que gosto de fazer trilha no meio do mato e tal. Se você é de Goiânia e tem um grupo de ecoturismo, me adicione.

↬ Família

Além dos 90 anos da minha avó, outras coisas maravilhosas aconteceram na minha família em 2019. Não posso detalhar aqui porque são assuntos sensíveis e que envolvem outras pessoas, apenas quero deixar claro que este ano foi excelente pra mim também no âmbito familiar e isso faz parte da minha felicidade. Reconheço que isso foi sorte e mérito de outras pessoas da família, contribui muito pouco para essas conquistas.

↬ Família felina

Em 2019, três gatinhas me adotaram: Blanc, Gris e Caramelo. Já a Belinha, que estava irritada morando em uma casa pequena com outros cinco gatos, levei para a casa da minha mãe, onde ela encontrou a felicidade morando em um quintal enorme só dela e com uma mãe humana que não divide atenção com outros gatos. Todo mundo feliz! ♥

↬ Saúde

Eu achava que tinha desenvolvido intolerância permanente a lactose. Depois de muitos meses no achismo, em maio fui à gastroenterologista que me passou exames e identificou que eu realmente estava com intolerância a lactose, mas por causa de uma infecção tratável no duodeno. Tratei o problema e voltei a consumir leite e derivados sem nenhum transtorno! Eu sou apaixonada por leite com café, milk shake, leite com chocolate solúvel, queijo, pão-de-queijo, então fiquei muito feliz ao saber que a intolerância tinha acabado. Tão feliz que estou contando isso como uma das minhas realizações de 2019!

↬ Compras úteis

Este ano troquei de geladeira e fiz o upgrade para minha primeira geladeira duplex frost free. Toda vez que eu olho pra ela eu fico contente! Ter comprado à vista só aumenta a felicidade.

Comprei um micro-ondas (estava há muitos anos sem), coloquei cortinas nas janelas (morava sozinha há mais de dez anos e nunca tinha me lembrado de comprar cortinas), mas um grande investimento foi a bicicleta. Como eu pedalo todo dia para o trabalho, a bicicleta nova e mais confortável deu um upgrade na minha qualidade de vida. As duas bicicletas velhas e enferrujadas, que viviam na oficina, eu vendi por R$ 50 cada (preço simbólico) no olx.

Eu amava meu humilde Xiaomi Redmi 4x, mas o afoguei em Florianópolis e ele parou de funcionar. Em outubro, tive que comprar outro celular. Aí investi em um Xiaomi A2 Lite. No celular novo, voltei a usar Instagram e Duolingo, que no Redmi 4x não funcionavam mais.

Meu chuveiro também quebrou e em outubro fui obrigada a comprar outro. Escolhi um modelo largo, com boa pressão, 8 temperaturas, haste pra mudar a temperatura sem espancar o chuveiro com o cabo do rodo… Tive problemas ao longo do caminho e tive que comprar dois chuveiros, mas no fim fiquei feliz com mais essa melhoria no meu estilo de vida.

Em novembro, meus óculos também quebraram, aí comprei óculos novos. A novidade é que escolhi um formato de armação que eu achava que ficava horrível no meu rosto. Quando experimentei na loja, descobri que eu estava muito enganada, fiquei foi muito melhor. Como eu preciso de óculos sempre que estou acordada (até para tomar banho), estou me sentindo mais bonita com a nova armação.

↬ Perfumes

Entre agosto e setembro, eu parei de vez de fazer estoque de perfumes para revender. Não é difícil pra mim parar de revender perfumes, tanto que já parei várias vezes. Difícil é não voltar.

Continuo como consultora digital da Natura porque dá pouco trabalho e o risco de prejuízo é zero porque não tenho que fazer estoque.

Para meu uso pessoal, eu descobri e comprei perfumes baratos deliciosos como Tentation Bleu (Fiorucci) e Cotton Musk (Ulric de Varens), The Girl (Tommy Hilfiger), Thipos 014, Thipos 041, Thipos 090, Thipos 108… Todos perfumes que vou usar até o fim porque são maravilhosos para meu olfato.

Em novembro, no finalzinho do ano, escorreguei em uma compra no escuro e acabei recebendo um perfume com cheiro oxidado. Já entrei em contato com a loja pedindo pra devolver.

Desde 2013 estou lutando para não deixar meu vício em perfumes vencer minha razão, então eu percebo que já evolui muito nesses 6 anos. O que era um consumo compulsivo que me dava prejuízo, hoje é apenas um hobby prazeroso que me dá alegria.

↬ Carreira

Depois de tantos programas semanais que saíram do ar (Roda de Entrevista, Amor ao Esporte, Conexão Ambiental), manter o Tá Logado? na grade da TV Brasil Central por mais um ano foi uma grande vitória para toda a equipe. Não sabemos como será em 2020 porque teremos novos secretário, presidente, diretor e coordenador de departamento, mas o que conquistamos até aqui já é motivo de comemoração.

↬ Momentos felizes

Pra ser feliz, antes de mais nada eu preciso de paz. Nem sempre eu tive paz, eu conquistei a minha morando sozinha em uma vizinhança tranquila.

Tendo paz e conforto, preciso cuidar para não cair no tédio. É aí que entram as realizações que trazem melhorias à minha vida. É por isso que um chuveiro novo e um curso de Eneagrama fazem parte da minha felicidade.

E ter uma agenda para registrar esses momentos bons é muito importante porque a tendência natural do meu cérebro (e da maioria dos humanos) é lembrar só das desgraças.

Ainda este ano, publico outro post, mais curto, com algumas resoluções e metas para 2020.

Até mais!



4 comentários:

  1. Adorei o seu post, Helen. Dá uma sensação tão boa fazer um apanhado desses, né? Você me incentivou a escrever o meu também. Beijos e tudo de bom em 2020 pra você.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou! É muito importante pra mim ter consciência de tudo que está evoluindo e melhorando na minha vida. ♥

      Excluir
  2. Que post legal Helen!Alias Acompanho a bastante tempo e gosto muito da sua clareza!

    ResponderExcluir

Todos os comentários são moderados pela autora do blog.