Busca

Carregando...

quinta-feira, 17 de setembro de 2015

Dica para organizar cartões e documentos: a segunda carteira

Assim como no post Guarde todos os manuais na mesma caixa, aqui vou falar sobre um hábito de organização muito simples e fácil de colocar em prática que pode facilitar a vida de quem está sempre se perguntando: "Onde foi que eu guardei?"

Cartão de vacina, título de eleitor, certidão de nascimento e carteira de trabalho são alguns dos documentos que eu sempre me esquecia onde tinha guardado. Isso só mudou quando passei a adotar a segunda carteira, onde coloco todos os cartões e documentos compactos (tamanho carteira) que não carrego diariamente.

Atualmente a minha segunda carteira é uma bolsa de mão onde cabem documentos volumosos como carteiras de trabalho e passaporte.

Acredito que qualquer bolsa pequena com zíper - como bolsa-carteira, nécessaire e bolsinha (estojo escolar com zíper) - pode ser ótima nessa função se tiver o tamanho adequado: grande o bastante para acomodar todos os documentos e cartões, pequena o bastante para você não se esquecer de que só deve guardar nela documentos e cartões.

Uma caixa também pode ser usada nessa função, mas não recomendo porque logo começa o "desvio de função": a gente começa a aproveitar o excesso de espaço para guardar papeis e outros itens que nada têm a ver com a proposta inicial. Quanto mais o recipiente for parecido com uma carteira, maior a chance de manter a organização.

É claro que é importante também ter um lugar seguro para guardar essa segunda carteira e se lembrar dele, mas o segredo de estarem vários itens no mesmo lugar é que você vai precisar pegá-la com uma certa frequência, então dificilmente você vai se esquecer onde está.

Além dos itens que citei no segundo parágrafo, estão na minha segunda carteira minhas fotos 3x4 e vários cartões que uso esporadicamente, como cartão do CPF, cartão do SUS, cartões de bibliotecas, cartão Elo (guardo essa nhaca só para o caso de perder o Visa e precisar usar caixa eletrônico), cartões fidelidade, cartões de lojas, cartões de ônibus Fácil, CityBus e GDF. Quando cada um deles era guardado em um lugar diferente, eu nunca me lembrava onde.

E na carteira principal, a que vai pra rua comigo, fica só o essencial: identidade (que também tem meu número de CPF), cartão de ônibus Integração, cartões bancários, cartão do plano de saúde, moedas e três fotos 3x4.

O RG original - verde - só carrego quando suspeito que meu cartão de identidade profissional pode não ser aceito ou quando quero omitir minha profissão mesmo:

Não carregar as duas identidades ao mesmo tempo me ajudou muito em 2011, quando roubaram minha carteira, porque assim não fiquei nem um dia sem documento de identificação com foto. Para quem tem habilitação, a CNH também é usada para substituir RG e CPF, que nesse caso devem ficar guardados na segunda carteira.

E se você ainda não tem esse hábito, comece agora mesmo guardando na mesma carteira, nécessaire ou bolsinha os cartões e documentos compactos que ficam em casa e você ainda se lembra onde estão.

Até mais!

Posts relacionados