Busca

Carregando...

terça-feira, 3 de fevereiro de 2015

TV por assinatura: uns assinam, outros cancelam

Como só agora o Brasil está se transformando, aos poucos, em um país de classe média, o número de assinantes de TV a cabo ou via satélite ainda está aumentando, principalmente nas classes C e D.

Geralmente são famílias com pelo menos quatro pessoas de diversas faixas etárias, ainda não têm SmartTV, a banda larga é precária, a cidade tem muita violência e/ou poucas opções de lazer e algumas pessoas da família - como crianças, adolescentes e idosos - passam boa parte do dia em casa… Considerando todos esses fatores, para essas pessoas o benefício da assinatura de TV - principal forma de entretenimento da família - ainda é maior que o custo.

Mas a tendência para daqui a alguns anos - principalmente depois de 2018 - é o cancelamento. Não estou chutando, isso já aconteceu nos Estados Unidos e no Canadá, é só questão de tempo para o número de assinantes diminuir aqui também. Entre solteiros independentes e casais sem filhos, principalmente das classes A e B, já é bastante comum encontrar pessoas que deixaram de pagar por esse serviço.

📺 Por que algumas pessoas estão cancelando a TV paga?

Com base no que tenho lido e ouvido, estes são os principais motivos de quem eliminou essa conta:

  1. TEMPO - Não tem tempo para assistir televisão todo dia e por isso pagava pelo que não podia usufruir.
  2. LAZER - Nas horas livres, tem outras atividades de entretenimento como internet, jogos e livros, só para citar alguns exemplos. Aos fins de semana essa mesma pessoa prefere atividades fora de casa como shopping, bar, piscina, esporte, viagem… Não quer ficar em casa vendo TV.
  3. DINHEIRO - O valor da mensalidade da TV pode ser usado para pagar um curso de idioma, academia, plano de saúde, viagem de férias, livros… Por ser apenas um entretenimento e o pior deles (sedentário e pouco educativo), a TV paga é uma das primeiras vítimas de quem quer ou precisa economizar mais.
  4. HDTV - Gosta de telejornais locais e outros programas gratuitos, mas colocou HDTV em casa, então pagar assinatura só para ter imagem "limpinha" também não faz mais sentido.
  5. SOB DEMANDA - Tem banda larga em casa, então quando reserva tempo para ver alguma série ou filme, procura por ele na internet: torrent, Netflix, Apple TV, YouTube, etc.
  6. SMART TV - Conectou o televisor à internet, encontrou seus programas favoritos on-line e agora pode assistir tudo sem levantar da cama ou sofá.
  7. DETOX - Quando uma pessoa ou uma família se sente intoxicada pelo excesso de informação, a televisão é uma das primeiras distrações eliminadas.

Isso significa que quem está cancelando a assinatura tradicional de TV, via cabo ou satélite, não necessariamente está dispensando o CONTEÚDO da TV paga. O que mudou é que agora temos outras formas de acessá-lo, sendo a internet banda larga um recurso essencial para isso.

📺 O que se questionar antes da decisão?

E se você é uma das pessoas que estão pensando seriamente em cancelar a assinatura da TV, o que é preciso considerar?

  • Quanto tempo as pessoas da sua família, incluindo você, passam vendo os canais pagos? A questão foi clara, mas não custa reforçar: o tempo que você gasta - por meio do receptor da operadora - vendo canais como Globo, Record, TV Brasil, Band, TV Cultura, Rede TV, Rede Vida, TV Senado… não conta.
  • Quais são seus programas favoritos nessas emissoras pagas que você assiste?
    • Descubra se esses programas pagos que você assiste estão disponíveis gratuitamente na web ou em algum serviço pago de vídeo sob-demanda, como Netflix, Hulu, Amazon, Apple TV, Roku, torrent, dentre outros.
  • Quanto você paga atualmente com TV por assinatura e banda larga, caso já tenha? Quanto você pagaria para ter banda larga e o serviço necessário para continuar assistindo seus programas?

📺 Principais motivos de quem continua pagando assinatura de TV:

  • Transmissões ao vivo: esportes, principalmente futebol, festivais, shows, reality shows.
  • Indisponibilidade de banda larga de qualidade na região onde mora - muito comum no Norte do Brasil.
  • O prazer de não ter que escolher o que assistir, ficar passando os canais com o controle, assistindo pedaços de programas que considera agradáveis, mudando imediatamente quando fica chato, sem assistir nada do começo ao fim…
  • Desconhecimento de outras possibilidades, o que não é o seu caso. :)

📺 Dicas para os desistentes

Ficar sem TV paga não significa ficar totalmente sem televisão. Para pegar os canais abertos, instale uma antena UHF. Se mora em prédio, pergunte ao síndico se vocês já têm uma antena coletiva e descubra como conectar seu televisor a ela. Se mora em casa, leia o post Sobre TV digital e antenas.

Se você mora em casa, mas sua cidade tem poucos canais abertos terrestres, estude a possibilidade de instalar uma parabólica.

Se pretende assinar algum serviço de streaming - seja para usar no computador ou em sua Smart TV - clique aqui para checar se sua velocidade é compatível. Caso esteja aquém do necessário, aumente seu pacote de banda larga doméstica.

📺 Últimas considerações

Como estamos em uma fase de transição na televisão brasileira - tanto na tecnologia por causa da digitalização como no conteúdo por causa da segmentação - é provável que eu volte a falar sobre isso, mas acho que por enquanto já deixei algumas "minhocas" na cabeça de quem ainda não tinha nem parado para pensar no assunto.

E não deixe de ler outros blogueiros que já falaram sobre o tema:

Até mais!

Posts relacionados