sábado, 24 de agosto de 2019

📎 6 formas de enviar arquivos para os alunos SEM criar novo grupo no WhatsApp

Tem quem ache uma maravilha, mas um dos hábitos idiotas da atualidade é criar um novo grupo no WhatsApp apenas para enviar arquivos aos alunos de uma turma, participantes de um evento ou até mesmo aos ouvintes de uma palestra.

Quando o grupo tem outros objetivos, como manter a comunicação entre os colegas ou criar grupos de trabalho, talvez faça sentido para os alunos participarem do grupo, mas não para o professor. Se a intenção é apenas mandar arquivos para os alunos, a internet já tem várias soluções melhores.

1. Tenha seu próprio site

Se você é palestrante ou professor, já passou da hora de você investir um tempo para criar seu próprio site. Mesmo simples, sua página pode ser muito útil para anexar arquivos para os alunos de cada turma ou ouvintes de cada palestra.

Não é preciso ter conhecimento avançado. Com Blogger, Wix, Tumblr e Google Sites… você cria em poucos minutos um site de graça com seu nome, seu currículo e outras informações que sejam relevantes no seu trabalho.

No Google Sites, um recurso interessante é impedir que seu site seja encontrado nos mecanismos de busca. Você também pode deixá-lo privado e escolher quem tem acesso. Essa é uma forma de manter seus arquivos exclusivamente para seus alunos.

Em algumas plataformas gratuitas, como Blogger e Wix, talvez você precise de um serviço de nuvem para anexar certos formatos e tamanhos de arquivos. Dropbox, One Drive, Google Drive e Slideshare são boas opções.

2. Google Classroom - Google Sala de Aula

Pouca gente sabe, mas a Google tem uma plataforma gratuita para professores organizarem o conteúdo das aulas e disponibilizarem aos alunos. Para aprender a usar, você também faz os cursos de graça dentro do Google Teacher Center.

Você adiciona os alunos à turma manualmente ou informa a eles o link do Classroom [classroom.google.com] com um código do tipo iuy4ig.

3. Pastas na nuvem

Dropbox, One Drive, Google Drive, Slideshare… em todos esses serviços de hospedagem de arquivos, você pode criar uma pasta pública para seus alunos acessarem os documentos necessários. Para facilitar na hora de divulgar o link, encurte-o bit.ly ou com o abre.ai.

4. Canal no Telegram

No Telegram, você pode criar um canal especialmente para anexar arquivos. Na aula ou palestra, você divulga o link para a galera entrar e baixar os arquivos.

Quando você cria um grupo ou canal no Telegram, tem a opção de escolher um username. O endereço do seu canal vai ser algo no formato t.me/meutedio, sendo que meutedio obviamente é o username que escolhi para o meu canal. Como podem ver, é um link pequeno e fácil de divulgar.

Lembrando que seus alunos não precisarão instalar Telegram no celular para abrir o arquivo. O acesso pode ser feito no navegador [web.telegram.org] do celular ou computador e o cadastro pode ser feito com confirmação de código enviado por SMS.

Para divulgar o link web, o formato é web.telegram.org/#/im?p=@meutedio, sendo que meutedio você troca pelo username que você escolheu.

5. Grupo permanente no Google Grupos

Sim! O Google Grupos ainda existe e você pode usá-lo para compartilhar arquivos com seus alunos. Uma vez criado o grupo, basta compartilhar o link e os próprios alunos entram para baixar os arquivos desejados. As mensagens (e seus anexos) são enviadas por e-mail, mas também podem ser acessadas na página do grupo.

Você pode manter o grupo aberto à participação de todos ou configurar para que apenas o administrador envie mensagens.

Se achar o link longo para colocar no quadro, use encurtadores de URL.

6. Grupo permanente no WhatsApp

Pra quem é tarado em WhatsApp e se sentiu até um pouco ofendido no início do post, tenho uma solução também.

Ao invés de criar um grupo para cada nova turma, você cria um grupo permanente onde só administradores podem mandar mensagens e só você é o administrador.

Pegue o link do grupo e encurte para ficar mais fácil de divulgar: bit.ly/meutediowhatsapp.

Essa opção não permite retardatários porque, ao contrário do Telegram, as mensagens antigas não são visíveis pra quem acabou de entrar. Assim sendo, você tem que avisar a todos para entrar no grupo imediatamente porque os arquivos serão enviados no horário X.

Mantenha o grupo para próximas turmas, assim não precisará criar novos grupos nem adicionar contatos.

Vai ficar mais fácil

Mudar o hábito de como você compartilha arquivos talvez exija que você saia da zona de conforto no início, mas os benefícios virão rapidamente porque você não perderá tanto tempo criando grupos e anexando arquivos. Crie o seu método de compartilhar arquivos, divulgue corretamente e os alunos se adaptarão a ele.

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são moderados pela autora do blog.