sexta-feira, 20 de junho de 2008

Onkifica? Os apelidos das praças de Goiânia

"Onkifica?" ou Onde é que fica? é a pergunta que todos nós, goianienses ou turistas, fazemos ao ver endereços com os nomes oficiais de alguns logradouros da cidade. Os principais logradouros de Goiânia não são conhecidos pelo nome de batismo, apenas pelo apelido.

Isso porque os nossos vereadores são pirracentos: ora mudam nomes de logradouros sem consulta popular só para homenagear algum defunto ilustre, ora se recusam a mudar nomes de logradouros que "não pegaram" porque o logradouro já tinha apelido antes de ser batizado oficialmente.

Para isso não acontecer mais, a lei deveria mudar: homenagem a ex-vivos que façam jus a tal, somente em nomes de NOVAS escolas públicas (incluindo centros de educação profissional). Quem sabe assim até não investiriam mais em educação?

Bem, vamos deixar a politicagem de lado. Vamos brincar de descobrir os nomes de algumas praças famosas de Goiânia. Na primeira lista os nomes oficiais. Na segunda lista os nomes populares.

Você conhece Goiânia? Então diga-me onde fica:

  1. Praça Santo Afonso
  2. Praça Dom Emanuel
  3. Praça Gibran Khalil Gibran
  4. Praça Izidória de Almeida Barbosa
  5. Praça Atílio Correia Lima
  6. Praça Benedita da Silva Lobo‎
  7. Praça do Trabalhador
  8. Praça Cícero Romão
  9. Praça Almirante Tamandaré
  10. Praça Wilson Salles
  11. Praça Vereador Boaventura
  12. Praça Santos Dumont
  13. Praça Simão Carneiro
  14. Praça Pedro Ludovico Teixeira
  15. Praça Comendador Germano Roriz
  16. Praça Latif Sebba

Vamos ver quais você acertou?

  1. Praça da Matriz de Campinas - Setor Campinas
    Se eu fosse chutar o nome da praça, chutaria Nossa Senhora da Conceição, que é o nome da paróquia. Não sei o que Santo Afonso está fazendo nessa história.

    Update 05/03/2009

    A praça da Matriz de Campinas se chama Santo Afonso, porque o santo fundou a Congregação dos Redentoristas, padres que cuidam da Matriz. Além do mais, foi ali que os primeiros redentoristas de Goiás se instalaram para dar assistencia às Romarias de Trindade.

    Colaboração do Nelson do Blog do Nersugo

  2. Praça da Catedral Metropolitana - Setor Central
    Dom Emanuel Gomes de Oliveira foi o arcebispo da Arquidiocese de Goiás, quando todo o Estado de Goiás (o que na época incluia o que hoje é Distrito Federal e Tocantins) era uma arquidiocese só.
  3. Cruzamento entre a Avenida 136/Jamel Cecílio e a Rua 90 - Setor Sul
    Você sabia que esse cruzamento tem nome? Ainda por cima nome de um escritor libanês chamado Gibran Khalil Gibran?
  4. Terminal Izidória ou Estação Izidória - Setor Pedro Ludovico
    Todos os moradores da cidade conhecem ou já ouviram falar no terminal, mas quando alguém fala o nome da praça, alguns ficam meio perdidos. "Onkifica" mesmo?Ah! Não descobri quem foi a dona Izidória, no mínimo era esposa de algum pioneiro da cidade, mas nem Google, nem Wikipédia sabem me dizer. Se você souber, deixe seu comentário para eu editar o post com a informação.
    Update 18/08/2008

    A senhora Izidória foi esposa do político João Barbosa opositor do senhor Manoel de Oliveira, ex-vereador e líder da região sul de Goiânia, pai do atual deputado estadual Misael Oliveira (PTB/GO). Parece que João Barbosa também foi delegado na região sul de Goiânia. Os três (o casal e Manoel de Oliveira) já faleceram.

