sábado, 18 de julho de 2020

📺 Minhas 20 séries gringas favoritas no Globoplay

Kidding

O catálogo de seriados estrangeiros do Globoplay ainda é pequeno, em comparação com a grandiosa Netflix, mas ainda assim tem muita coisa do meu gosto.

Como a busca interna do Globoplay é péssima, coloquei os links para você não se estressar.

Inclui também os nomes das séries no Brasil para referência e identificação, mas saiba que o catálogo Globoplay manteve os nomes originais para a maioria delas, por serem mais conhecidos.

2 Broke Girls

Duas Garotas em Apuros

Eu me lembro de ter assistido essa comédia no canal Warner, em um breve intervalo de tempo em que assinei Sky. Nunca mais voltei, mas ainda quero terminar. É sobre duas jovens garçonetes que acabam virando amigas. As situações mais engraçadas ocorrem pelo contraste entre elas, já que uma é de origem pobre e outra de origem abastada.

A million little things

Um milhão de coisas

Drama lindo e triste sobre uma profunda amizade entre quatro famílias. Indico para fãs de This is Us. Não recomendo para pessoas com depressão grave e tendência ao suicídio.

American Horror Story

História de Horror Americana

Única série de terror desta lista. Trailer da segunda temporada, que é minha favorita: Asylum.

Dexter

Esse maravilhoso suspense criminal foi um dos primeiros seriados pelos quais me apaixonei. E a abertura é tão legal que eu raramente pulava, amava rever a cada episódio.

Everybody Hates Chris

Todo Mundo Odeia o Chris

A série favorita do povo brasileiro, para tristeza do Tyler James Williams, que não recebeu treinamento adequado para lidar com a nossa loucura.

Sem dúvida, um dos motivos do sucesso da comédia no Brasil é a dublagem perfeita. Quando a gente assiste com áudio original, percebe que as vozes dos personagens adultos são idênticas. E as vozes das crianças, muito parecidas.

House M.D.

Dr. House | Globoplay: House

Drama médico que atualizou as definições de sarcasmo.

House of Lies

Casa de Mentiras

Drama sobre dinheiro e poder. É protagonizada por consultores ricos que prestam serviço para clientes multimilionários. O texto da série é genial e muito sarcástico, mas eu demorei para me acostumar com o excesso de cenas de sexo casual. Podemos dizer que prostituição faz parte dos serviços oferecidos pelos consultores, apesar de não estar escrito no contrato.

Kidding

Drama lúdico, belo e triste sobre um apresentador infantil que busca uma forma de superar o próprio luto. Jim Carrey arrasa nessa série de duas temporadas.

Apesar de ser uma série que explora o universo infantil, o único episódio que você pode assistir com as crianças é o 5º da 2ª temporada. Se chama Episódio 3101 e tem a adorável participação da Ariana Grande.

Killing Eve

- Dupla Obsessão

Suspense criminal que explora o absurdo. Geralmente meu foco são os diálogos, mas confesso que em Killing Eve eu fico encantada mesmo é pela produção de arte, cenários, figurino, fotografia… É uma série com estética muito bonita e surpreendente, muitas vezes em contraste com o que realmente acontece ou é dito na cena.

Modern Family

Família Moderna

Me incomodo com a personagem Gloria (Sofia Vergara) reforçando vários estereótipos sobre a mulher sulamericana, mas gosto de muitas outras coisas da série e dou altas gargalhadas. Me apeguei tanto aos atores mirins (que já não são mirins) que sigo todos eles no Instagram. Comédia mockumentary que deixou saudades.

Nurse Jackie

Quando eu comecei esse drama médico, o excesso de semelhança com House me entediou, mas com o tempo fui percebendo que a origem do vício da Jackie é muito diferente. Também achei muito válido terem colocado uma atriz feia casada com um ator bonito e mais novo, o que é raro, enquanto o oposto é recorrente.

Uma coisa que me incomoda muito (quando eu paro para reparar) é o quanto os homens feios conseguem atuar pelo talento, enquanto as atrizes, além de talentosas, precisam ser belíssimas para conseguir bons papéis. Aqui mesmo, nesta lista, temos vários exemplos de séries em que os atores feios conseguem personagens importantes, enquanto não encontramos uma única atriz feia no elenco. Fica aí a dica para o seu TCC.

Parks and Recreation

Confusões de Leslie

Amo essa série mockumentary que é a minha comédia favorita. Apesar de ser inspirada em The Office, gostei muito mais de Parks porque me identifiquei com a Leslie, sempre se esforçando para fazer um bom trabalho no serviço público, apesar do chefe. Quando assisti, devo ter assustado os vizinhos com as minhas gargalhadas.

Penny Deadful

Comecei esse suspense sobrenatural na Netflix, mas eu não estava no clima e deixei para continuar depois. Quero muito voltar porque os primeiros episódios despertaram minha curiosidade. A trama tem um clima sombrio e tem mais cenas que causam nojo e horror do que susto.

Revenge

Assumo que me decepcionei quando foi revelado aquele segredo que fez todo o drama parecer em vão, mas no geral gostei muito da série, principalmente por causa do estilo de vida riquíssimo dos principais personagens.

The Big Bang Theory

Big Bang: a teoria

Quando comecei, achei que não fosse me adaptar porque odeio comédias com sons de reação da plateia, principalmente as risadas, já que elas raramente coincidem com o que eu acho engraçado (diferentona). Mas os diálogos me conquistaram até que me acostumei com o ruído desagradável da audiência #SheldonFeelings.

The Good Doctor

O Bom Doutor

Drama médico protagonizado por Freddie Highmore interpretando um cirurgião residente autista que tem Síndrome de Savant? É claro que amo!

The Good Wife

- Pelo Direito de Recomeçar

Amo tudo nesse drama: a premissa, o arco da protagonista, o elenco, o figurino, os advogados, os clientes, o humor sagaz… E o fim… PQP! Tão maravilhoso que até memorizei, o que é muito raro: sou a melhor melhor do mundo em esquecer cena final de séries e filmes.

The Handmaid's Tale

O conto da aia

Drama distópico maravilhoso em momento muito oportuno.

The Office USA

Vida de Escritório

Comédia mockumentary genial. Como eu já tinha assistido à versão original britânica, levei alguns episódios para me acostumar com outros atores interpretando os mesmos papéis, mas em algum momento me encantei por todos.

Young Sheldon

Jovem Sheldon

Que delícia de comédia familiar! Gosto de tudo na série, mas a relação do pequeno Sheldon Cooper com a avó dele é muito amor.


Reforço que esta não é a lista das 20 melhores séries do catálogo, não é a lista das 20 séries mais famosas do catálogo, é apenas a lista das minhas 20 séries preferidas no catálogo até agora. Tenho várias na lista que ainda não comecei como Damages, Nip Tuck, The Son (O Filho)…

Até mais!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Todos os comentários são moderados pela autora do blog.