segunda-feira, 27 de fevereiro de 2017

🤓 Como montar o cubo mágico - método fácil de decorar

Eu gosto de montar cubo mágico desde criança, mas meu método (se é que podemos chamar assim) era intuitivo e demorado.

Há alguns anos atrás eu comecei a aprender um método com sequências longas e cheguei a decorá-lo. Mas era complexo demais, então foi só eu ficar sem brincar por algumas semanas que eu esquecia tudo e precisava pegar a cola de novo.

Mas aí a gente fez uma entrevista muito legal com o Éder e a Juliana do Hobbz lá no Tá Logado e eles contaram que tinham criado esse método simplificado com o Gabriel Dechichi. É claro que eu fui tentar aprender. Não é que é simples mesmo?

1. Aprendendo os movimentos

Mesmo que você já tenha noções de cubo mágico, esse primeiro vídeo é muito importante porque o Gabriel vai mostrar os movimentos que serão usados ao longo do método. O movimento 1 é o mais usado, então você deve treiná-lo mais, tanto com a mão direita como com a mão esquerda. O movimento 2 a gente usa menos, mas você vai notar que ele é muito parecido com o movimento 1.

Se você tem facilidade para montar uma face do cubo com as laterais corretas, sugiro que monte o lado branco do seu próprio jeito e pule direto para o quarto vídeo.

2 e 3. Montando uma face do cubo

No segundo vídeo, o Gabriel mostra como montar uma cruz em uma face do cubo:

No terceiro vídeo, o Gabriel mostra como terminar a face:

4. Completando a segunda camada do cubo

Nesse quarto vídeo a gente já evolui bastante na montagem do cubo porque completa segunda camada com um movimento muito fácil de decorar:

5. Montando uma cruz do lado oposto

Agora o Gabriel mostra como montar uma cruz do lado oposto, que neste caso é o amarelo. Observe que o movimento 1 ganha uma rotação a mais na ida e na volta.

6. Terminando a face oposta

É possível completar o lado amarelo sem destruir tudo o que a gente já fez no lado branco e nas duas primeiras camadas? O Gabriel mostra que sim:

7. Acertando as quinas do lado oposto

Agora vamos arrumar as quinas do lado amarelo. Essa fase exige muita atenção porque você não pode mudar a posição do cubo e também tem que saber a hora certa de mover a base.

Tá ficando bonito o nosso cubo!

8. Acertando os meios do lado oposto

Intercalando as mãos e os movimentos, a gente finalmente completa o cubo mágico.

Lembrando que esse é o método mais fácil de aprender, não necessariamente o mais rápido.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts relacionados