    Colaboração de Maria José do Nascimento, ex-moradora do bairro Pedro Ludovico e professora da rede pública na região.

  5. Praça do Bandeirante - Setor Central
    A escultura de Bartolomeu Bueno da Silva, bandeirante mais conhecido como Anhangüera - o "fazedor de fogo", dá apelido à praça e ofusca da memória popular o nome de Atílio Correia Lima, arquiteto e urbanista ítalo-brasileiro que fez o plano piloto de Goiânia. Outra curiosidade é que já faz algum tempo que essa praça deixou de ser praça, só tem espaço suficiente para manter a escultura mesmo.
  6. Praça do Cigano - Setor Oeste e Setor Coimbra
    Benedita da Silva Lobo foi esposa de um fazendeiro e deputado da família Caiado. Se você sabe "donkiveio" esse apelido, conte pra gente deixando um comentário.
  7. Praça da Feira Hippie - Setor Central e Setor Norte Ferroviário
    Os goianienses sabem bem o nome da praça, mas muitos turistas do interior e de outros estados que vêm semanalmente à Feira Hippie não sabem que uma das maiores feiras de produtos manufaturados da América Latina fica na Praça do Trabalhador.
  8. Praça do Violeiro ou Praça dos Violeiros - Criméia Oeste e Setor Urias Magalhães
    A praça Cícero Romão tem esse apelido por causa da escultura de um violeiro que tem nela.
  9. Praça da Feira da Lua - Setor Oeste
    Os goianienses conhecem pelo nome de Praça Tamandaré mesmo, mas os turistas, principalmente de Brasília, que vêm fazer compras nas noites de sábados na charmosa Feira da Lua, só conhecem-na como Praça da Feira da Lua, um dos endereços nobres da cidade.
  10. Praça Nova Suiça - Setor Nova Suiça
    Não é à-toa que o nome do bairro acabou virando o nome da praça. Não descobri quem foi Wilson Salles. Me ajuda?
  11. Praça da Marreta - Vila Nova
    Se você não mora em Goiânia e está curioso para saber porque a Praça Boaventura recebeu este apelido… prefiro não comentar.
  12. Praça do Avião - Setor Aeroporto
    Tem esse apelido porque na praça tem uma réplica do 14 Bis.
  13. Praça do Chafariz - Setor Bueno
    Vale lembrar que esta praça já foi destruída para dar lugar a um viaduto. Não sei se ainda vai ter chafariz quando o viaduto ficar pronto, então pode ser que o nome do médico Simão Carneiro, outro pioneiro da capital goiana, torne-se de vez o nome popular da praça/viaduto. :)
  14. Praça Cívica - Setor Sul e Setor Central
    Mesmo tendo o nome de Pedro Ludovico Teixeira, fundador da cidade, a principal praça de Goiânia é conhecida pelo apelido. Essa praça já foi sede dos três poderes estaduais e municipais. Lá estão o Palácio das Esmeraldas, o monumento às três raças, o Palácio Pedro Ludovico Teixeira (mais conhecido como Centro Administrativo), a Biblioteca Estadual Pio Vargas e o Museu Zoroastro Artiaga, só citandos os prédios que considero mais importantes.
  15. Praça do Cruzeiro - Setor Sul
    Muito antes de receber o nome do Comendador Germano Roriz, um dos pioneiros de Goiânia, a praça tem um clube chamado Cruzeiro do Sul, que deu o popular apelido à praça. Leia também o comentário do Rogério.
  16. Praça do Ratinho - Setor Sul e Setor Marista
    Apesar de ter virado viaduto, continua sendo chamado de praça e ninguém (nem políticos, nem jornalistas e muito menos a população) tem a menor pretensão de mudar esse hábito. O nome do posto de combustível que tem na praça (Posto do Ratinho) pegou mais do que o nome árabe de um dos pioneiros de Goiânia. Leia também o comentário do Rogério.

Quando deixar comentário não deixe de contar quantas você acertou "de cara".

Como você pode notar, apesar de ter levado várias semanas para concluir este post, meu conhecimento de praças está bastante restrito às zonas Sul, Centro e parte da Zona Oeste. Se você conhece mais praças com "identidade secreta", principalmente nas zonas Norte e Leste, não pense duas vezes antes de deixar um comentário contando.

Alguém já tocou nesse assunto em:

11 comentários:

  1. Simplesmente fantástica essa postagem!

    Homenagem aos "ex-vivos" ficou muito boa!


    Fantástico mesmo!

    Agora veja só, se eu imaginasse que a praça se chamava Santo Afonso eu nunca teria levado as "namoradinhas" para lá! As levava para a Praça da Matriz de Campinas, que soava, até então, tão romântico. São Afonso?! Erc.

    Mas convenhamos, aquela pracinha é tudo de bom: Colégio Santa Clara e sua arquitetura em Art Déco, assim como o Centro Cultural Gustav Ritter e do Lado o Santuário ou algo assim, a igreja Matriz.

    Tenho que voltar a ler jornais aos domingos pela manhã ali novamente. Fazia muito isso depois de dar uma tremenda volta de bicicleta pela cidade. Nostalgia total agora!

    ResponderExcluir
  2. Adorei esse post!!

    E até que eu estou bem, acertei 6 (a maioria das que eu conheço hehe)! Mas é que como eu sou de fora, olhava muito no mapa e nos nomes nas plaquinhas por onde eu passava. Quem é daqui não precisa, aprende pelo "nome popular" mesmo!

    ResponderExcluir
  3. Eu acertei umas cinco. Moro perto da Praça do Violeiro há dezoito anos e só há cinco descobri que o nome dela é Cícero Romão. =P

    ResponderExcluir
  4. Maria José do Nascimento18 de agosto de 2008 09:31

    A senhora Izidora foi esposa de um político João Barbosa opositor do senhor Manoel de Oliveira,ex vereador e líder da região sul de Goiânia, pai do atual deputado estadual Misael. Parece que João Barbosa também foi delegado na região sul de Goiânia.Ambos faleceram.
    Maria José do Nascimento, ex-moradora do bairro Pedro Ludovico e professora da rede pública na região

    ResponderExcluir
  5. Maria José,

    Valeu! Sua informação já enriqueceu o post!

    Seja bem-vinda ao blog e volte sempre.

    ResponderExcluir
  6. Qual é o nome do monumento instalado na Praça Latif Sebba?

    ResponderExcluir
  7. Olá, gostaria de deixar dois comentários sobre os nomes de praças. A Praça do Ratinho tem esse apelido porque + ou - em 1980, sobre o famoso Posto do Ratinho, havia um daqueles neons que apagam e acendem em posição diferente. Era um ratinho em neon vermelho com um queijo na mão. Ele piscava e então acendia e estava com o queijo na boca. Como era enorme (uns 5 metros) era mais fácil dizer a alguém, por exemplo: Vire a direita na "Praça do ratinho", pois era mais fácil de ver do que as pequenas placas de sinalização.

    A Praça do Cruzeiro, em nada deve seu nome ao clube, mas sim a uma enorme cruz (que já tentaram manter lá mas sempre é depredada) que ficava em seu centro. Com mais de 30 anos, quase todos sabem disso. Uma vantagem (acho que a única) de ter 30 e tantos... kkkkkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  8. @Rogério,

    Devia ser muito chique esse Ratinho em neon… não consigo nem imaginar. =)

    Obrigada por compartilhar seu conhecimento.

    ResponderExcluir
  9. A praça da Matriz de Campinas se chama Santo Afonso, porque o santo fundou a Congregação dos Redentoristas, padres que cuidam da Matriz. Além do mais, foi ali que os primeiros redentoristas de Goiás se instalaram para dar assistencia às Romarias de Trindade.

    ResponderExcluir

Posts relacionados